França

De Nice a Mônaco: Villefranche-sur-Mer, Saint-Jean-Cap-Ferrat e Èze

França | 18/04/13 | Atualizado em 15/05/18 | 8 comentários

Visitar a riviera francesa não apenas é um sonho como também é superprático. É que na costa sul da França é assim: uma cidade linda colada com a outra, a alguns minutinhos de distância; tanto que é difícil decidir onde parar. Nessa viagem, escolhemos não nos demorar muito em nenhum lugar.

Em geral, eu não curto bater ponto em mil destinos e acabar sem conhecer direito nenhum deles, mas como cada cidade é bem pequenina (e, convenhamos, algumas são meio parecidas), resolvemos conferir os highlights de alguns dos lugarzinhos mais charmosos da costa azul. Não sei detalhes sobre como ir de ônibus de um ponto a outro, mas sei que é bem fácil e barato (1 euro, normalmente).

Depois de bater muita perna em Nice, saímos num dia cedinho e fomos em direção a Mônaco, em nosso carrinho alugado. São 20 km de distância, mas ir direto e ignorar as belezas do caminho seria um absurdo. Pra conhecer com mais detalhe alguns dos possíveis caminhos, confira esse post do Viaje na Viagem.

Foi dele que eu parti pra montar nosso roteirinho pela região – ainda que não tenha me preocupado muito com qual das três corniches (as famosas estradas que serpenteiam por essas bandas) pegar, já que escolhemos as paradas e deixamos o GPS fazer o resto do trabalho ;)

Vai pra Europa? Não se esqueça que o seguro viagem é obrigatório pra entrar lá!
Clique aqui e saiba como contratar o seu com desconto.

O primeiro destino foi Villefranche-sur-Mer. Teimei que queria dar uma chegada por lá depois de ver umas lindas aquarelas retratando a cidade, à venda num mercado de artesanato de Nice.  Enquanto nos aproximávamos, as vistas incríveis confirmaram que valia a pena a visita. Chegando lá, a primeira coisa que vimos foi também um mercado, só que de antiguidades, bem fofo (todo domingo, na Place Amelie Pollonais).

Daí saímos andando sem rumo pelas ruelas (como as que eu tinha visto retratadas em aquarela, com prédios em vários tons de laranja contrastando com o azulzão do céu e do mar ^^) e pela beira-mar. A citadela é do século 16 e o porto é uma delícia.

~IMG_4710  ~IMG_4716  ~IMG_4779

De lá, partimos pra Saint-Jean-Cap-Ferrat. No entanto, não chegamos a entrar na cidade em si – uma península esticadinha -, parando apenas na sua entrada pra ver a Villa Ephrussi de Rothschild. A visita começa pelo palacete construído durante a Belle Époque por Béatrice Ephrussi de Rothschild, e chama atenção pela decoração e pelas obras de arte expostas lá. No entaaanto, não demos muita bola pra ele. Nos demoramos mesmo nos NOVE jardins da propriedade.

~IMG_4849  ~IMG_4824

Devido à estação, os jardins não tavam no seu esplendor, mas ainda assim são bem bonitões. Tem um espanhol, um florentino, um de pedras, um japonês, um exótico (= cactos e similares), um de rosas, um provençal… Com direito a colunas de pedra, mini cachoeiras, laguinhos ornamentais e fontes musicais, e a vista do mar azulzinho pra completar! Lá tem estacionamento gratuito e a entrada tá custando 12,50 € (ou 9,50 € pra estudantes e jovens de 7 a 17). Salgado, mas é um passeio bem agradável.

~IMG_4804  ~IMG_4792

A seguinte parada foi também indicação de Ricardo Freire: Èze Village, uma vila medieval que me lembrou muito Pérouges, pertinho de Lyon. Existe também a Èze-sur-Mer, que como o nome indica fica na beira-mar, mas a atração maior realmente é essa peculiar cidadezinha bem preservada e encarapinhada num morro. O caminho até a parte mais antiga é bem ladeiroso, então se prepare pra subir, subir, subir… Mas prometo que vale a pena! É daqueles lugares onde você quase se convence de que voltou no tempo.

Procurando hospedagem em Nice? Clique aqui e encontre hotéis e albergues com os melhores preços

~IMG_4888  ~IMG_4889  ~IMG_4910

 

Lá em cima tem uns cafezinhos simpáticos, lojas de bijuterias e artesanato e o Jardin Exotique. A entrada é paga (4 ou 5 euros) e o jardim é composto basicamente de cactáceos, então não é tão interessante por si, mas vale muito pela vista.

