Dicas Práticas

30 sites e aplicativos para viagens: do planejamento ao dia a dia

Dicas Práticas | 21/12/18 | Atualizado em 25/02/19 | Deixe um comentário

Quer encontrar um hotel de última hora? Tá perdido no meio do nada? Não entende o sistema de metrô da cidade? Não sabe como chamar um táxi? Precisa comprar alguma coisa e não fala a língua local? Tá confuso com a conversão de moedas? Hoje em dia, são tantos sites e aplicativos para viagens que problemas como esses quase não existem mais.

Comecei a viajar sozinha há 10 anos, e mesmo nesse intervalo de tempo relativamente curto, a mudança nas facilidades tecnológicas foi absurda. Quando penso nos tantos perrengues que já passei e hoje são evitados com poucos toques numa tela…

Confesso que acabei me tornando um pouco dependente do smartphone quando tou viajando e que nem sempre isso é bom. Afinal, é se perdendo, falando com as pessoas e quebrando a cara um pouquinho que a gente vive muitas das melhores experiências viajantes. Mas uma ajudinha vai bem na maioria dos casos, né?

Já vi muitas listas de sites e aplicativos úteis pra viajantes, mas muitas delas incluem uns apps gringos pra casos muito específicos e sites que não funcionam tão bem. Os que indico abaixo são sites e aplicativos para viagens que já usei de fato e me ajudaram bastante. Olha só:

sites e apps para viagens

30 sites e aplicativos para viagens

Pra o planejamento

Melhores Destinos

Se você é daqueles que não consegue ver uma promoção de passagem e já vai comprando, talvez seja bom evitar esse aqui. :P Mas a verdade é que o Melhores Destinos é uma mina de ouro pra quem não tem uma data específica pra viajar, ou mesmo um destino certo, e tá à procura de passagens em conta. Com sorte, você também pode calhar de encontrar uma oferta boa pra as datas e o lugar que já queria.

Eles divulgam as promoções tanto no site quanto via newsletter e aplicativo; pra garantir as promos relâmpago, é bom ativar as notificações.

Google Flights 

Mesmo que você tenha um destino e datas certas pra viajar, sempre vale a pena comparar e monitorar os preços de passagens aéreas antes de comprar. Sites como o Google Flights permitem visualizar os valores em diferentes datas ao mesmo tempo e buscar passagens multidestinos, além de configurar alertas para ser notificado por e-mail caso os preços para o período desejado subam ou baixem.

Skyscanner, Kayak, Momondo e Voopter são outras opções com funcionalidades parecidas.

Leia também:
Como usar o Google Flights pra encontrar passagens baratas

Portal Consular

Uma amiga perdeu uma passagem pra Austrália durante seu ano sabático porque demorou pra descobrir que precisava dar entrada antecipadamente no pedido de visto. Pra evitar esses vacilos, é bom sempre pesquisar se o país de destino exige visto pra brasileiros entrarem como turistas e ver como obter o documento.

O ideal é entrar em contato direto com a representação diplomática do país de destino pra saber direitinho as exigências, mas uma boa fonte de informação preliminar é a página do Portal Consular do Itamaraty. O site também mostra os países aonde podemos entrar só com a identidade, em vez do passaporte.

Quanto Custa Viajar

Quer ter uma ideia de quanto vai gastar com transporte, alimentação e hospedagem na viagem? Além de procurar relatos de quem foi pra o lugar recentemente, vale a pena dar uma olhada em sites como o Quanto Custa Viajar, o Expatistan e o Numbeo, que mostram uma média dos custos de vida em cada cidade. O primeiro é em português e os outros são gringos.

Os valores apontados nessas páginas podem sofrer variações em relação à sua experiência prática, mas servem como referência. Recomendo sempre fazer uma estimativa “por cima” por precaução.

