Pernambuco

Porto de Galinhas: guia completo sobre a praia e arredores

Pernambuco | 27/11/15 | Atualizado em 03/11/18 | 16 comentários

Porto de Galinhas marcou minhas férias da infância, assim como as de muitos outros pernambucanos. Eleita por vários anos consecutivos a praia mais bonita do país, ela fica em Ipojuca, a 65 km do Recife, e chama atenção principalmente por suas piscinas naturais. Mas ok, isso tudo você já deve saber. E como é a praia além do oba-oba? O que fazer em Porto de Galinhas?

Uma introdução

Como outras tantas praias, Porto surgiu de uma vila de pescadores, mas desde então ela já mudou muito – e nem sempre pra melhor. Em parte é nostalgia minha, mas sinto saudades de quando eu era criança e tanto a cidadezinha quanto as areias da praia e as piscinas naturais eram menos badalados.

Lado bom: hoje em dia existe infraestrutura por lá pra atender a todo tipo de turista, incluindo opções variadas de hospedagem, gastronomia e entretenimento. Dá pra carregar a família toda, que todo mundo vai encontrar algo legal pra fazer. Lado ruim: a grande exploração turística e a falta de planejamento tornaram a vila meio bagunçada, digamos assim. Não considero o lugar perfeito pra ficar em paz.

Mas ó, tem outra grande vantagem que compensa esses problemas: Porto em si é só uma praia entre várias outras vizinhas com perfis diferentes – diria até complementares – que juntas podem tornar sua viagem mais agradável, compensando os problemas da amiga mais famosa.

E vale muito conhecer os lindos aquários naturais que se formam entre os arrecifes e fazer passeios de buggy, jangada, mergulho e outras tantas atividades, com direito a uma bela paisagem de coqueiros e areias brancas.

Ah, e pra quem tá curioso, dizem que o nome Porto de Galinhas surgiu quando o tráfico de escravos já era proibido, mas contrabandistas usavam a praia pra trazer africanos e evitar o Porto do Recife, onde tinha mais fiscalização.

Reza a lenda que os escravos desembarcavam escondidos em engradados de galinhas-d’angola e os contrabandistas exclamavam: “Tem galinha no porto!” pra o pessoal saber que eles tinham chegado. Hoje, você vê galinhas por todo lado, dos orelhões aos souvenirs.

Procurando hospedagem em Porto de Galinhas? Clique aqui e confira várias opções de hotéis, resorts, albergues, pousadas e apartamentos.

o que fazer em porto de galinhas

Quando ir 

O clima por lá é tropical quente e úmido, com temperatura média anual de 25 ºC e maior incidência de chuvas nos meses de abril a julho. Pra ter mais chances de céu azulzão e melhor visibilidade nas piscinas naturais, o ideal é evitar essa época, preferindo os meses de setembro a março.

No auge do verão, obviamente é alta temporada, então é mais difícil encontrar vagas em cima da hora e os preços ficam mais altos. Normalmente, a praia começa a bombar no feriado de 7 de setembro ;)

Quanto tempo ficar

Recomendo passar pelo menos dois dias inteiros em Porto de Galinhas, mas dá pra ficar até uns 10 dias por lá sem se entediar. Especialmente se você quiser curtir cada praia com calma, fazer todos os passeios abaixo e incluir bate-voltas pra outras praias nos arredores. Veja uma sugestão de o que fazer em Porto de Galinhas dia a dia:

Dia 1: chegada em Porto de Galinhas + curtir a praia perto da hospedagem
Dia 2: passeio de buggy + passeio de jangada no Pontal de Maracaípe + Bar do Galo + pôr do sol
Dia 3: passeio de jangada até as piscinas naturais de Porto + tarde em Muro Alto
Dia 4: Praia dos Carneiros
Dia 5: outro passeio de bate-volta
Dia 6: voltar na sua praia preferida

Várias agências oferecem passeios de um dia de Porto de Galinhas pra Recife e Olinda, com city tours incluídos. Sei que sou suspeita pra falar porque sou recifense orgulhosa, mas eu separaria dois ou três dias pra curtir a capital e a cidade vizinha. Uma viagem com base em Porto de Galinhas por quatro dias e no Recife por três dias, por exemplo, seria ótima.

Leia também:
Guia completo sobre Pernambuco

Como chegar em Porto de Galinhas

Porto de Galinhas fica pertinho do Recife, mas em 2014 ficou ainda mais fácil chegar lá. É que foi inaugurada uma via expressa com pedágio, devido ao crescimento do porto de Suape.

Por esse caminho, você evita antigos pontos de engarrafamento, e pra ir do aeroporto pra Porto de Galinhas são só uns 50 km – mas não deixe de passar alguns dias na capital também, pelamor! A propósito, veja aqui 5 razões pra amar o Recife. :)

O caminho é bem tranquilo, então se você estiver de carro (pode alugar um no aeroporto, se vier de longe) o amigo Waze desenrola tudo direitinho. Com um pouco de sorte, em menos de uma hora dá pra estar com os pés na areia.

Se você não quiser ou puder dirigir, pode usar um transfer oferecido pela sua hospedagem, o transfer de operadoras de receptivo como a Luck, táxi (especial ou comum, com valor combinado previamente), Uber, carro compartilhado ou ônibus.

A mais barata é o ônibus, que sai tanto do aeroporto quanto do Cais de Santa Rita, perto do Recife Antigo. Mas infelizmente ele não é uma opção muito prática. É que ele só sai de hora em hora e entra no município de Ipojuca, do qual Porto de Galinhas faz parte, e vai parando. Por isso, a viagem leva umas duas horas e meia.

Atualmente (novembro de 2018), existem dois tipos de ônibus: um de linha, sem ar condicionado ou bagageiro, que custa pouco mais de R$ 10, e um com ar condicionado que sai por R$ 15,70.

Nunca fui do aeroporto pra praia de ônibus, mas na minha última visita a Porto, tentei voltar com ele. Fui até a parada de onde ele sai, que fica em frente a uma pista de skate, junto do prédio dos salva-vidas e perto do posto Ipiranga na entrada da vila. Olha aqui nas fotos:

local de saída do ônibus de porto de galinhas para recife

ponto de ônibus em porto de galinhas

Enquanto eu esperava o busão passar, um cara ofereceu uma vaga num carro compartilhado. Acabei indo junto com um casal de Porto Alegre, e ele me deixou no Cais de Santa Rita por R$ 20, em cerca de uma hora. Segundo ele, sempre rolam essas “caronas” tanto no aeroporto quanto lá em Porto de Galinhas.

Pra se locomover entre as praias de Porto de Galinhas sem carro, você pode pegar um táxi, mototáxi, transporte alternativo (existem vans que vão de Maracaípe pra vila de Porto, por exemplo) ou Uber.

Onde se hospedar

A maioria das opções de hospedagem fica na vila de Porto de Galinhas propriamente dita (o centrinho, onde ficam restaurantes, bares, lojas e de onde saem os passeios de jangada pra piscinas naturais), em Muro Alto (mais ao norte, com águas calminhas), no Cupe (a meio caminho entre Muro Alto e Porto) e em Maracaípe (mais pro sul, queridinha dos surfistas).

Somando todo esse litoral você encontra desde alguns dos melhores resorts e hotéis do Nordeste a pousadinhas, albergues e flats. Recomendo avaliar seu perfil de viajante e ter uma noção sobre o que fazer em Porto de Galinhas pra escolher a opção ideal pra você. Escrevi um post completo sobre onde se hospedar em Porto de Galinhas.

o que fazer em porto de galinhas - pousada na praia do cupe

O que fazer em Porto de Galinhas

Piscinas naturais

2015-10-11 10.06.02

Acho que a primeira imagem que vem à mente de muita gente quando se fala em Porto de Galinhas é essa acima, né? A piscina natural em forma de mapa do Brasil é um dos ícones dessa praia que atrai muita gente pra mergulhar em meio aos peixes coloridos.

Pra fazer o passeio, que dura uns 45 minutos, basta pagar R$ 25 (preço de novembro de 2018) no quiosque que fica na pracinha principal em frente à praia, e então ficar na fila pra pegar uma das jangadas que saem ali pertinho. Em uns cinco minutinhos você chega nas piscinas, que são formadas entre os arrecifes.

2015-10-11 09.41.13

 

Dá pra andar por cima dos corais e ver “de fora” os peixinhos bonitinhos, caminhando nas partes permitidas – devido ao alto número de turistas, muitos lugares foram protegidos com cordas, e é imprescindível respeitar essas restrições. Depois, o jangadeiro deve levar você e seu grupo até uma parte onde seja possível mergulhar e entregar uns punhados de ração pra atrair os peixinhos lindos ;)

Os jangadeiros costumam emprestar máscaras de mergulho pra quem não tem, mas o ideal é levar a sua própria e também um snorkel pra curtir o mergulho mais tranquilamente. Vale a pena comprar antes de ir, porque por lá costuma ser caro. Ah, e não se esqueça de usar chinelos ou outro sapato que possa molhar, porque ao caminhar descalço pelos corais você pode se machucar e acabar pisando em ouriços.

Fique ligado também em quando ir pra as piscinas: elas só aparecem na maré baixa, por isso é bom consultar a tábua de marés no seu hotel ou na internet. Também é bom evitar a época de chuvas, porque depois de tempestades e sem a incidência do sol as piscinas não ficam muito transparentes. Da última vez em que fui, o dia tava meio nublado, mas arrisquei mesmo assim e o visual tava legal. Mas se puder, vale esperar um dia com céu de brigadeiro.

Passeio de buggy

Outro passeio muito mencionado entre as dicas de o que fazer em Porto de Galinhas é o de buggy. Ele vai percorrendo as praias “de ponta a ponta”, de Muro Alto até o Pontal de Maracaípe. Mesmo pra quem já conhece bem o lugar e quem vai de carro, acho um tour legal.

Apesar de não ter “emoção” como outros passeios de buggy, já que não é permitido ir pela areia da praia e não existem dunas, o buggy passa por alguns caminhos onde carros normais não vão. Além de ser um jeito diferente de curtir as praias, com direito a muito ventinho no rosto e sem preocupação com vagas pra estacionar, coisa e tal.

É importante fazer esse passeio com um bugueiro credenciado: confira se o veículo tem placa vermelha e um selo oficial. Recomendo procurar a empresa Faby Buggy Turismo, que é comandada por uma das únicas mulheres bugueiras de Porto.

Pra saber sobre como funciona o tour e como é cada parada, leia o post completo sobre o passeio de buggy em Porto de Galinhas.

passeio de buggy em porto de galinhas

Mergulho

Além de ver os peixinhos com máscara e snorkel nas piscinas naturais, você pode fazer o batismo de mergulho ou até cursos avançados pra explorar ainda mais o mundo subaquático. Existem diversos pontos de mergulho perto do litoral de Porto, com navios rebocadores afundados e tudo o mais.

Caminhando pelo centrinho você encontra várias operadoras com instrutores certificados. Algumas das escolas de mergulho são a Ganesh, a Pescuba e a Aicá. Nunca fiz essa atividade, então não sei dizer qual empresa é melhor, mas sugiro buscar reviews pela internet e fazer uma pesquisa pessoalmente.

2015-10-12 06.18.41 1

Tartarugas e cavalos-marinhos

Entre os atrativos dessa região estão os animais marinhos, que infelizmente estão sob risco de extinção :( Mas existem alguns projetos que protegem esses animais, como é o caso do Hippocampus e da ONG Eco Associados, e visitá-los pode ser uma forma de ajudar.

O Projeto Hippocampus realiza atividades de pesquisa e educação ambiental pra preservar os cavalos-marinhos que vivem no estuário do Rio Maracaípe. Eles têm uma sede em Porto, onde você pode ver esses e outros animais em aquários e aprender um pouco sobre eles. Endereço:  Rua da Esperança, s/n, Porto de Galinhas.

Eco Associados monitora a presença de tartarugas marinhas lá em Ipojuca. Eles mantêm o Museu de Tartarugas Marinhas, onde os visitantes encontram esqueletos e cascos de tartarugas, por exemplo. Nunca fui lá, mas o lugar parece ter uma estrutura simples. Endereço: Rua Caraúna, Praça 4, s/n, Porto de Galinhas.

Gastronomia

Pra quem gosta de turismo comilônico como eu, não faltam opções lá em Porto. Obviamente, a oferta de frutos do mar é abundante, mas também tem muitos restaurantes com culinária nordestina, além de massas, pizzas, crepes, churrasco, sushi, sorvetes, sanduíches…

Na mesma rua, você encontra vários outros restaurantes, como o que leva o nome do logradouro: o Beijupirá serve frutos do mar com receitas inusitadas, muitas vezes com frutas tropicais. A casa também tem unidades em Olinda, Noronha, na Praia de Carneiros e em outras partes do Estado e a comida é muito boa, mas os preços são salgados. Telefone: 81 3552-2354.

Ainda na Rua Beijupirá você encontra o Mardioca, que é um dos meus preferidos. Curto o ambiente tranquilo e aconchegante, além dos preços mais em conta. Eles têm pizzas gostosas bem fininhas e escondidinhos caprichados, além de umas massas e risotos de camarão gostosos e bem servidos. Telefone: 81 3552-1191.

collage-gastronomia

Ainda na vibe italiana, um restaurante muito recomendado é a cantina La Tratoria, que tem uma boa adega e fica na Rua dos Navegantes, 81. Telefone: 81 3552-2684. Ainda não fui lá nem no charmoso Munganga Bistrô, que também tem ótima reputação e serve diversos pratos à base de frutos do mar e carnes, usando ingredientes regionais. Ele também tem preços mais salgados e fica na Av. Beira Mar, 32 (Galeria Caminho da Praia).  Telefone: 81 3552-2480.

Pra sobremesa ou um cafezinho, vale conferir o simpático Café da Moeda, que fica na Galeria Htur, na Rua das Piscinas Naturais. Telefone: 81 99869-2244. Ele é o que aparece na foto de baixo do lado direito na montagem acima.

Em Maracaípe, a grande estrela é o João Restaurante, que fica à beira-mar e tem uma estrutura legal, com direito a redes e piscina (R$ 10 por pessoa pra usar). Um dos destaques do cardápio é o Camarão Havaiano, que vem com molho de queijo, é servido dentro de um abacaxi e alimenta até três pessoas. O restaurante fica na Vila de Todos os Santos. Telefone: 81 98901-3400.

camarão havaiano no joão restaurante

Por fim, uma opção que eu frequentava muito quando adolescente: o Barcaxeira tem muita variedade de pratos, de entradinhas e mini macaxeiras gratinadas a aves, saladas, massas, carnes e diversos pratos com frutos do mar. O ambiente é amplo, colorido e acho um bom lugar pra ir em família. A casa fica na Rua da Esperança, 458, bem em frente à pracinha principal de Porto. Telefone: 81 3552-1913.

Artesanato

Pra quem vem de fora do Nordeste, não faltam opções de artesanato regional, incluindo bordados, redes, mantas e materiais como cerâmica, crochê, fibras e tecidos.

Mas nada é mais típico dessa praia do que a galinha, que você encontra pela cidade, em esculturas de madeira e de palha de coqueiro, e nas lojas, em todos os formatos e materiais que puder imaginar. Pra quem curtir mesmo essa vibe, pode ser interessante visitar o atelier de Gilberto Carcará, artista plástico responsável pelas galinhas esculpidas em troncos de coqueiros mortos.

Night

Especialmente em alta temporada, as ruas do centrinho ficam movimentadas com jovens daqui e turistas de todas as idades, que se juntam pra tomar uma na pracinha ou frequentar os bares e boates por lá. No verão, costumam rolar shows em estruturas temporárias.

Praias vizinhas

Além de Porto de Galinhas, nas proximidades você encontra várias outras praias. Vale a pena explorar e ver qual delas tem mais a ver com seu perfil! Abaixo, falo um tiquinho de algumas delas, mas tem também outras como Gamboa, Enseadinha e Cacimbas, e um pouco mais longe você encontra Tamandaré e a linda Praia dos Carneiros. Opção é que não falta! Veja as principais:

Muro Alto – Boa parte dos resorts fica mais pra o lado de Muro Alto, praia tranquila e muito boa pra famílias. Nessa faixa do litoral, os arrecifes formam uma piscina natural de águas mornas e claras, onde dá pra brincar e ficar de boas na água sem preocupações. A galera também aproveita a área pra andar de jangadas e caiaque.

~IMG_3161

Cupe – A praia do Cupe é mais agitada, sendo procurada pelos surfistas devido às suas ondas fortes e constantes. No trecho conhecido como Pontal do Cupe, no entanto, os corais formam piscinas naturais, atraindo quem procura uma vibe mais tranquila.

Na maré baixa, aparecem muitos peixinhos e tem até gente alugando snorkel e oferecendo fotos subaquáticas. Nessa altura da praia também tem dois restaurantes: o Pirajuba e o Pontal do Cupe. Ótimas opções pra comer frutos do mar com vista pra praia.

praia do cupe

piscina natural no pontal do cupe

Maracaípe – Principal point de surf da região, Maracaípe faz parte do circuito de campeonatos do esporte e atrai também muitos jovens que vão só comer e beber nos barzinhos que ficam na areia ou curtir os shows e eventos que rolam no verão. O bar mais conhecido é o do Marcão, mas ao lado dele ficam outros parecidos.

Pra quem quer entrar na água e não encara as ondas agitadas, a dica é ir até o Pontal de Maracaípe, onde o rio encontra o mar, dá pra fazer aulas de SUP e o pôr do sol é lindão. Também dá pra fazer passeios de jangada por lá, atravessando mangues e restingas da Mata Atlântica. Pra ler o post que fiz falando só das atrações dessa praia, clique aqui.

~IMG_2919

Serrambi – Nessa praia você também encontra praticantes de surf e kitesurf e algumas piscinas naturais. Pra quem gosta de mergulho, vale a pena conferir os destroços de uma embarcação naufragada por lá.

Passeios de bate-volta

A partir de Porto de Galinhas também é possível fazer passeios de um dia pra outras praias nos arredores. Uma das opções mais comuns é a Praia de Carneiros, que merece uma ou duas noites se você tiver mais tempo, mas também pode ser visitada em um dia só.

De Porto até lá você leva cerca de uma hora, e muitas agências oferecem tours incluindo translado, guia e passeio de catamarã. Nesse passeio mais clássico, os turistas costumam fazer base no restaurante Bora Bora, que tem uma estrutura bem completa com banheiros, chuveiros e guarda-volumes.

De lá sai o passeio de catamarã, que leva cerca de duas horas e para num banco de areia e na Praia de Guadalupe, onde é possível tomar banho de argila. Eu não sou a maior fã desse rolê porque costuma ser bem cheio de turistas e o que mais gosto em Carneiros é justamente a tranquilidade, mas se você tem pouco tempo acho válido. Se quiser conhecer a praia por conta própria, veja o post sobre o que fazer na Praia dos Carneiros.

praia dos carneiros

Outra praia perto de Porto de Galinhas muito legal e bem menos conhecida é a Ilha de Santo Aleixo. Ela é acessada de lancha a partir de Barra de Sirinhaém, que fica a uns 30 minutos de Porto.

Dá pra contratar passeios incluindo o translado e a lancha até a ilha, com empresas como a Faby Buggy Turismo. Só fui lá a trabalho, então não fiz o passeio tradicional, mas você encontra mais informações no blog Idas e Vindas.

Lá perto de Porto você também encontra a Praia de Calhetas, em Cabo de Santo Agostinho, município vizinho a Ipojuca. Os passeios de bate-volta pra lá podem incluir paradas no Engenho Massangana, banho de argila, mirantes e ruínas, tirolesa e a praia em si, que é pequena, mas simpática. A Faby Buggy também leva pra lá. Falei sobre essa região neste post.

praia de calhetas

E tem, ainda, quem vá passar o dia em Maragogi, praia famosa em Alagoas. Os passeios pra lá costumam incluir o tour de barco pra conhecer as piscinas naturais, por isso o horário de saída depende da maré do dia. Cerca de 90 km separam Porto de Galinhas e Maragogi, fazendo desse um bate-volta bem possível, mas não tão rápido.

Pra que esse passeio valha a pena, é importante sair de Porto pelo menos umas três horas antes da maré baixa, porque as piscinas naturais ficam mais bonitas cerca de uma hora antes do nível mínimo da maré, e já com o lugar no barco confirmado, porque existe um limite de visitantes por dia. Eu preferiria fazer esse rolê com mais tempo, parando em outras praias de Alagoas.

Informações turísticas

Quer mais informações práticas? A Secretaria de Turismo, Esportes e Cultura fica na Rua Cel João de Souza Leão, s/n – Centro. Telefone: 55 81 8565-4766. O Posto de Informações Turísticas fica na Rua Beijupirá, s/n – Vila de Porto de Galinhas. Telefone: 55 81 3552-1461.

E você, tem mais dicas de o que fazer em Porto de Galinhas? Conta aí nos comentários!

*A foto em destaque no post, que mostra o letreiro instalado na praia este mês, é de autoria de Danilo Luiz/Divulgação

Contrate seu seguro viagem com desconto
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking
Alugue um carro nas melhores locadoras com a Rentcars e pague em até 12x
Procure a casa de câmbio com a melhor cotação da sua cidade 

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Posts Relacionados

16 Comentários

  1. Thay

    Oii Luisa!! Muito legal seu guia, achei bem informativo e completo, porto de galinhas me lembrou um pouco Maceió. Quando me mudar quero muito conhecer.. Bjss

    • Luísa Ferreira

      Que bom que você gostou, Thay! :D Obrigada! E não deixe mesmo de conhecer Porto e arredores, o Litoral Sul de Pernambuco é bem bonito ^^ Beijo

  2. Bóia

    Oi, Luisa. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    • Luísa Ferreira

      Valeu, Natalie! :)

  3. sueli indalecio machado

    bom dia
    estive em porto de galinhas 2 vezes amo , aquele lugar , as praias sao maravilhosas , os locais sao de uma beleza sem igual .
    vou se deus quiser voltar
    bjs

  4. Andrea

    Olá Luisa! Estou indo ao Recife por poucos dias, vou ficar na cidade mesmo, mas gostaria de fazer um bate- volta, um dia, em Porto de Galinhas, gostaria de saber se nessa época vale a pena? Abraço!

    • Oi, Andrea! Se no dia estiver fazendo sol, vale muito! :) Fui ontem pra Praia de Carneiros, que fica mais ou menos perto de Porto. Tava chovendo ontem, mas hoje o tempo abriu e foi lindo. Como é bate-volta, você pode deixar pra confirmar no dia, né? O clima tá meio louco. Um abraço!

  5. Aline

    Adorei o seu guia.. Você sabe me informar se o mergulho também depende das marés? O que é feito com a empresa? ou eu consigo fazer ele na parte da tarde tranquilamente?

    obrigada

  6. Que sorte encontrar esse post, mais completo impossível!
    Muito obrigada!!! :)

    • Que massa que você gostou, Juliana! :D Espero que goste de Porto também :) Um abraço!

  7. Fabiana Donato

    Estamos indo em família, de férias, na primeira semana de Dezembro. Época boa para ir, certo?? De 2015 para cá houveram muitas mudanças ou essas dicas ainda estão de pé? Bjs

    • Oi, Fabiana! Sim, ótima época :) Ainda não vai estar tão cheio quanto em janeiro, mas o clima deve estar bom. As dicas estão atualizadas, sim – só mudei agora as informações relativas a um dos restaurantes. Um abraço e boa viagem!

  8. Mateus Soares

    Oi Luisa, estamos pensado em ir morar em Porto, fugir do sul, poderia me dizer como é a infraestrutura na parte de saúde, educação, segurança e empregos na região? somos eu, minha esposa e dois filhos e estou buscando o máximo de informações possíveis. Abço!

Deixe o seu comentário