Viajantes

28 filmes sobre viagem na Netflix e outras plataformas

Viajantes | 09/04/20 | Atualizado em 01/06/20 | 2 comentários

Se você chegou até aqui, imagino que também adore cair na estrada, né? E enquanto a gente não tá podendo fazer isso, damos nossos jeitinhos de viajar sem sair de casa. A parte boa é que muitos desses “jeitinhos” são bem divertidos, como assistir a filmes sobre viagem na Netflix ou em outros serviços de streaming.

É claro que não é a mesma coisa que viver tudo in loco, mas poder dar uns rolês pelo mundo desde o nosso sofá também é massa. E muitos desses filmes sobre viagem trazem não só ótimas histórias de aventura, lindas paisagens, coisa e tal. Na maioria deles, recebemos também um empurrãozinho pra refletir sobre questões importantes das nossas vidas.

Não por acaso, enquanto escrevia esse post me dei conta de que boa parte dos meus filmes preferidos da vida são sobre viagem, ou têm algo a ver com o assunto.

A seguir, você encontra duas listas. A primeira é de 14 filmes sobre viagem na Netflix, de acordo com o que tá disponível em abril de 2020. E a outra traz mais 14 títulos sobre o assunto que não estão na plataforma, mas dá pra achar pela internet.

Leia também:
18 podcasts de viagem informativos e inspiradores
23 livros de viagem, de independentes a clássicos
10 formas divertidas de viajar sem sair de casa
18 documentários de viagem na Netflix

filmes sobre viagem na netflix

14 filmes sobre viagem na Netflix

Antes de Partir

Estrelado pelas feras Jack Nicholson e Morgan Freeman, esse filme conta a história de um homem chamado Edward que tem um câncer terminal e previsão de apenas um ano de vida. No hospital, ele conhece outro senhor, Carter, que está numa situação parecida.

Carter conta pra Edward que tem uma lista de coisas que gostaria de fazer antes de morrer. E como Edward é um milionário, ele resolve realizar os desejos do amigo. Eles saem juntos, então, numa viagem pelo mundo.

Comer, Rezar, Amar

Esse é provavelmente o mais “manjado” dos filmes de viagem na Netflix. E, apesar de não ser dos meus preferidos, é leve, divertido e dá uma baita vontade de viajar. Baseado no livro autobiográfico de mesmo nome escrito por Elizabeth Gilbert, o filme é estrelado por Julia Roberts.

Nele, acompanhamos a trajetória de Elizabeth depois de se divorciar e entrar numa espécie de “crise de meia idade” antecipada. Ela começa a questionar várias coisas sobre sua vida e resolve viajar pelo mundo pra explorar outros lados de si mesma.

Ela vai primeiro pra Itália, onde aproveita a boa comida, estuda italiano e faz amigos. Depois segue pra Índia, buscando conectar-se com sua espiritualidade em um ashram. E então conclui o périplo na Indonésia, onde acaba encontrando um amor.

Leia também:
Grande Magia, livro inspirador escrito por Elizabeth Gilbert

desconto worldpackers academy

Farol das Orcas

Sempre bom lembrar que não é só de Hollywood que se faz o cinema, né? Nessa lista de filmes de viagem na Netflix, incluo também um bonito filme argentino que leva o espectador numa viagem pela Patagônia. O lugar serve de pano de fundo pra história de uma mãe que viaja com o filho autista, numa história baseada em fatos reais.

Tudo começa quando o menino, Tristán, está em casa assistindo a um documentário sobre a relação do guarda florestal Beto com as orcas que vivem ao redor da sua casa na Península de Valdés. A criança demonstra uma reação tão positiva que faz com que sua mãe queira leva-lo pra perto desses animais, e a partir daí a história se desenrola.

Colegas

E que tal incluir um filme brasileiro na sua maratona de filmes sobre viagem na Netflix? Em Colegas, três amigos com síndrome de Down inspiram-se no filme Thelma & Louise e resolvem fugir do instituto onde moram e viver grandes aventuras. Saindo do interior de São Paulo, eles vão em direção a Buenos Aires num carro roubado, enquanto dois policiais tentam encontra-los.

Cinema, Aspirinas e Urubus

Outra produção nacional que também está entre os filmes sobre viagem na Netflix é o filme Cinema, Aspirina e Urubus. Nele, dois homens com histórias de vida bem diferentes se encontram no meio do sertão nordestino, em 1942.

Um deles é um alemão que fugiu do país de origem devido à Segunda Guerra Mundial e vende aspirinas pelo interior do país. O outro é um sertanejo que pega carona com o alemão, começa a trabalhar como ajudante dele e acaba se tornando seu amigo.

Forrest Gump

Forrest Gump não é um filme sobre viagens propriamente dito, mas acho que combina com a ideia de pegar a estrada. Nesse clássico (que revi recentemente num voo da Índia pra o Brasil), acompanhamos décadas da história dos Estados Unidos contadas pelo ponto de vista de Forrest, interpretado lindamente por Tom Hanks.

Ele acaba se envolvendo em momentos importantes como a Guerra do Vietnã, a eclosão do movimento hippie e a luta contra o preconceito racial. E além de ser muito interessante testemunhar partes desses eventos por um ponto de vista inusitado, é lindo ver o personagem transmitindo tanta ternura enquanto os arredores são cheios de maldade. Ah, e as cenas em que ele está correndo pelo país também são ótimas!

Entre Vinho e Vinagre

Nessa comédia, três atrizes que faziam parte do programa Saturday Night Live interpretam amigas que vão pra o Napa Valley, importante região vinícola da Califórnia, pra celebrar o aniversário de 50 anos de uma delas. Durante a jornada, vêm à tona questões importantes como padrões da sociedade e o medo de envelhecer.

Expedition Happiness

Esse já apareceu na minha lista de documentários sobre viagens, mas acho tão fofo que resolvi incluir aqui também. No filme, acompanhamos a jornada de um jovem casal alemão que transformou um antigo ônibus escolar em uma casa sobre rodas. Junto com seu cachorro, eles dirigem do Alasca até o México passando por lindas paisagens.

Uma Viagem à Groenlândia

Essa produção francesa original da Netflix conta a história de dois atores de 30 e tantos anos que decidem se mudar de Paris para um vilarejo remoto na Groenlândia, onde mora o pai de um deles. Lá, eles descobrem a cultura inuíte, nação indígena do Ártico. Com um humor excêntrico, o filme mostra com sutileza o amadurecimento dos dois.

Mamma Mia!

Essa comédia musical baseada nas músicas do ABBA provavelmente vai deixá-lo com vontade de viajar assim que possível pra as ilhas gregas, onde o filme se passa, ou então de sair cantando pela casa. O filme é breguinha, mas divertido.

Nele, a protagonista Sophie (Amanda Seyfried) está prestes a se casar. Ela não sabe quem é seu pai, então decide enviar convites pra três ex namorados da sua mãe, Donna (Meryl Streep). Os homens saem de diferentes países em direção à Grécia pra reencontrar a mulher das suas vidas.

Ocho Apellidos Vascos

Um dos filmes mais vistos da história na Espanha, Ocho apelidos Vascos conta a história de rafa, jovem andaluz que nunca saiu do sul do país. Ele se apaixona por Amaia, mulher do País Basco, que acaba voltando pra o norte da Espanha. Rafa resolve ir pra pequena aldeia da moça. Mas pra se aproximar dela, ele precisa fingir que é Basco pra conquistar seu pai.

Eurotrip

Esse é dos piores filmes de viagem que já vi, mas é também daqueles filmes que se torna bom de tão ruim, sabe? Eurotrip é uma comédia daquelas bem bestas, bem bestas mesmo, mas se você curte esse humor mais escrachado provavelmente vai dar boas risadas.

A história começa quando um adolescente americano termina com a namorada na festa de formatura do colégio e resolve viajar pra Europa. Ele se junta com alguns amigos e vai percorrendo diversos países, se metendo sempre em situações absurdas.

Umrika

Fiquei feliz ao ver também uma produção indiana entre os filmes sobre viagem na Netflix. Em Umrika, um jovem vai pra os Estados Unidos enquanto sua família fica na Índia, incluindo seu irmão mais novo.

Quando cresce, o irmão descobre que as cartas que a família vinha recebendo durante anos, supostamente enviadas pelo mais velho, eram falsas. Ele parte, então, numa busca pelo irmão desaparecido. O filme foi o escolhido da índia pra concorrer a uma vaga no Oscar 2016.