De lá de cima, dá pra ver as corniches e muitos dos lugares por onde passamos pra chegar até lá – e tem um daqueles painéis que explica o que você tá vendo, o que eu adoro ;) Ah, quase me esquecia: antes ou depois da subida, na Place Charles de Gaulle, dá pra visitar a loja e museu da tradicional Perfumaria Galimard (que também tem uma unidade em Grasse).

~IMG_4948  ~IMG_4957  ~IMG_4985

O próximo destino foi, por fim, Mônaco. Mas isso é assunto pra o próximo post… Clique aqui pra ler!

~IMG_5068

Leia Mais:

Nice – Roteiro

Nice – Hotel

Mürren – Uma vila nos Alpes suíços

Berna – Roteiro

Berna – Hostel

Vevey e Château de Chillon

Lausanne – Roteiro

Lausanne – Hostel

Genebra – Roteiro

Suíça e sul da França – Roteiro

Contrate seu seguro viagem com desconto na Mondial Assistance
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking
Alugue um carro nas melhores locadoras com a Rentcars e pague em até 12x
Procure a casa de câmbio com a melhor cotação da sua cidade 

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Quer receber conteúdo exclusivo e gratuito sobre viagens?

Inscreva-se na lista de e-mails do Janelas Abertas e receba um e-book de 60 páginas com dicas para viajar só + check-lists para sua viagem + dicas inéditas a cada 15 dias.

Posts Relacionados

8 Comentários

  1. Mesmo que estejas mais sumidinha, eu sigo te acompanhando por aqui! Aproveito para dizer que descobri sobre o Erasmus Mundus no teu blog e estou de olho para aplicar pra um master aqui na Itália… obrigada!

    • Que ótimo, Nely! Espero que dê certo! E obrigada por não deixar de vir visitar ;)

  2. RFK

    Pode até sumir mas não deixamos de dar uma espiada de vez em quando se não tem blog novo, relemos os antigos. Vá cuidar do seu mestrado sim. Estaremos aqui te esperando, sempre!

  3. Celso

    Ótimo post! Essa região é uma preciosidade mesmo! Na direção oposta, ou seja, rumo a Cannes, Marseille etc., sugiro visitar a cidadezinha de Antibes, é uma graça e a única da Côte d’Azur que tem o centro antigo cercado por muralhas…. Também tem feirinhas de antiguidades muito simpáticas, um mercado com especialidades da região, o museu Picasso, que fica em um “prédio” em que o artista morou quando esteve na região, tem o bar do Absinto, e vários restaurantes com especialidades regionais e monumentos como o Fort Carré…. No verão dá para pegar uma prainha! E bem do lado de Antibes tem a cidade de Juan-les-Pins que acolhe um festival de Jazz bem famoso no mês de julho! As cidades ficam a 15, 20 minutos de trem de Nice e de Cannes, ou seja, no meio do caminho entre Nice e Cannes justamente…

    • Oi, Celso! Obrigada pela visita e pelo comentário :) De fato, o próximo post vai ser sobre o caminho na direção oposta mesmo. Passei umas horinhas em Antibes e adorei! Boas dicas as suas, não sabia do festival de Juan-les-Pins :D

  4. maria das graças valverde susart

    estarei e porto(portugal) e tenho 04 dias livres(3 noitess) e gostaria de conhecer a riviera francesa, Qual o melhor roteiro sem um custo muito alto.Gosta de dormir bem, logo o hotel não pode ser desconfortável, não precisa ser de luxo. Aguardo noticias pelo email: susart@terra.com.br

    • Oi, Maria das Graças! Nesse período de tempo eu recomendo que você se hospede em Nice, passe uns dois dias lá e aproveite os outros dias pra fazer passeios de bate-volta pra cidades nas proximidades, como essas que eu mencionei no post. Sobre hotel, o que eu conheço e recomendo é esse: https://janelasabertas.com/2013/03/27/nice-hotel/ Como você falou, é confortável e o custo é baixo, mas não tem luxo nenhum :) Espero ter ajudado!

Deixe o seu comentário

Inscreva-se na newsletter do Janelas Abertas

Receba dicas e recursos de viagem de graça!

  • E-book de 60 páginas com dicas para viajar só
  • Check-list para viagens internacionais
  • Check-list para arrumar a mala
  • Newsletter quinzenal com conteúdo exclusivo

É só se inscrever na lista: