Dicas Práticas

Voluntariado em albergues: como trabalhar em hostels em troca de hospedagem

Dicas Práticas | 16/07/21 | Atualizado em 29/07/21 | Deixe um comentário

Já pensou em fazer voluntariado em albergues, mas não sabe como começar? Eu já fiz e recomendo muito! Nesse esquema, chamado de work exchange, você troca algumas horas de trabalho semanais por acomodação e outros benefícios. A melhor parte é viver experiências incríveis que você dificilmente teria como turista.

Apesar de estar disponível em vários outros tipos de estabelecimentos, como pousadas, ONGs, fazendas, casas de famílias e projetos ecológicos, é mais comum encontrar esse tipo de voluntariado em albergues. Neste post, vou focar nesse caso específico, mas se quiser saber mais sobre work exchange em geral, confira também os outros artigos que já publiquei sobre troca de trabalho por hospedagem em viagens.

Vale ressaltar que estou chamando esse tipo de troca de “voluntariado” porque é assim que a maioria das pessoas se refere a ela. No entanto, no caso do work exchange em hostels, não se trata de trabalho voluntário no seu sentido mais comum, com fins sociais. Afinal, albergues são empresas. Ainda assim, a ideia é que a troca que beneficie as duas partes, sem exploração do trabalho alheio.

Por que fazer voluntariado em albergues?

A razão mais óbvia pra fazer voluntariado em albergues é a economia. Afinal, especialmente em viagens mais longas, evitar os gastos com hospedagem faz uma diferença grande no orçamento. E mesmo em 30 dias de férias ou menos, não é nada mau poupar essa grana, né?

Além disso, o work exchange pode incluir outros benefícios como refeições e passeios gratuitos, que ajudam a economizar bastante. E passando mais tempo no lugar, também é mais fácil você conseguir dicas de moradores e curtir o destino num ritmo mais tranquilo, o que contribui pra reduzir gastos. Mas as vantagens não param por aí.

Voluntariar num albergue também é uma ótima opção pra quem busca uma imersão mais profunda na cultura do lugar. Esse é um dos meus pontos favoritos, junto com a oportunidade de fazer amigos.

Afinal, ao trabalhar num hostel em troca de hospedagem você provavelmente vai conviver com hóspedes de várias partes do mundo e também outros voluntários. E isso vale até mesmo pra voluntariados em albergues em cidades turísticas no Brasil.

Outra vantagem de voluntariar em albergues é praticar habilidades que você já tem ou desenvolver novas. Pode ser uma forma legal de ganhar experiência de trabalho numa carreira em que você está começando, por exemplo.

Já conheci um cara que queria ser fotógrafo e voluntariou pra montar portfólio e uma menina que trabalhou na cafeteria de um hostel porque queria abrir seu próprio café. Eu voluntariei num albergue na Hungria e numa pousada em Paraty trabalhando com marketing digital, e como essa é minha área, posso colocar essas experiências no CV.

Por último, mas não menos importante: seja por fazer uma tarefa que você nunca experimentou antes, por morar num lugar diferente ou por conviver com pessoas de culturas variadas, essa experiência também é uma forma deliciosa de sair da zona de conforto e aprender muito.

Leia também:
Viajar trocando trabalho por hospedagem: 10 dicas essenciais
Albergues para iniciantes: tudo que você precisa saber
10 dicas para quem vai fazer um mochilão longo
Como fazer trabalho voluntário no exterior de forma ética

Como encontrar hostels para voluntariar?

Você pode conseguir um voluntariado em albergues por conta própria, seja mandando e-mails pra hostels na cidade aonde vai, pedindo indicações a outros viajantes ou mesmo visitando os lugares ao chegar no destino. Mas a forma que sempre usei, e que geralmente é bem mais segura, é fazer um perfil num dos sites especializados em work exchange.

As principais plataformas pra isso são WorldpackersWorkawayHelpx . Todos esses sites cobram uma taxa pra contatar os anfitriões e se candidatar a vagas, mas na minha opinião esse investimento vale muito a pena.

Pra começar, é super prático ter oportunidades de work exchange em várias partes do mundo compiladas de forma organizada. Além disso, nos sites você tem acesso a descrições das tarefas e benefícios, o que torna a troca mais organizada que um combinado informal. Também dá pra ver avaliações deixadas por quem já voluntariou no local, e até entrar em contato com essas pessoas pra tirar dúvidas.

A Worldpackers, minha plataforma de work exchange preferida, também oferece suporte em português, com uma equipe brasileira. Também é possível tirar dúvidas com a comunidade de Experts, viajantes experientes cadastrados na plataforma. E a empresa tem também um seguro, que garante três noites de acomodação em outro lugar caso o anfitrião não cumpra como combinado.

Como escolher um site pra fazer seu voluntariado? Pra começar, dê uma olhada nas oportunidades disponíveis em cada um de acordo com os destinos aonde pretende ir (essa busca é gratuita). Também recomendo ler meu artigo sobre os prós e contras da Worldpackers e Workaway, as duas plataformas que já usei.

Atualmente, o valor da anuidade da Worldpackers é 49 USD, mas clicando aqui ou inserindo o cupom de desconto JANELASABERTAS na hora de finalizar a compra de qualquer plano no site, você ganha 10 USD de desconto.

Leia também:
10 dicas essenciais pra viajar trocando trabalho por hospedagem

Qual a carga horária do voluntariado em albergues?

As condições de cada vaga de work exchange podem variar bastante, mas em geral os viajantes trabalham de três a seis horas por dia, com um a três dias de folga semanais. Em alguns lugares as folgas são fixas, mas muitas vezes elas podem ser negociadas pra você fazer uma viagem pelos arredores, por exemplo.

Você deve conferir a carga horária antes de aceitar a vaga. Recomendo avaliar se os benefícios que vai receber são compatíveis com as horas de trabalho e se sua função vai substituir algo que deveria ser feito por um funcionário contratado. Acredito que também cabe aos viajantes tentar evitar situações de exploração, em que você ou as pessoas daquela comunidade saiam prejudicadas.

Leia também:
Quando a troca de trabalho por hospedagem vira exploração

Que tipo de tarefas posso fazer?

Existem muitas funções possíveis pra quem quer trocar trabalho por hospedagem em viagens. No caso do voluntariado em albergues mais especificamente, algumas tarefas costumam ter mais demanda. São elas:

Receber e ajudar hóspedes

Fazer check-ins e check-outs e tirar dúvidas dos hóspedes sobre a hospedagem e a cidade são algumas das tarefas comuns nessa área. É uma boa opção pra quem gosta de estar em contato com o público (e, em muitos casos, praticar idiomas).

Limpeza e arrumação

Arrumar camas, limpar banheiros, lavar roupas de cama, organizar as áreas comuns e servir o café da manhã também são funções comuns no voluntariado em hostels.

Cozinha e bar

Você arrasa na cozinha ou nos drinques, ou quer aprender? Então aproveite pra procurar uma vaga de voluntariado em albergue em que possa ajudar cozinhando, ajudando o chef, lavando os pratos, atendendo no bar ou fazendo coquetéis.

Comunicação e marketing

Muitos donos de albergues precisam de uma ajudinha com o marketing digital. Essas vagas costumam envolver gerenciamento de redes sociais, design gráfico, fotografias ou vídeos pra divulgar o estabelecimento.

Outros tipos de vagas de voluntariado em albergues

Também existem vagas pra voluntariar em hostels desenvolvendo sites, tocando instrumentos, animando festas, guiando passeios e pub crawls, fazendo pequenos reparos, ajudando a decorar o espaço e dando aulas de yoga, surfe ou idiomas, entre outras funções.

Geralmente funções mais específicas como programação ou construção, por exemplo, requerem conhecimento prévio. Já as tarefas menos especializadas, como limpeza e arrumação, não costumam exigir nada além de disposição.

O que ganho em troca do trabalho no albergue?

Assim como a carga horária e as funções que o anfitrião necessita que você faça, os benefícios do voluntariado também variam de acordo com a vaga, mas devem ser combinados previamente. Via de regra, todos os anfitriões oferecem hospedagem gratuita. Em hostels, os voluntários costumam ficar num quarto compartilhado com outros voluntários ou com hóspedes.

Além disso, muitas vagas oferecem outros benefícios, como café da manhã ou mesmo todas as refeições. Também é possível ter acesso gratuito a passeios ou festas, desconto em comidas e bebidas, aulas, uso gratuito da lavanderia, empréstimo de bicicletas ou pranchas de surf, entre outras vantagens.

voluntariado em albergues

Como conseguir uma boa vaga?

As vagas mais interessantes, em destinos badalados ou com ótimos benefícios e avaliações positivas de muitos viajantes, podem ser concorridas. Mas se você caprichar na sua candidatura, tem boas chances de conseguir. Pra começar, recomendo montar um perfil legal na plataforma.

Depois, escolha com atenção as vagas de voluntariado que pareçam mais interessantes. Procure algo que realmente lhe interesse e que você se sinta capacitado pra fazer, ou tenha curiosidade em aprender.

Escolheu uma ou mais oportunidades pra se inscrever? Ótimo! Geralmente a recomendação é se candidatar cerca de dois meses antes da data em que pretende viajar, mas isso não é uma regra. Seja como for, escreva uma mensagem personalizada pra o anfitrião. Jamais copie e cole a mesma mensagem pra vários hosts!

Mostre por que essa oportunidade é interessante pra você, explique como pode contribuir e fale um pouco sobre você: por que está viajando, por onde já passou ou pretende passar depois, se já voluntariou antes, se tem alguma experiência na função que pretende desempenhar etc.

Se você puder ser flexível em relação às datas e às tarefas, vai ganhar mais pontos, porque facilita a vida do anfitrião. Só não deixe de ser realista: não prometa nada que não possa cumprir sem passar perrengue.

Quanto tempo dura um voluntariado em albergues?

Cada anfitrião determina o tempo mínimo e máximo de permanência dos viajantes e informa isso na página de descrição das vagas. Existem vagas disponíveis a partir de dois dias, mas o mais comum é que peçam o mínimo de uma ou duas semanas.

Em relação ao tempo máximo, alguns lugares colocam um limite de um ou dois meses. Mas muitas vezes é possível estender sua estadia já estando no local, se houver disponibilidade de espaço e interesse por parte do anfitrião.

Pela minha experiência, de duas a quatro semanas é o período ideal pra cada work exchange. Mas é claro que se você tem menos tempo, vai ser legal também. E se quiser e puder estender sua estadia, ótimo!

O que vou gastar durante o voluntariado?

Como já mencionei, se você for voluntariar num hostel através das plataformas especializadas vai precisar pagar uma taxa de inscrição nos sites que escolher.

Na data de publicação deste post (julho de 2021), a assinatura anual da Worldpackers custa 49 USD, ou 39 USD se você usar o cupom de desconto JANELASABERTAS. Esse valor dá direito a viajar quantas vezes quiser no período de vigência do plano, com vários benefícios como suporte em português e acesso ao Seguro Worldpackers.

Também em julho de 2021, a anuidade do Workaway (que também usei e gostei) está custando 44 USD por ano e do HelpX custa 20 euros por dois anos. Eu nunca usei o HelpX, nem conheço ninguém que tenha usado, e acho o site ruim… Mas vale conferir e ver o que você acha.

Se fizer as contas, você vai ver que o investimento nas plataformas “se paga” em poucos dias de viagem. Afinal, o valor equivale a menos de uma diária de hotel em muitos lugares do mundo.

Voltando aos gastos que você terá no voluntariado: tudo que não estiver mencionado como benefício da vaga não está incluído e deve ser considerado no seu orçamento de viagem. O que isso significa na prática vai variar caso a caso, mas provavelmente você terá que pagar pelas passagens até o local, transporte interno no dia a dia, algumas refeições e passeios, além de compras e outros gastos extras. Caso vá pra o exterior, os gastos com passaporte, vistos e seguro viagem também ficam por sua conta.

Além de ser obrigatório pra entrar em muitos países (a maioria da Europa, por exemplo), é importante fazer um seguro viagem pra qualquer viagem ao exterior. Digo por experiência própria: ele ajuda a evitar perrengues e prejuízos caso você fique doente ou se acidente. Saiba como contratar seguro viagem com desconto.

Leia também:
Quanto custa viajar pela Worldpackers

Consigo ganhar dinheiro durante um voluntariado em albergues?

Você pode juntar dinheiro antes de viajar e ficar só curtindo a viagem com essas economias, já que seus custos provavelmente serão baixos. Mas caso queira estender seu período na estrada, o que acontece com frequência com quem experimenta o work exchange, existem várias formas de ganhar dinheiro viajando.

Apesar de o voluntariado em si não envolver remuneração, muita gente que viaja dessa forma trabalha de forma remota pela internet, seja como freelancer ou com negócios próprios (como eu, que trabalho com este blog que você está lendo). E muitos viajantes usam o tempo de folga pra fazer algum trabalho informal no destino, tocar música na rua, vender comidinhas ou artesanato etc.

Além disso, se você viajar pela Worldpackers pode ter acesso a uma forma de remuneração disponibilizada pela própria plataforma. Depois de ter algumas viagens com avaliação positiva, você pode se inscrever pra os Worldpackers Programs.

Nesse programa, você pode ser Guru e ganhar 10 USD de comissão por cada novo membro que se cadastrar na plataforma com seu código; pode ser Scout e ganhar entre 10 USD e 20 USD por cada novo anfitrião cadastrado; e pode ser Blogger, recebendo entre R$ 60 e R$ 170 por conteúdo publicado no blog da empresa.

Leia também:
Como ser nômade digital: guia completo com passo a passo

E falando nisso, uma última dica: a Worldpackers Academy, plataforma de ensino online da empresa, tem dezenas de cursos sobre planejamento de viagens e sobre nomadismo digital – incluindo um curso criado por mim, sobre como criar e monetizar um blog de viagens.

Você pode escolher uma das trilhas da Academy pra assinar e ter acesso aos cursos por um ano, ou fazer o Plano Pack, que une os benefícios da Worlpackers Trips com acesso a todos os cursos da Academy. E o cupom JANELASABERTAS garante 10 USD de desconto pra qualquer uma dessas opções.

trabalho em troca de hospedagem

Transparência: os links da Worldpackers presentes no post são de afiliados, o que significa que se você usar meu cupom de desconto ou assinar um plano usando meu link, eu ganho uma comissão e você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de me ajudar a manter este blog, que exige bastante trabalho. Eu só recomendo a empresa porque usei e aprovei, além de conhecer pessoalmente os fundadores e equipe e confiar no trabalho deles. Clique aqui se quiser saber mais sobre as formas de monetização do Janelas Abertas.

Crédito das imagens que ilustram o post: Unsplash – Creative Commons (direitos de uso liberados)

Posts Relacionados

0 Comentários

Deixe o seu comentário