Leia também:
Roteiros pela Índia: de uma semana a dois meses
Quanto custa viajar pela Índia?

Lion

E falando em Índia, outra opção de filme de viagem na Netflix é Lion: Uma jornada para casa. Essa co-produção entre Austrália, Reino Unido e Estados Unidos é baseada numa história real. O filme é meio melodramático, mas vale assistir.

Nele, um menino indiano de cinco anos de idade se pede do irmão mais velho numa estação de trem e vai parar em outra parte da Índia. Depois de morar na rua e passar por várias dificuldades, ele acaba sendo adotado por um casal australiano. Uns 25 anos depois, o indiano resolve procurar os pais biológicos e reencontrar suas origens.

Mais 14 filmes sobre viagem

Antes do Amanhecer

Em Antes do Amanhecer, o estadunidense Jesse encontra a francesa Céline num trem, e depois de algumas horas de conversa os dois resolvem passar uma noite juntos em Viena, caminhando pela cidade. Estrelado por Ethan Hawke e Julie Delpy, esse é meu filme preferido da vida inteira, seguido pela sua sequência, Antes do Pôr do Sol.

Amo a simplicidade do filme e os ótimos diálogos. Assim como a personagem Céline diz em determinado momento, acredito que Deus está na conexão entre as pessoas, e é lindo ver dois jovens se conectando de forma tão sensível.

Quando fui a Viena, visitei vários dos lugares por onde os personagens passaram e me emocionei. Você pode conferir aqui no blog o roteiro de Antes do Amanhecer em Viena. O filme está disponível no Telecine Play.

Encontros e Desencontros

Encontros e Desencontros foi um dos filmes mais importantes no final da minha adolescência, quando eu me sentia meio deslocada – de certa forma, como uma estrangeira na minha própria vida.

Ele se passa em Tóquio e mostra a história de Bob Harris, um ator de meia-idade que foi pra lá gravar um comercial, e Charlotte, jovem recém-casada que viajou à cidade acompanhando o marido fotógrafo. Uma amizade se forma entre os dois, que se conhecem no bar do hotel e formam uma bonita conexão.

Central do Brasil

Indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1999, Central do Brasil é um clássico do cinema brasileiro. Assistindo de novo recentemente, confesso que achei o filme um pouco melodramático demais, mas não deixa de ser um retrato sensível de facetas importantes do nosso país.

O filme conta a história de Dora (Fernanda Montenegro), que escreve cartas para analfabetos na estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro (que, inclusive, só recebeu esse nome depois do filme). Ela acaba conhecendo um menino chamado Josué, que perdeu a mãe, a encontrar o pai que nunca conheceu. Pra isso, eles embarcam numa viagem Brasil adentro. O filme está disponível no Telecine Play.

Albergue Espanhol

Esse era meu queridinho quando fiz intercâmbio e mestrado na Espanha! Afinal, o filme mostra a vida de vários estrangeiros que dividem um apartamento em Barcelona. O fio condutor da história é Xavier, um francês que chegou à cidade sem saber falar espanhol e catalão e triste por deixar pra trás a namorada.

Ele divide o apê com sete estudantes europeus de nacionalidades e personalidades bem diferentes, e essa multiplicidade de línguas e culturas lhe faz lembrar o caos que existe na sua mente. É um filme bem divertido e acho que qualquer um que já morou no exterior ou dividiu apartamento ou república com muita gente vai se identificar.

Na Natureza Selvagem

Mais um queridinho! Na Natureza Selvagem é baseado no livro homônimo, que conta a história real de Christopher McCandless. Aos 22 anos, esse estadunidense recém-formado queima seu carro, livra-se do dinheiro e parte numa viagem até o Alasca.

No caminho, ele conhece personagens inspiradores e reflete sobre seus valores. O filme é ótimo e a trilha sonora, assinada por Eddie Veder, é maravilhosa.

Leia também:
Uma resenha do livro Na Natureza Selvagem

Livre

Também baseado num livro de mesmo nome que foi escrito a partir de uma história real, Livre conta a história de Cheryl Strayed. Marcada pela morte da mãe, um divórcio e um vício em drogas, Cheryl resolve percorrer sozinha a Pacific Crest Trail, uma trilha que percorre toda a costa oeste dos Estados Unidos do México até o Canadá.

A jovem não tinha nem experiência, nem preparo físico adequado, e acaba passando por vários desafios nesse longo caminho. Ao mesmo tempo, vai se aprofundando no autoconhecimento, lidando com fantasmas do passado e curando suas feridas.

Diários de Motocicleta

Parece que entre os filmes sobre viagens o que não falta são livros autobiográficos levados ao cinema, né? Esse é também o caso de Diários de Motocicleta, filme que mostra a viagem de Che Guevara fez na juventude, junto com o amigo Alberto Granado, por alguns países da América do Sul.

Eles começam a viagem de moto, mas depois de alguns meses ela quebra e eles seguem de carona. Na jornada, os dois se deparam com as disparidades da América do Sul, vendo desde camponeses pobres à exploração dos industrialistas ricos.

A viagem mostra paisagens e culturas do continente, mas principalmente a desigualdade social cuja consciência foi tão importante pra trajetória de Che. E, de quebra, o protagonista é interpretado pelo gatíssimo Gael García Bernal.

Sete anos no Tibet

Estrelado por Brad Pitt, esse filme também é baseado numa história real. Nele, o alpinista austríaco Heinrich Harrer tenta escalar um dos picos mais altos do mundo no Paquistão durante a Segunda Guerra Mundial, mas tem a aventura interrompida ao ser feito prisioneiro.

Depois de se refugiar no Tibet, ele faz amizade com o Dalai Lama, e acaba passando sete anos por lá enquanto aprende sobre humildade e generosidade.

Viagem para Darjeeling

Esse filme narra a história de três irmãos que não se falavam há bastante tempo e resolvem viajar juntos de trem pela Índia após a morte do pai. Eles também querem encontrar a mãe, que depois de uma crise de meia-idade se tornou freira e foi pra as montanhas do Himalaia. Durante o percurso acontecem vários incidentes e conflitos familiares, no meio de muitas cores.

O Caminho

Também conhecido como Em Busca de Um Caminho, esse filme se chama The Way na versão original. A relação entre o protagonista Tom e seu filho Daniel sempre foi difícil. Depois de saber que Daniel morreu durante o Caminho de Santiago de Compostela, Tom decide fazer também a famosa travessia.

Na Estrada

Esse filme é baseado no livro On the Road, que se tornou um ícone da geração beatnik, movimento de jovens que adotavam um estilo de vida antimaterialista, pouco depois da Segunda Guerra Mundial. Na história, o escritor nova-iorquino Sal Paradise, seu amigo Dean e a esposa dele partem numa viagem pelos Estados Unidos que envolve pouca grana, sexo, drogas e uma busca por liberdade

Thelma & Louise

Um filme clássico e inclusive importante pra o feminismo, Thelma & Louise conta a história de uma garçonete quarentona e uma jovem dona de casa que resolvem fazer uma curta viagem de carro pra fugir da rotina. No entanto, uma delas acaba matando um homem que a abusou sexualmente. A partir daí, as duas passam a fugir da polícia.

Caminho a La Paz

Nesse road movie argentino, um homem de 35 anos resolve trabalhar como motorista particular porque, recém-casado, está precisando de dinheiro. Um dos seus clientes é um senhor muçulmano que, certo dia, pede que o leve de Buenos Aires até La Paz. O percurso é cheio de aventuras.

E sua mãe também

Por fim, concluo essa lista de filmes sobre viagem com mais um road movie latino-americano. Em “E sua mãe também”, acompanhamos a viagem de dois meninos adolescentes junto com uma mulher mais velha em direção a uma praia no México. No percurso, vemos um pouco do lindo estado de Oaxaca, que é o mais pobre do país. Ao mesmo tempo, os três personagens acabam se envolvendo e aprendem muito sobre si mesmos.

Tem outras dicas de filmes sobre viagem na Netflix ou em outras plataformas? Conta aí nos comentários!

Posts Relacionados

2 Comentários

  1. Leticia Adami

    Cartas para Julieta… Lindo, romântico e as mais belas paisagens da Itália!!! Recomendo.
    Sob o sol de Toscana… Idem

Deixe o seu comentário