Leia também:
Quanto custa viajar para o México
Quanto custa viajar para a Chapada Diamantina
Quanto custa viajar para Fernando de Noronha
Quanto custa viajar para Nova York

Seguros Promo

Pra viagens ao exterior, o seguro viagem é essencial. No caso da maioria dos países europeus, que fazem parte do Espaço Schengen, ele é obrigatório. Mas eu nunca deixo de fazer pra nenhum destino fora do Brasil, porque a gente não sabe o que pode acontecer, né? Já fiquei doente em Budapeste, Londres, no México e nos EUA e em todos os casos o seguro foi minha salvação.

Caso o cartão de crédito que você usou pra comprar a passagem não ofereça um seguro viagem, recomendo usar o site Seguros Promo pra fazer uma cotação online. O site é confiável e muito útil: ele compara as coberturas e preços de empresas com boa reputação. Dá pra contratar pela internet mesmo, e aqui nesse post você encontra um cupom de desconto pra pagar ainda menos.

Leia também:
Seguro viagem é mesmo necessário?
Como funciona o seguro viagem: tire suas dúvidas

Accuweather

No Brasil, geralmente não damos tanta importância assim para a previsão do tempo, até porque ela frequentemente engana, né? Mas em países onde existem variações climáticas mais bruscas, é essencial ficar de olho no clima esperado pra aquele dia ou pra o futuro próximo.

Um dos principais softwares de previsão climática do mundo, o AccuWeather tem site e aplicativo. Se você for pra um lugar com clima muito variável, vale a pena ir checando a previsão de vez em quando antes mesmo de embarcar, pra ter uma ideia do que te espera.

use apps para previsão do tempo

Pinterest

Mais conhecido pelo seu acervo de referências sobre decoração e moda, o Pinterest também pode ser uma ótima fonte de inspiração e informação pra planejar uma viagem.

Ele funciona mais como um mecanismo de busca do que como uma rede social; é como um Google em que as respostas são visuais. Ao planejar uma viagem pra um destino, você pode criar um painel com o nome daquela cidade e ir salvando nele todas as dicas sobre ela.

Eu comecei a usar o Pinterest pra criar pastas com sonhos de viagens pra um futuro distante, ou pra ter ideias de rolês que poderia fazer em alguma época, tipo “destinos de verão”. Mas também achei lá muito conteúdo útil pra roteiros que já estavam nos meus planos concretos, além de várias dicas práticas de viagem.

O Janelas Abertas tem, inclusive, um perfil por lá, com centenas de pins sobre os mais diversos destinos e também sobre outros assuntos que você encontra aqui, como livros e idiomas.

Pra procurar hospedagem

Booking.com

Chegou no hotel e era um pardieiro? Hoje em dia, isso é BEM mais difícil de acontecer do que quando a gente escolhia hospedagem “às cegas”.

Buscar lugares com bom custo-benefício requer apenas alguns minutos de pesquisa atenta em sites como o Booking.com, que não cobra taxa de reserva, oferece cancelamento gratuito pra maioria das hospedagens, tem vários filtros pra mostrar os resultados mais relevantes e compila avaliações de hóspedes anteriores pra te ajudar a decidir.

Leia também:
Como reservar hospedagem pela internet

AirBnb

Além de hotéis, albergues e pousadas, o Booking.com tem cada vez mais ofertas de apartamentos ou quartos pra aluguel por temporada. Mas pra quem procura esse tipo de hospedagem, que oferece uma experiência “de morador” e muitas vezes sai mais em conta, outra ótima fonte de busca é o AirBnb.

O site mostra fotos do apê, comentários de hóspedes que já ficaram no lugar e uma lista das comodidades oferecidas. Em alguns casos, é possível cancelar a reserva e ter reembolso quase total caso você tenha algum imprevisto.

Faça sua primeira reserva no AirBnb e ganhe R$ 130 de desconto

sites para alugar apartamento por temporada

Couchsurfing

Sabia que também é possível se hospedar na casa de moradores do lugar sem pagar nada? O site e app Couchsurfing reúne perfis de pessoas de várias partes do mundo interessadas em trocas culturais e dispostas a ajudar viajantes com pouca grana.

Acho esse um dos melhores aplicativos para viagens, porque além da busca de hospedagem gratuita ele serve pra encontrar companhia pra explorar a cidade, tomar um café ou cervejinha ou praticar idiomas. Você pode conferir os eventos programados pra o destino aonde vai, ou então usar a função chamada “hangouts”, que mostra quem está disponível naquele momento na mesma cidade que você.

Leia também:
Como conhecer pessoas viajando
Couchsurfing: muito mais que hospedagem gratuita

Pra organização

Dropbox

Antes de qualquer viagem, especialmente pra o exterior, acho importantíssimo salvar todos os seus documentos importantes na “nuvem”, pra ter acesso a eles pela internet. Assim, caso aconteça algum imprevisto como a perda do passaporte (já aconteceu comigo, infelizmente) você tem tudo à mão.

Um serviço prático e confiável para isso é o Dropbox, que sincroniza seus arquivos no site, no computador e no seu celular. Faço o backup de todos os meus documentos importantes lá e já resolvi muitas broncas assim.

Evernote

Esse não é um aplicativo para viagens, mas uso DEMAIS quando tou pelo mundo. O Evernote é como um bloco de notas no celular, só que é muito mais que isso. Além de sincronizar tudo na versão pra desktop, no site e no app pra smartphone, ele permite organizar as notas com etiquetas e dividindo-as em cadernos, anexar arquivos, formatar o texto e muito mais.

Ele também tem uma busca muito boa, encontrando facilmente palavras no meio dos textos. Uso pra anotar praticamente todas as informações da minha viagem, desde a planilha com o roteiro a coisas que descobri no destino.

Tripit

Esse é um aplicativo para viagens mais específico, que não uso muito porque me acostumei com o Evernote pra tudo, mas acho legal. No Tripit, você faz um cadastro, encaminha suas reservas de passagens, hospedagem e passeios por e-mail e o app centraliza e ordena tudo num itinerário bonitinho.

Pra deslocamentos

Rome2Rio

O site Rome2Rio é uma ótima fonte pra descobrir as melhores opções de transporte pra ir de uma cidade a outra, seja no mesmo país ou não. Você diz o lugar de saída e de destino e ele mostra a duração e os valores médios do percurso usando diferentes meios de transporte, como ônibus, carro, barcos e trem. Aí é só acessar os sites das empresas indicadas pra confirmar horários e valores e comprar as passagens.

Moovit

Muitas cidades têm aplicativos próprios pra o sistema local de transporte público, mas quando a gente tá circulando por vários destinos fica complicado procurar isso sempre, né? Tanto no Brasil quanto nos EUA, no México e em várias partes da Europa, usei e abusei do Moovit pra isso.

O app mostra em detalhes, em tempo real, como ir do ponto A ao B de ônibus, metrô ou bicicleta, avisando até quando você deve “pedir parada” no busão. Ele funciona em alguns destinos onde o Google Maps não oferece a funcionalidade de “transporte público”, e mesmo quando há as duas opções costumo achá-lo mais confiável.

vagão de metrô vazio

Maps.me

Pra deslocamentos a pé, o Google Maps costuma ser excelente. Mas se você estiver em áreas sem acesso à internet, uma ótima opção é o Maps.me, que tem mapas detalhados com navegação ponto a ponto disponíveis off-line.

Vah Compare

Quanta gente não já foi enrolada por taxistas mundo afora, ou passou perrengue por não encontrar um táxi ou não ter dinheiro na moeda local, né? Hoje em dia, em boa parte do mundo existem serviços como o Uber e similares, que facilitam muito a vida do turista.

Além de saírem mais em conta, eles permitem solicitar um carro mesmo sem falar o idioma local, já que é só digitar o endereço no app, e sem ter a moeda do destino, já que dá pra pagar no cartão. Sempre que possível, tento usar concorrentes do Uber que existam no destino, porque além de ter preços mais em conta eles costumam ser mais vantajosos pra os motoristas.

O problema é que em algumas cidades eu acabo com uns três apps do tipo e dá um certo trabalho ficar entrando em cada um pra estimar o valor da corrida. Uma solução pra isso é o app Vah, que compara o valor de diferentes serviços e ainda mostra cupons de desconto.

