França

O que fazer em Nice: roteiro turístico

França | 28/03/13 | Atualizado em 28/09/19 | 10 comentários

Não sei se foi pelo tempo que eu tava sem ver o mar, ou porque tava com saudades da França, ou porque o clima tava uma delícia pra ser janeiro, mas Nice ganhou meu coração. Saí de lá fazendo planos mirabolantes pra voltar e viver um tempinho por lá, curtindo a vibe de praia, as ruas pequenas deliciosas cheias de ateliês e restaurantes fofos, etc. Acho que eu esperava uma cidade mais metida a besta e me surpreendi com o que encontrei :)

Oi, Nice!

Oi, Nice!

Cheguei em Nice de trem, mas a cidade tem um aeroporto (dizem eles que é o mais movimentado do país depois dos de Paris) e pra ir dele até o centro tem uma linha direta de ônibus. Pra se deslocar pela cidade as opções são ônibus, tramway e aluguel de bicicletas (Vélo Bleu) ou de carro elétrico (Auto Bleue), ainda que suas pernas sejam suficientes pra maior parte dos passeios.

Vai pra Europa? Não se esqueça que o seguro viagem é obrigatório pra entrar lá!
Clique aqui e saiba como contratar o seu com desconto.

Procurando hospedagem em Nice? Clique aqui e encontre hotéis e albergues com os melhores preços

Pra ir pra outras cidades da Côte d’Azur também é superfácil, em ônibus baratíssimos. Até Mônaco, por exemplo, você leva menos de uma hora e paga só 1 euro! Aqui tem as linhas e horários pra ir pra Mônaco, Menton, Grasse, Cannes e outras cidades lindinhas. Mas elas são assunto pra os próximos posts :)

Como eu disse aqui, fiquei hospedada perto da Avenue Jean Médecin, uma avenida ampla cheia de lojas (aquelas de sempre, tipo H e M e companhia), fast foods, etc. A estação de trem fica no começo da rua (a entrada dá pra Avenue Thiers), que termina na Place Masséna, uma praça construída na década de 1840 e renovada em 2007. Por lá, encontramos um mercado de Natal bem simpático, com guloseimas delícia e artesanato, e uma roda-gigante, de onde vimos uma vista mara da cidade (vide fotos abaixo) ^^ Do lado da praça, fica o Jardin Albert 1er, mas ele tava sendo reformado.

~IMG_4364 
~IMG_4372

~IMG_4371

De lá, não contive o impulso de correr atrás do mar, e seguimos em frente até a Promenade des Anglais, a principal parte da avenida à beira-mar. Esse passeio é bonitão e sempre tem gente por lá, passeando, andando de bicicleta, fazendo cooper, paquerando… ;) Gamei nas cadeiras azuis de metal que ficam à disposição pra você sentar e contemplar o azul do mar e as gaivotas <3 O chato é que a praia em si é de pedrinhas em vez de areia, então não é a coisa mais confortável do mundo – mas é bonitinho, vai. Ainda assim (e apesar de ser inverno) tinha uma galerinha sentada por lá – inclusive uns idosos corajosos de sunga entrando no mar :D

~IMG_4416  ~IMG_4475  ~IMG_4476

Andando pra esquerda de quem olha pro mar, a Promenade des Anglais vira o Quai des États-Unis. Em alguns minutos nessa direção você chega no elevador que dá acesso à Colline du Château, ou seja, Colina do Castelo. O nome é uma pegadinha, já que castelo mesmo não tem. Ainda assim, vale muito a pena subir, porque lá em cima tem um parque muito agradável, uma barraquinha de comida/lanchonete legal e uma vista massa da cidade. Ah, e foi aí que a Nice foi fundada pelos Gregos, há uns 2300 anos!

~IMG_4506  ~IMG_4516  ~IMG_4530

Descendo, não deixe de ir no Vieux Nice, a parte antiga da cidade. A rua principal dessa área é a Cours Saleya, onde fica o Marché aux Fleurs, um mercado de flores legal, arrodeado de restaurantes. Daí você pode andar sem rumo, já que o “bairro” não é tão grande e é tão lindinho que se perder é uma vantagem; ou pode continuar indo atrás de pontos específicos como a Place du Palais, praça onde fica o Palácio de Justiça e onde tava rolando uma feirinha de artesanato bem legal (tentamos passar correndo por ela pra não comprar nada, mas não deu certo).

~IMG_4596

Ainda no Vieux Nice, vale a pena passar pela Place Rossetti, onde fica a Cathédrale de Sainte-Réparate e uns cafés e sorveterias legais, e ir também até o Palais Lascaris, um palácio barroco do século 17. Mas melhor do que tudo isso é que andando sem rumo pelas ruas por ali encontrei um sem-fim de lojas charmosas, ateliês de arte e restaurantes fofíssimos. ^^ Pra quem tiver procurando uma lembrancinha legal pra levar pra alguém, é fácil encontrar lojas com uma variedade enorme de Savon de Marseille (sabão de Marselha), coloridos e cheirosos :D

~IMG_4589

~IMG_4583

Sem falar numa dica massa de uma amiga que morou na cidade: o bar Wayne’s, um pub inglês com decoração divertida, comidas e drinks deliciosos e garçons mega simpáticos. Eles têm desde brunch e English Breakfast a hambúrgueres enormes e frango com nachos, nham! Fui umas 20h, então ainda tava no esquema bar/restaurante, mas mais tarde vira baladinha, com showzinhos e tal :) O bar fica na Rue de la Préfecture, 15.

