Dicas Práticas

Workaway e Worldpackers: quais as diferenças? Qual é melhor?

Se você chegou até esse texto, deve saber que Workaway e Worldpackers são duas plataformas usadas por viajantes que querem viajar trocando trabalho por hospedagem e outros benefícios. Mas qual a diferença entre elas? Eu já viajei através das duas, e neste artigo vou falar sobre prós e contras de cada uma.

Leia também:
Todos os posts sobre work exchange

O que é work exchange?

Mas antes de mais nada, um breve resumo pra quem não tá ainda tão por dentro do work exchange, que é outro nome pra “intercâmbio de trabalho por hospedagem”. Em linhas gerais, a proposta desse tipo de viagem é você trocar suas habilidades, disposição e tempo por benefícios como acomodação e alimentação grátis.

A quantidade de horas de trabalho por dia, o número de dias de folga por semana, o tipo de acomodação e os outros benefícios oferecidos variam muito de um anfitrião pra outro. E os tipos de funções a serem exercidos também podem ser bem diferentes, desde entreter hóspedes a pintar paredes.

Seja como for, minha recomendação é usar seu senso crítico pra optar por vagas com uma troca justa, que beneficie as duas partes e não prejudique a comunidade local. A maioria das oportunidades que vejo tem um espírito colaborativo massa, mas também existem situações de exploração, por isso vale ficar atento.

Leia também:
Como evitar que o work exchange vire exploração

workaway e worldpackers

Por que fazer work exchange?

Além de ser uma forma de baratear MUITO sua viagem, um work exchange costuma ser uma experiência bem diferente do turismo convencional. Afinal, você aprende não só com o trabalho que fizer, mas também com o convívio com pessoas do lugar e de outras partes do mundo.

E ao não pagar por hospedagem, dá pra passar muito mais tempo num só destino, “brincando de morador”, e fazer uma imersão mais profunda na cultura local. Por tudo isso, considero que minhas experiências viajando pelo Workaway e Worldpackers estão entre as melhores da vida.

Leia também:
8 razões para fazer intercâmbio de trabalho por hospedagem

Por que usar Workaway, Worldpackers ou outras plataformas

Dá pra fazer esse intercâmbios de trabalho por hospedagem em hostels, pousadas, fazendas, ONGs e até casas de família em várias partes do Brasil e do mundo. E pra encontrar as oportunidades perfeitas pra você e combinar tudo formalmente, a forma mais prática e segura é usar um site como Workaway e Worldpackers.

Dá pra desenrolar tudo por conta própria? Dá. Mas é um processo mais difícil e bem menos formalizado, então os riscos de dar errado são maiores.

Através desses sites especializados, você consegue fazer uma busca pelas vagas disponíveis nos destinos e datas que lhe interessam, conferir as condições da estadia e conversar com o anfitrião pra tirar dúvidas e fazer sua inscrição. Se for aprovado pelo host, você combina com ele os detalhes finais da viagem e aí é só aproveitar!

Existem também outras plataformas dedicadas a isso, como HelpX e WWOOF. No entanto, eu acho o site da HelpX com péssima navegabilidade e cara de desatualizado, e não conheço ninguém que tenha usado pra poder recomendar com propriedade.

Já o WWOOF é ótimo e já foi usado por algumas amigas minhas, mas é focado apenas em fazendas orgânicas. Isso é interessante caso você esteja interessado nesse nicho, mas limita bastante as opções se quiser experimentar coisas diferentes.

Afinal, em sites como Workaway e Worldpackers você também encontra oportunidades com essa pegada, entre outras tantas, e pode selecioná-las usando filtros.

De modo geral, essas plataformas permitem visualizar as oportunidades disponíveis gratuitamente, mas cobram uma taxa anual pra que você possa aplicar pra vagas e conversar com os anfitriões.

Leia também:
Principais sites para encontrar vagas de work exchange

Resumo da ópera: Workaway e Worlpackers são hoje as plataformas de work exchange mais faladas por viajantes brasileiros, e são também as duas que acho mais interessantes e que já testei pessoalmente. Vamos, então, à comparação?

Quais as diferenças entre Workaway e Worldpackers?

Com base na minha experiência como usuária, vou ressaltar algumas características importantes da Workaway e Worldpackers.

Prós e contras da Workaway

A Workaway é uma das plataformas de work exchange mais antigas e mais conhecidas. Por isso mesmo, o principal diferencial dela é a quantidade de anfitriões disponíveis nas mais diversas partes do mundo. São dezenas de milhares de hosts em mais de 170 países, com perfis bem diferentes.

Essa foi, inclusive, a razão que me fez optar por essa plataforma pra meu work exchange na França, em 2017. Eu queria uma oportunidade de praticar o francês intensamente, e sabia que pra isso não era interessante ir voluntariar num hostel. Afinal, em albergues cheios de estrangeiros o idioma comum costuma ser o inglês.

Naquela época a Worldpackers tinha poucas opções de anfitriões na França e não achei nada que combinasse com meu objetivo. Na Workaway, por outro lado, encontrei várias opções de fazendas e ambientes familiares que me permitiriam ter um contato mais intenso com a cultura local. Os anfitriões que escolhi, que precisavam de ajuda pra cuidar da horta/jardim da casa charmosíssima deles no interior, foram uma opção excelente pra o que eu procurava.

Por outro lado, a enorme quantidade de vagas anunciadas na Workaway me deixa um pouco confusa, indecisa que sou. No entanto, dá pra contornar isso usando os filtros da busca, que permite visualizar as funções disponíveis de acordo com número de workawayers aceitos por vez, tempo mínimo de estadia, nota média recebida pelo host, tipo de lugar (ONG, família, hostel,  barco, projeto sustentável, escola, fazenda etc.), disponibilidade e tipo de ajuda procurada.

Também dá pra visualizar só os anúncios que precisam de alguém com urgência, os que foram ao ar recentemente, os atualizados e os que receberam feedback. Os filtros são similares aos da Worldpackers, mas me parecem um pouco mais precisos.

Outra vantagem da Workaway é o recurso “Find travel buddies”, que permite divulgar o destino e as datas da sua viagem e procurar gente pra se juntar a você.

Por fim, uma coisa que também acho legal da Workaway é que eles expressam a preocupação de evitar listar orfanatos no site. Isso porque muitas pesquisas mostram que esses lugares não são o ideal pra o bem-estar das crianças e que frequentemente o “volunturismo” nesses locais tem efeitos negativos seríssimos, como falei no post sobre voluntariado no exterior.

Não vejo muitos pontos negativos específicos da Workaway, mas vejo vários pontos em que a Worldpackers se destaca em relação a essa plataforma. Pra saber quais são, é só continuar lendo este artigo!

Atualmente, o valor da anuidade da Workaway é 42 USD por pessoa por ano, ou 54 USD se você se inscrever junto com um (a) parceiro (a) ou amigo, desde que viajem sempre juntos.

diferenças entre workaway e worldpackers

Prós e contras da Worldpackers

Criada há cerca de cinco anos, a Worldpackers é uma empresa mais recente que a Workaway, mas muito séria e já bastante bem-sucedida. Um dos diferenciais da plataforma é ser brasileira. Pra começar, acho massa apoiar empresas nacionais que oferecem um serviço de qualidade, né?

Também sinto confiança na Worldpackers porque pude visitar o escritório sede deles em São Paulo, já troquei muitas ideias com o pessoal da equipe, realizei projetos com eles e todos sempre me pareceram muito sérios e comprometidos. Isso me dá mais segurança pra recomendar a empresa pra vocês.

Leia também:
Como funciona a Worldpackers: guia completo
A Worldpackers é confiável? Dicas de segurança

Além disso, tive experiências muito boas usando a plataforma. Até hoje viajei duas vezes pela Worldpackers, uma no Brasil (Paraty) e outra na Europa (Budapeste) e foram experiências inesquecíveis.

Confesso que vez ou outra fico horas fuçando o site e montando uma wishlist gigante com vagas que me interessam em várias partes do mundo! Uma ótima forma de procrastinar, fica a dica. ;)

Esse processo é divertido porque a busca de vagas da Worldpackers é bem prática e o site é bonito e fácil de navegar. Ah, e eu nunca usei, mas ele tem também uma versão em aplicativo, que pode facilitar a vida de quem tá na estrada e vai resolver tudo pelo celular.

Acredito que a Workaway ainda tem um número maior de anfitriões cadastrados, mas a Worldpackers é bem forte no Brasil e em outros países da América Latina e vem expandido consideravelmente. Lembra que falei lá em cima que em 2017 achei poucas oportunidades na França no site brasileiro? Hoje já são mais de 60.

Em relação às avaliações, uma coisa que eu não curto da Worldpackers é que o espaço pra escrever é limitado e a maioria dos comentários fica um pouco superficial. Minha dica pra contornar isso é mandar mensagem pra os viajantes que deixaram as reviews, pedindo mais informações sobre a experiência.

Por outro lado, curto o fato de que o sistema de pontuação se divide por aspectos como “anfitrião e equipe”, “horários e tarefas” e “aprendizado e diversão”, em vez de uma nota geral de 1 a 5 como acontece na Workaway.

Outra coisa legal é que eles mostram a taxa de resposta do anfitrião e o tempo médio que ele leva pra responder às mensagens. Assim, você pode priorizar hosts que dão mais atenção aos candidatos ou ter uma noção do quanto vai ter que esperar, caso esteja com pressa pra se planejar.

Outros diferenciais da Worldpackers que acho positivos:

1. Suporte da equipe

Muita gente viaja sozinho (a) pra fazer work exchange e se questiona se a Worldpackers e outras plataformas são seguras. Uma coisa bem legal que a empresa faz nesse sentido é manter uma equipe de suporte 24 horas por dia, todos os dias, pra atender aos viajantes caso tenham algum problema.

2. Seguro Worldpackers

Outro recurso disponibilizado por eles é o Seguro Worldpackers. Funciona assim: se você chegar ao local do work exchange e o anfitrião não cumprir o combinado, a empresa oferece três noites de hospedagem em um albergue próximo a onde você está. Além disso, a equipe lhe ajuda a encontrar um novo host cadastrado na plataforma, pra que você possa fazer seu intercâmbio de trabalho por hospedagem na mesma cidade ou região.

3. Conteúdo e comunidade

Também curto muito o sentido de comunidade que o pessoal da Worldpackers se esforça pra fomentar. No site, você encontra muito conteúdo de viagem produzido por outros viajantes, que falam sobre suas experiências e dão dicas práticas de work exchange, viagem barata, viagem solo etc.

Além disso, você pode entrar em contato com outras pessoas cadastradas na plataforma pra perguntar sobre as experiências delas em seus work exchanges. E eles têm até usuários que são remunerados pela plataforma pra responder a perguntas de outros internautas sobre esse tipo de viagem.

Atualmente, o valor da anuidade da Worldpackers é 49 USD, mas clicando aqui ou inserindo o cupom de desconto JANELASABERTAS você ganha 10 USD de desconto e paga só 39 USD. Acho um investimento ótimo considerando que dá direito a viajar sem pagar por hospedagem por um ano inteiro.

razões para fazer intercâmbio de trabalho por hospedagem

Qual é melhor entre Workaway e Worldpackers?

Sei que você pode ter chegado nesse texto procurando uma resposta simples e definitiva pra pergunta “Workaway e Worldpackers: qual das duas plataformas é melhor?”

Pessoalmente, tenho preferido usar a Worldpackers, pelas vantagens que mencionei aqui no post. Me sinto mais segura viajando através deles, pela comunidade formada e pelo apoio oferecido pela equipe brasileira. Além disso, acho o site mais amigável.

No entanto, acho que a escolha deve ser pessoal. Caso já tenha um ou mais itinerários de viagem em mente pra o próximo ano (período de validade das assinaturas), minha sugestão é abrir os dois sites e fazer uma primeira busca rápida por anfitriões nos destinos aonde pretende ir. Assim, você consegue avaliar qual deles reúne mais oportunidades adequadas pra você no momento.

E também existe, é claro, a opção de combinar as duas plataformas, como eu fiz em 2017 numa viagem de seis meses pelo Brasil e pela Europa.

Caso seu orçamento não esteja mega apertado e você queira fazer vários work exchanges, o que é uma ótima forma de baratear e ressignificar um mochilão longo, minha sugestão é procurar vagas no Workaway e Worldpackers.

Assim, você tem ainda mais chances de encontrar as oportunidades perfeitas pra seu perfil e seus objetivos! As minhas experiências de intercâmbio de trabalho por hospedagem foram todas MUITO positivas e não acho que tenha sido sorte. Foi porque escolhi bem escolhidinho. ;)

cupom de desconto worldpackers

E você, já usou Workaway e Worldpackers? Tem dúvidas sobre as plataformas ou encontrou mais diferenças entre elas? Fala aí nos comentários!

 

Posts Relacionados

4 Comentários

  1. Camila

    Olá tudo bem?
    primeiramente, adorei o texto, parabéns , fiz uma leitura muito agradável aqui ☺
    Mas gostaria de perguntar se vc conhece ou já usou os serviços da Live Away?
    Pois eu e meu esposo faremos intercâmbio mas não podemos ficar muito tempo em intercâmbio voluntário, precisamos também de um valor para suprir algumas demandas aqui no Br. E por isso, gostar de saber se vc conhece esse tipo de intercâmbio que paga/oferece ajuda de custo (parece que na Live Away tem opções assim)?
    Outrossim, quria saber se além da Workaway e WorlPakers, tem mais opções de sites assim ?
    Desde já agradeço atenção dispensada e aguardo retorno.

    Apreciativamente Camila N. M.

  2. gabriella

    olá! na Worldpackers o valor permanece o mesmo se você for usar a conta junto com um parceiro, ou a tarifa aumenta como na workaway?

Deixe o seu comentário