Blablacar

Pra deslocamentos entre diferentes cidades ou mesmo países, uma opção barata e ambientalmente amigável é recorrer aos apps de carona. Sites e aplicativos como o Blablacar permitem procurar por assentos disponíveis em carros de viajantes que vão fazer o mesmo itinerário que você. Em troca da carona, o passageiro paga um valor pra ajudar a cobrir os custos da viagem.

Usei esse serviço poucas vezes, mas nunca tive problemas. Como sempre, recomendo usar a prudência, tomando medidas de segurança como checar as avaliações do motorista com atenção, mandar os dados pra alguém de confiança e ir avisando a essa pessoa que você tá na estrada e tal.

Leia também:
Turismo colaborativo: viagens na era do compartilhamento

viagem de carro

Pra se virar em outros idiomas

Google Tradutor

Entre os muitos aplicativos para viagens, esse talvez seja o mais conhecido. Ainda assim, o Google Tradutor não podia ficar de fora dessa lista. Esse queridinho já me ajudou muitas e muitas vezes com suas traduções automáticas, que obviamente não são perfeitas, mas quebram um galho danado.

Ele ajuda a entender o rótulo dos produtos no supermercado, descobrir a pronúncia correta de uma palavra que você não conhece, pesquisar como perguntar algo específico ou mesmo ler imagens como placas de rua.

Duolingo

O Duolingo é um aplicativo pra estudar idiomas e pode ser muito útil quando você tá indo pra um país cuja língua você não conhece. Sempre tento chegar no lugar sabendo ao menos umas palavrinhas básicas, pra me virar melhor e porque acho legal fazer um esforcinho pra se adaptar à cultura alheia, né?

Outra vantagem do Duolingo é que dá pra usar os joguinhos e questões de múltipla escolha pra passar o tempo na sala de embarque do aeroporto, em longas viagens de ônibus e outros momentos de tédio que rolam em deslocamentos.

Leia também:
Todos os posts sobre aprendizado de idiomas

Pra lidar com dinheiro

XE Currency

Sou BEM de humanas e não tenho muita facilidade pra fazer conversões de moedas “de cabeça”, ainda mais quando tem um monte de zeros envolvidos. Por isso, acabo recorrendo a aplicativos para viagens que fazem essa conversão, como o XE Currency.

Assim, evito correr o risco de gastar mais do que imaginava por descuido (comentário baseado em fatos reais). Os valores são atualizados regularmente, mas o app também pode ser usado off-line.

Splitwise

Ao viajar com companhia, quase sempre a gente compartilha alguns gastos, né? Tipo “eu pago a reserva do hotel, você paga as passagens e depois a gente vê”. Na hora do “a gente vê”, são oitenta mil cálculos pra entender quem deve quanto a quem.

Felizmente algum anjo criou o Splitwise. Esse app permite inserir os gastos de cada pessoa e obter um balanço de devedores e credores no final do rolê.

moedas estrangeiras

Moneywise

Uma das principais formas de economizar durante uma viagem (e na vida) é manter controle dos seus gastos. Por isso, já faz alguns anos que me acostumei a anotar todas as minhas despesas, separando-as por setores como alimentação, transporte, diversão, saúde e compras. Faço isso usando o Moneywise, que tem versões gratuita e paga, mas existem outros apps similares por aí.

Leia também:
Todos os posts sobre viajar gastando pouco

Pra entretenimento

Yelp, TripAdvisor e cia

Planejo quase todos meus roteiros de viagem com base em recomendações de amigos, blogs e perfis do Instagram, e chegando no destino tento conversar com moradores pra pegar mais indicações.

Mas em alguns lugares, especialmente no exterior, já encontrei boas dicas de atrações turísticas, bares e restaurantes usando aplicativos como TripAdvisor, Foursquare e Yelp. Pra quem é vegetariano ou vegano, um app que dizem ser bem útil pra encontrar restaurantes é o Happy Cow.

Spotify

Um dos itens do meu check-list pré-viagem é organizar minha “biblioteca de entretenimento”, começando pelas músicas. Sou assinante do Spotify, serviço de streaming de música que você provavelmente já conhece, justamente pra poder fazer download de playlists pra ouvir offline no avião ou pelo mundo afora.