IMG_5080

Pra terminar o circuitão turístico, a dica é voltar à Promenade des Anglais e andar no sentido oposto à Colline du Chatêau, curtindo  a paisagem e a atmosfera descontraída até chegar no Hotel Negresco (nº 37, entre as ruas de Rivoli e Cronstadt). A fachada estilo Belle Époque já chama atenção, mas vale a pena entrar pra dar uma espiada nesse peculiar hotel 5 estrelas que foi transformado em fundação pra preservar sua decoração (bem kitsch), com direito a muito mármore, tapeçarias, obras de arte e um monte de detalhes curiosos – não deixe de dar um pulo no banheiro ;)

~IMG_4648

collage_negresco.jpg

Em relação a museus não posso dar opiniões porque não conferi nenhum, mas entre os mais conhecidos tão o Musée Matisse (164, Avenue des Arènes de Cimiez. Aberto das 10h às 18h. Fechado às terças. Entrada gratuita, tours guiados por 5 euros) e o Musée d’Art Moderne et Contemporaine – Mamac (Place Yves Klein. Aberto das 10h às 18h. Fechado às segundas. Entrada gratuita).

~IMG_4619

Leia Mais:

Nice – Hotel

Mürren – Uma vila nos Alpes suíços

Berna – Roteiro

Berna – Hostel

Vevey e Château de Chillon

Lausanne – Roteiro

Lausanne – Hostel

Genebra – Roteiro

Suíça e sul da França – Roteiro

Contrate seu seguro viagem com desconto na Mondial Assistance
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking
Alugue um carro nas melhores locadoras com a Rentcars e pague em até 12x
Procure a casa de câmbio com a melhor cotação da sua cidade 

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Quer receber conteúdo exclusivo e gratuito sobre viagens?

Inscreva-se na lista de e-mails do Janelas Abertas e receba um e-book de 60 páginas com dicas para viajar só + check-lists para sua viagem + dicas inéditas a cada 15 dias.

Tags: ,

Posts Relacionados

10 Comentários

  1. Nice é muito legal, e acho que as pedras que tornam a praia charmosa e diferente. Um bom apanhado da cidade e a feira de antiguidades é ímpar.

    • É verdade! Acho as pedras um charme também… Mas se for pra curtir a praia, areia é mais confortável, né? Hehe. Obrigada pela visita!

  2. RFK

    Linda, Linda, Linda! Deu a maior vontade de voltar lá!!!

  3. Eu adorei Nice no Carnaval! :) Mas fiquei com a sensação que uma semana ali me deixaria beeeeeeeeeeeeem mais pobre, rs
    Mas é linda demais!

    • Hehe, verdade! Acho que não senti tanto os preços altos porque acabava de sair da Suíça, que supera até a Côte d’Azur nesse quesito… Mas é bem isso mesmo… Quando ficarmos ricas voltamos pra passar um mês, ou a vida inteira, quem sabe ;)

  4. Erasmo

    Oi!
    Estou planejamendo minhas ferias em Nice, sei que tudo ali é legal, mas tem alguma dica dos melhores locais para me hospedar? Sabe quais regioes e bairros são os mais legais?

    • Oi, Erasmo! As regiões mais turísticas, onde você encontra a maioria das opções de hospedagem, são a Velha Nice (Vieux Nice) e a avenida principal (Promenade des Anglais). Dá uma olhada no mapa pra ver se as opções que você procura são perto delas :) Pra economizar, você pode procurar hospedagem na “cidade nova” e nos arredores do Boulevard Victor Hugo e da estação de trem (gare), por exemplo. Fiz um post sobre o lugar onde me hospedei: https://www.janelasabertas.com/2013/03/27/nice-hotel/ Um abraço!

  5. Daniele

    Ola!
    Penso em ir em Nice em outubro. Ja que é uma região de praia, vc acha q a temperatura dessa epoca vai atrapalhar os passeios? Melhor ir no verão?? E quantos dias vc sugere?
    Obrigada

    • Oi, Daniele! Eu fui pra lá em dezembro e achei ótimo. Atrapalha se você quiser curtir a praia mesmo, mas pra passear é tranquilo porque as temperaturas nessa região não costumam cair muito. No verão, dá pra aproveitar mais a praia, mas em compensação a cidade fica bem cheia. Eu passei três noites em Nice, mas só fiquei lá um dia inteiro – nos outros, fui conhecer cidades próximas, como você confere aqui: https://www.janelasabertas.com/2013/03/02/suica-e-sul-da-franca-roteiro/ Acho dois dias o suficiente pra cidade em si, mas vale a pena passar bastante tempo nessa região, porque tem muitas cidadezinhas legais coladas uma na outra. Um abraço!

Deixe o seu comentário

Inscreva-se na newsletter do Janelas Abertas

Receba dicas e recursos de viagem de graça!

  • E-book de 60 páginas com dicas para viajar só
  • Check-list para viagens internacionais
  • Check-list para arrumar a mala
  • Newsletter quinzenal com conteúdo exclusivo

É só se inscrever na lista: