Pernambuco

Onde se hospedar no Recife e em Olinda: hotéis, pousadas e albergues

Apesar de meu querido Recife oferecer aos visitantes muito mais atrativos do que a praia de Boa Viagem, é lá que se concentra praticamente toda a oferta hoteleira da cidade. Para fazer passeios turísticos, o ideal é ficar por lá ou no Recife Antigo, onde mais recentemente surgiram alguns albergues. Na cidade irmã Olinda, por sua vez, não há dúvidas: a Cidade Alta, onde fica o Sítio Histórico da cidade, é a região mais interessante. Quer mais informações pra decidir onde se hospedar no Recife e em Olinda? Vou tentar ajudar. :)

Leia também:

O que fazer no Recife Antigo: roteiro turístico
20 atrações gratuitas no Recife
Passeio de Catamarã pelo Rio Capibaribe
Cinco razões para amar o Recife
Guia de Porto de Galinhas para iniciantes e iniciados
Carnaval de Olinda e Recife: guia de sobrevivência
Todos os posts sobre Pernambuco

Onde se hospedar em Boa Viagem

Ficar perto da praia ou se hospedar num hotel propriamente dito (em vez de albergue ou pousada) são prioridades pra você? Então recomendo focar em Boa Viagem mesmo. Mas, se possível, mais próximo da região conhecida como Pina, ou seja: no começo da orla, em relação ao Centro.

Assim você estará mais perto do núcleo gastronômico da região e também do Recife Antigo e outros bairros centrais, de Olinda, da Zona Norte (mais residencial e cheia de barzinhos e restaurantes charmosos) e de atrações como a Oficina de Francisco Brennand e o Instituto Ricardo Brennand. Ah, e não que eu ache que você deva perder tempo no shopping, mas caso interesse, saiba que o mais novo e agradável da cidade, RioMar, também fica por ali.

Entre os hotéis com boa avaliação no Pina, você encontra o Beach Class Residence e o Nobile Suítes. Também vale dar uma olhada no Gran Beach Flat, Recife Praia Hotel e Marante Plaza, que têm diárias mais em conta. Sem falar no Ibis Boa Viagem, que não fica bem na praia, mas ainda perto, e apesar de básico garante a qualidade da rede Ibis.

praia de boa viagem

Ali perto, nos arredores da região conhecida como “Segundo Jardim” de Boa Viagem, você encontra um monte de restaurantes e bares badalados juntinho uns dos outros. Caso comer bem e dar pinta em lugares descoladinhos estejam entre suas prioridades, procure ficar nessa área.

Alguns exemplos de hospedagem por ali são o Radisson (Beach Class Suites) e o albergue Piratas da Praia, que oferece quartos femininos, mistos e privativos, e pelo que me disseram tem uma atmosfera massa. Uns quarteirões depois você encontra o Jangadeiro, o Mercure e o Internacional Palace, e depois o Grand Mercure e o Vila Rica, dois hotéis bem avaliados.

Ainda mais longe do Pina fica a Praça de Boa Viagem, onde acontece uma tradicional feirinha de artesanato. Não vou lá há anos, mas sinceramente nunca achei o que é vendido nas barracas muito especial, e pelo que me disseram ela tá meio decadente. Se sua ideia é comprar souvenirs, acho melhor visitar o Centro de Artesanato no Recife Antigo, ou mesmo o Mercado de São José e a Casa da Cultura, no Centro da cidade.

Depois da praça, mais pra o final da orla, outra atração é o Parque Dona Lindu. Projetado por Niemeyer, ele é um ponto interessante caso você se interesse muito por arquitetura ou se estiver rolando algum evento – shows e apresentações culturais são realizadas tanto ao ar livre quanto no Teatro Luiz Mendonça, que fica lá.

Nos arredores da Praça de Boa Viagem e do Dona Lindu (região mais longe do Centro e mais perto do aeroporto) algumas opções de hotéis bem conceituados são o Park Hotel, o Atlante Plaza, o Ramada Suites e o Mar Hotel Conventions. Pra diárias mais em conta em estrutura simples, confira o Hotel Coqueiral.

O Ramón Hostel Bar, mistura de bar e albergue comandado por simpáticos argentinos, também fica por ali. Não conheço a estrutura do hostel em si, que é mais recente, mas acho o bar um dos mais legais da Zona Sul pra quem busca algo mais alternativo; falei dele neste post. Outra opção de albergue nessa região é o Hostel Recife Sol e Mar, que tem nota 9,1 no Booking e quartos compartilhados (misto ou feminino) ou privativos pra várias pessoas, mas fica um pouco longe da praia.

ramon hostel bar

Onde se hospedar no Recife Antigo

Por muito tempo não existiram hotéis e albergues no Bairro do Recife, mais conhecido como Recife Antigo, o que sempre me pareceu um desperdício. É pra mim a parte mais bonita da cidade, com pontos turísticos legais e uma vida noturna interessante, além de localização central. Há alguns anos, no entanto, foi inaugurado por lá o Azul Fusca Hostel, que ganhou post aqui no blog na época – eu trabalhava no bairro e fui fazer uma visita ao espaço, que me pareceu massa.

albergue azul fusca

Mais recentemente, soube da existência do Recife Antigo hostel, na rua onde eu costumava trabalhar, que é segura e perto de tudo. A estrutura parece mais simples, mas a localização é ótima e as avaliações no Booking muito positivas; atualmente, ele tá com nota 9,2 no site.

Outra opção é o Mangue Oranje hostel, que além dos dormitórios mistos oferece também quartos duplos com banheiro compartilhado. Localizado na Rua da Moeda, tradicionalmente boêmia, ele dá acesso muito fácil a bares animados e com música ao vivo, mas imagino que fique um pouco barulhento nas noites de fim de semana. Alguns relatos no Booking informam que o lugar ainda está passando por ajustes estruturais, mas parece um bom custo-benefício.

Leia também:

Onde almoçar no Recife Antigo: 10 restaurantes
Onde almoçar no Recife Antigo: mais 10 restaurantes
Pub Crawl Recife: explorando bares locais com gente do mundo todo
Visitando o museu Cais do Sertão
Conheça o lindo museu Paço do Frevo

Onde se hospedar em Olinda

Prefere ficar na nossa cidade-irmã? Tudo bem, sem ressentimentos. ;) Dá pra explorar o Sítio Histórico de Olinda numa boa em um só dia, como mostrei neste post com as principais atrações da Cidade Alta. Ainda assim, acho bem válido passar ao menos uma noite por lá, especialmente aos finais de semana. A vida boêmia da região é uma delícia pra curtir sem preocupações com a volta pra casa, e você encontra ali muitas pousadas charmosas (diferentes dos hotéis mais “padrão” de Boa Viagem).

Entre as pousadas mais tradicionais de lá, se destacam a Pousada do Amparo (que visitei pra tomar um café da manhã delícia e virou post aqui no blog), a Pousada dos Quatro Cantos e o Hotel Sete Colinas. Opções mais em conta e bastante simpáticas são a Pousada Villa Olinda, que tem quartos individuais a partir de R$ 77, e a Eco Olinda, com nota 9,2 no Booking. Já a Pousada Alquimia tem desde camas em dormitório coletivo por R$ 50 a quartos privativos pra até 4 pessoas.

pousada do amparo

Se você procura um albergue, existem várias opções com nota acima de 8 no Booking e preços a partir de R$ 32 (em quarto compartilhado). Vale a pena conferir o Mameluco Hostel, que tem dormitórios mistos e femininos e também suítes; o Maracatu Hostel Bar, com dormitórios femininos e masculinos e opções de suítes com ou sem banheiro privativo; e o Albergue de Olinda, com quartos compartilhados masculinos e femininos. Os três têm boa localização, mas minha preferida é a do Maracatu, que fica numa parte legal das ladeiras, mas relativamente perto da parte baixa da cidade.

Leia também:

O que fazer em Olinda: de igrejas a cachaça no Sítio Histórico

E você, tem dicas de onde se hospedar no Recife e em Olinda? Compartilha nos comentários!

Se quiser salvar este post para ler depois, pine a imagem abaixo no seu Pinterest! Aproveite e siga o perfil do Janelas Abertas por lá. :)

onde se hospedar no Recife e em Olinda

Contrate seu seguro viagem com desconto
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Posts Relacionados

0 Comentários

Deixe o seu comentário