Netflix

Outro recurso maravilhoso pra passar o tempo em voos e conexões longas (ou momentos de solidão) é o aplicativo da Netflix, que também permite baixar filmes e séries pra ver offline. Uma dica caso você esteja viajando pra fazer intercâmbio é escolher programas na língua do destino e colocar as legendas no idioma original pra ir praticando.

Pocket

Em termos de leitura, costumo recorrer ao Kindle ou ao bom e velho livro de papel. Mas nessa lista de aplicativos úteis para viagens, não podia deixar de mencionar minha descoberta mais recente (atrasadinha, eu): o Pocket.

Esse app salva todos aqueles textos que você encontra na internet e não tem tempo pra ler na hora. Em vez de ficar com mil links salvos nos favoritos ou espalhados por vários dispositivos, você pode centralizar tudo no Pocket e fazer download dos textos pra visualização offline. Quer coisa mais maravilhosa que aproveitar o tempo ocioso pra zerar aquela lista infinita de “coisas pra ler”?

Também dá pra salva textos de sites no Evernote, mas não funciona tanto pra mim; eu sempre deixava os textos soterrados num limbo de outras notas e jamais lia.

Castbox

Um dos meus problemas no uso da Netflix e do Pocket, no entanto, é que tenho tendência a enjoar em movimento. Por isso, nem sempre consigo ver um filme ou série (e muito menos ler) quando tou num ônibus, por exemplo. Nessas horas, o ideal pra mim é escutar podcasts.

Dá pra encontrar muitas opções legais no próprio Spotify, mas especialmente se você quiser descobrir títulos diferentes de outras partes do mundo, recomendo usar o app Castbox. Ele também permite baixar episódios pra ouvir offline.

VSCO e Lightroom

Falando em viagem e entretenimento, não podia deixar de falar em fotografia, né? Existem muitos apps pra edição de fotos em smartphones, mas um dos mais populares há anos – com razão – é o VSCO. Além de alguns filtros legais, ele tem ajustes simples e úteis pra mexer no brilho, temperatura da cor, contraste etc.

Pra quem quer fazer edições mais específicas, o Lightroom mobile é ainda melhor. Ele permite escolher uma só cor pra alterar, por exemplo, entre outros recursos mais avançados. Alguns ajustes, no entanto, só estão disponíveis pra quem assina o Adobe Cloud.

aplicativos de fotografia

Pra imprevistos

Skype

Concluo essa lista de sites e aplicativos para viagens com um programa bem antigo que todo mundo conhece, mas nem sempre lembra de usar na hora do aperreio. Além de servir pra fazer chamadas online pra outros usuários gratuitamente, o Skype pode ser carregado com créditos pra fazer ligações pra telefones fixos ou celulares do mundo inteiro pagando pouco.

Ele já me ajudou muito em ocasiões em que precisei ligar pra um número 0800 e não podia fazer a chamada pelo celular ou quando estava no exterior com um chip gringo e precisei telefonar pra um número do Brasil (quando tive problema com o cartão e tive que ligar pra o banco, por exemplo). Sempre deixo um pouquinho de crédito por si acaso!

E você, tem outras dicas de sites e aplicativos para viagens? Conta aí nos comentários!

Contrate seu seguro viagem com desconto na Mondial Assistance
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

 

Quer receber conteúdo exclusivo e gratuito sobre viagens?

Inscreva-se na lista de e-mails do Janelas Abertas e receba um e-book de 60 páginas com dicas para viajar só + check-lists para sua viagem + dicas inéditas a cada 15 dias.

Posts Relacionados

0 Comentários

Deixe o seu comentário

Inscreva-se na newsletter do Janelas Abertas

Receba dicas e recursos de viagem de graça!

  • E-book de 60 páginas com dicas para viajar só
  • Check-list para viagens internacionais
  • Check-list para arrumar a mala
  • Newsletter quinzenal com conteúdo exclusivo

É só se inscrever na lista: