Rio de Janeiro

Onde se hospedar no Rio de Janeiro: guia de bairros, hotéis e albergues

Rio de Janeiro | 02/05/19 | Atualizado em 09/07/19 | 2 comentários

Onde se hospedar no Rio de Janeiro pra curtir tudo que essa cidade incrível tem a oferecer? A capital fluminense tem atrações em vários bairros, mas o trânsito pode ser caótico e cada região da cidade tem uma atmosfera diferente. Por isso, é bom pensar bem na hora de escolher sua hospedagem por lá.

A opção mais óbvia certamente é pelos bairros de praia da Zona Sul. Afinal, essa parte da cidade abriga as paisagens que povoam o imaginário da maioria dos brasileiros e gringos, desde as músicas de bossa nova às novelas de Manoel Carlos. Além disso, por ser uma área de poder aquisitivo alto e com muitos turistas, é uma das mais seguras da cidade.

Mas o Rio de Janeiro não se resume a Ipanema, Copacabana e Leblon. Se você quiser ir além da bolha turística ou preferir economizar, vale muito considerar outros bairros da própria Zona Sul e do Centro. E, a depender dos objetivos da sua viagem, talvez a Zona Oeste seja uma região mais indicada.

Leia também:
Mais de 40 passeios gratuitos no Rio 
Todos os posts sobre o Rio de Janeiro

Onde se hospedar no Rio de Janeiro

Em linhas gerais, se você procura um bairro charmoso com praia boa pra banho e com lojas, bares e restaurantes legais, Ipanema e Leblon são ótimas opções. Caso queira ficar pertinho da praia pagando menos, vale considerar Copacabana. E perto dali, mas sem praia pra banho, você encontra bons preços em bairros agradáveis como Botafogo e Flamengo.

O Centro pode ser ótimo pra quem viaja a negócios, mas também reúne muitos atrativos turísticos. A região portuária em particular se tornou bem mais interessante pra quem chega a lazer desde que passou por uma recente renovação. Por ali, você também encontra os animados bares da Lapa e o charme das ladeiras de Santa Teresa.

Caso esteja de carro ou tenha algum compromisso específico pra os lados de lá, como eventos no Parque Olímpico, considere se hospedar na Zona Oeste. Bairros como Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Jacarepaguá ficam longe do resto da cidade e complicam a locomoção pra outras áreas, mas oferecem praias lindas e uma oferta crescente de lazer.

Quer mais detalhes sobre os melhores lugares onde se hospedar no Rio de Janeiro e dicas de hotéis e albergues com bom custo-benefício? Então continua lendo aí:

praia do leblon

Ipanema

Se você não tem muito tempo pra pesquisar onde se hospedar no Rio ou vai visitar a cidade pela primeira vez e passar pouco tempo, Ipanema certamente será uma boa escolha. O bairro é bonito e agradável e tem muita estrutura pra os turistas. Desde farmácias a lojinhas fofas, restaurantes e bares, você encontra de tudo por lá. Sem falar na praia, que é uma das mais famosas do mundo e tem uma paisagem de cartão-postal, né?

Pelo bairro e arredores, dá pra fazer muita coisa a pé, inclusive à noite – ou de bicicleta, que é também uma ótima forma de percorrer o calçadão. E se você ficar perto de uma estação de metrô, não vai ter dificuldade pra chegar na maior parte dos lugares Rio afora.

O lado ruim é que você vai ficar numa espécie de “bolha turística”, que é um pouco diferente o dia a dia “real” de outras partes da cidade. Além disso, Ipanema é um bairro nobre, então tanto a acomodação quanto os serviços costumam ter preços altos. Ainda assim, dá pra achar bons albergues e hotéis com custo-benefício razoável por lá.

Algumas opções interessantes de albergues em Ipanema são o El Misti Hostel, o Ipanema Beach Hostel, o Che Lagarto e o Bonita Ipanema, que também funciona como pousada (já fiquei lá e falei em detalhes sobre o lugar aqui).

bonita ipanema

Entre os hotéis, o JM Guesthouse, o Ipanema Inn e o Mercure Ipanema são opções com boa reputação e custos razoáveis, enquanto o Sol Ipanema tem piscina e quartos com uma bela vista pra o mar. Tá com o orçamento BEM folgado? Então fique no Fasano, hotel queridinho das celebridades.

Veja todas as opções de hospedagem em Ipanema

Leblon

Coladinho em Ipanema fica o Leblon, bairro com o metro quadrado mais caro do país. Além da praia bonitona, ele abriga bons restaurantes e bares, shoppings e uma atmosfera residencial. No finalzinho da praia fica o Morro Dois Irmãos, um dos cartões postais do Rio. E também é por ali que se encontra a Favela do Vidigal, uma das que mais recebem turistas.

Entre as opções de hospedagem por lá, você encontra o charmoso albergue Lemon Spirit e hotéis de alto nível como o Sheraton Grand Rio, o Ritz Leblon e o sofisticado Janeiro Hotel.

Veja todas as opções de hospedagem no Leblon.

praia do leblon

Copacabana

Copacabana é outro bairro hiper-mega-famoso e também uma das escolhas óbvias pra quem pensa em onde se hospedar no Rio. Afinal, a praia também é linda e você encontra lá alguns bares e restaurantes muito tradicionais, além de lojas, supermercados etc. Mas pra quem mora lá, o bairro não tem a melhor fama do mundo.

É que ele tem uma densidade populacional relativamente grande pra o padrão da Zona Sul, além de alguns edifícios comerciais e residenciais meio mal cuidados. Muitos moradores consideram que a região tá decadente há um bocado de tempo.

Pessoalmente, não acho nada de mais; só não espere o mesmo charme e tranquilidade de Ipanema ou Leblon. E, nas ruas internas do bairro, também vale ter um cuidado extra com a segurança.

Por outro lado, você provavelmente vai encontrar preços mais em conta por lá. Foi Copacabana que escolhi pra me hospedar em uma das minhas primeiras visitas à cidade, pagando um preço ótimo por um apê alugado. O ideal, se possível, é ficar mais perto da praia, de Ipanema ou do Leme.

Copacabana reúne várias opções de albergues. Os mais bem avaliados pelos hóspedes são o Solar Beach Hostel Copacabana, o Casa del Mar, o Hoshtel e o El Misti House Copacabana.

Se você quiser ficar num hotel barato com boas avaliações, vale conferir o Hotel Canada, o CLH Suites Santa Clara e o Ibis Budget Copacabana. Também por ali, você encontra o Ibis Posto 5 e o Ibis Posto 2, que seguem o padrão da rede.

Pra algo de nível mais alto, considere o Astoria Palace, o Windsor California, o Miramar Hotel by Windsor e o PortoBay. E se busca um hotel ainda mais sofisticado, considere ficar no Hilton Copacabana, no JW Marriott, no icônico Copacabana Palace ou no Emiliano Rio.

Veja todas as opções de hospedagem em Copacabana

copacabana

Botafogo

Se eu fosse morar no Rio, começaria minha procura por um apê pelo bairro de Botafogo. Ele fica na Zona Sul, próximo a Copacabana e Ipanema, mas tem uma atmosfera muito menos turística e preços mais em conta.

Também é um bairro boêmio, e nos finais de semana algumas de suas calçadas ficam apinhadas de jovens tomando uma breja (mais barata que nos bairros vizinhos, aliás). Ali você também encontra lojas, restaurantes, farmácias etc.

Vai dar uma chance a Botafogo na sua busca por onde se hospedar no Rio de Janeiro? Recomendo conferir os albergues Injoy Hostel (quase me hospedei lá uma vez), o Do Samba Hostel e o Gaia Comfort Hostel.

Se não quiser ficar em hostel, outras opções em conta são a Hospedaria Rio e o Ibis Budget Praia de Botafogo. Pra quem procura mais conforto, boas sugestões são o Mercure Botafogo Mourisco, o Ibis Styles Botafogo e o Yoo2 by Intercity.

Veja todas as opções de hospedagem em Botafogo

Flamengo

Outro bairro residencial e bem localizado, mas sem praia pra banho, é o Flamengo (seu vizinho, Catete, também é interessante). Ali, você encontra o Aterro do Flamengo, que é uma grande área de lazer ao ar livre, além de restaurantes com preços legais e uma boa oferta de estações de metrô.

Entre os hotéis nessa região se destacam o Argentina Hotel, o Elegance Praia Hotel e o Windsor Flórida. Se você busca um hostel, vale conferir o In Rio Suites, que tem quartos compartilhados e privativos.

Veja todas as opções de hospedagem no Flamengo

flamengo

Centro

Por muito tempo, quem procurava hospedagem no Centro do Rio eram quase sempre os viajantes a negócios, já que muitas empresas têm sede nessa região da cidade.

Nos últimos anos, no entanto, a zona portuária foi renovada, no projeto chamado Porto Maravilha. A região ganhou novos equipamentos turísticos como o Museu do Amanhã e o eficiente VLT, além de ser atendida por muitas linhas de ônibus e pelo metrô.

A área central do Rio de Janeiro também abriga muitas atrações gratuitas e bairros queridinhos dos turistas como o charmoso Santa Teresa e a boêmia Lapa. O aeroporto Santos Dumont também fica por ali. À noite, no entanto, algumas regiões não são muito seguras, então se ligue nos comentários dos hóspedes anteriores em relação a isso.

A seguir, vou falar separadamente das principais regiões no Centro pra quem quer saber onde se hospedar no Rio. Se preferir, veja logo todas as opções de hospedagem no Centro.

centro do rio de janeiro

Região portuária

Sabe o tal “Porto Maravilha” que mencionei ali em cima? Ele transformou a região portuária do Rio, que andava bem decadente. A Praça Mauá e seus arredores foram reformados e foram construídos ali o Museu do Amanhã e o Museu de Arte do Rio (MAR), entre outras atrações turísticas.

Nessa área, uma recomendação é o Belga Hotel, que fui conferir logo que foi lançado (contei em detalhes aqui). Ele funciona num prédio art déco de 1927, fica pertinho do Museu do Amanhã e de estações de metrô e VLT e oferece um ótimo custo-benefício.

belga hotel no rio de janeiro

Outras opções de hotéis com boa reputação por ali são o Intercity Porto Maravilha, o Ibis Rio Porto Atlântico e o Windsor Guanabara. Pra quem procura um hostel, uma dica é o Rock’n Hostel, que parece bem novo, mas por enquanto tem ótimas avaliações.

Veja todas as opções de hospedagem no Porto Maravilha

museu do amanhã

Lapa

Conhecida por suas casas noturnas, pelo imponente Aqueduto da Carioca (os famosos Arcos da Lapa) e pelas coloridas Escadarias Selarón, a Lapa é um bairro boêmio. E, como tal, costuma ficar muito agitado à noite, sendo uma boa opção pra quem quer curtir a night carioca.

Durante o dia, por outro lado, essa área não é das mais seguras, já que algumas ruas ficam meio desertas. Também não tem tantas opções de restaurantes, mercadinhos etc. Pode ser uma boa escolha pra quem quer ficar na rua o dia inteiro e curtir umas baladinhas no final de semana sem ter que ir longe.

Entre os hotéis com boa reputação e bons preços por lá, se destacam o Days Inn by Wyndham e o Da Lapa Design Hostel, enquanto o Vila Galé atende a um público um pouco mais exigente.

Entre os albergues, vale conferir o Books Hostel, o Mambembe Hostel e o lindo Selina Lapa, que faz parte de uma rede internacional superlegal e tem quartos privativos e compartilhados.

Veja todas as opções de hospedagem na Lapa

arcos da lapa

Santa Teresa

Uma das minhas partes preferidas do Rio, o bairro de Santa Teresa fica numa colina juntinho da Lapa. Subir lá é como viajar no tempo, já que a região tem uma arquitetura histórica bem preservada e uma atmosfera bem mais tranquila do que na maior parte da cidade. Ali você encontra hospedagens bem charmosinhas, vistas bonitas e bons restaurantes.

Me parece um lugar gostosinho pra ficar, especialmente pra quem viaja em casal. Infelizmente, a região não é das mais seguras e também não é muito fácil ir de lá pra outras partes da cidade. Se resolver ficar lá, prepare-se pra pegar táxi (que nem sempre curte subir as ladeiras) ou Uber e Cabify.

Boas opções de hospedagem em Santa Teresa são as pousadas Casa 48 Guesthouse, a Casa da Santa, a Casa Francisco, a Casa Vermelha e o Discovery Suites, além dos hostels Santa Tere e Rio Forest.

Veja todas as opções de hospedagem em Santa Teresa

santa teresa

Barra da Tijuca

Localizada na Zona Oeste do Rio, a Barra da Tijuca parece outra cidade. Não só pela distância, mas também pela arquitetura e atmosfera da região. Essa parte da cidade só começou a ser habitada lá pelos anos 1980 e é cheia de condomínios fechados, além de ser muito mais feita pra carros que pra pedestres.

Não recomendo passar todo seu período no Rio hospedado na Barra e vizinhanças, como o Recreio dos Bandeirantes, se você não tiver como objetivo principal alguma atração localizada por ali, como as praias da Zona Oeste ou algum evento ou compromisso de trabalho. A não ser, é claro, que esteja de carro e não se importe em fazer grandes deslocamentos.

Mas se você tiver bastante tempo na cidade, vale a pena ficar alguns dias por lá, como eu fiz da última vez em que fui ao Rio: passei um fim de semana explorando as praias e outros atrativos dessa região, como a Lagoa de Marapendi e a deliciosa Ilha da Gigoia, e me surpreendi. Também tem cada vez mais opções de restaurantes e vida noturna por lá.

Boas opções de hospedagem na Barra são o Ibis Parque Olímpico, o Radisson Barra, o Windsor Oceânico e o Hilton Barra. Pra os mais econômicos, o Hostel Quebra Mar oferece quartos compartilhados ou privativos com bons preços. Eu fiquei no Mercure Barra da Tijuca por um fim de semana e gostei muito.

Veja todas as opções de hospedagem na Barra da Tijuca

Leia também:
O que fazer na Barra da Tijuca e arredores

barra da tijuca

Jacarepaguá

Outro bairro vizinho é Jacarepaguá, que até alguns anos atrás provavelmente não seria incluído nesse post sobre onde se hospedar no Rio. O que mudou? Por causa das Olimpíadas de 2016, foi construído ali junto o Parque Olímpico, que recebe grandes eventos como o Rock in Rio.

Se você for pra algum rolê por lá, vale a pena conferir as opções de hotéis nas proximidades, como o Suítes W RioCentro, o Monza Hotel, o Venit Barra Hotel e o Courtyard by Marriott. Recomendo dar uma olhada no mapa pra se certificar da distância entre a hospedagem e o lugar do evento.

Veja todas as opções de hospedagem em Jacarepaguá

Você tem mais dicas de onde se hospedar no Rio de Janeiro? Compartilha aí nos comentários!

Contrate seu seguro viagem com desconto 
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Quer receber conteúdo exclusivo e gratuito sobre viagens?

Inscreva-se na lista de e-mails do Janelas Abertas e receba um e-book de 60 páginas com dicas para viajar só + check-lists para sua viagem + dicas inéditas a cada 15 dias.

Posts Relacionados

2 Comentários

  1. Olá bom dia,
    Amei ler seu perfil de influenciadora e amei seu blog.RJ
    Concordo com vc quando diz que a Zona Sul é o lugar mais lindo do RJ porém criei um hostel na minha antiga casa com 400 m2 na zona norte e depois de 04 meses de inaugurado começou um sucesso que nem eu esperava. É uma casa de três andares com piscina, churrasqueira, terraço com uma grande TV, varandas e tem quartos compartilhados e suítes com tv, frigobar, enfim é bem montado, simples e aconchegante. Não apostei no luxo não, apostei num hostel arrumado, limpo e bem familiar. Meus quartos compartilhados possuem banheiro dentro pois não acho confortável ter que usar o banheiro do corredor, todos possuem ar refrigerado, armários e camas. É claro que desde 2017 houve uma queda em número de hóspedes, mas isso foi em todos os hostels, pousadas e hotéis. Muitos hóspedes preferem ficar no Meier do que na zona sul, normalmente vão a praia da Barra da Tijuca onde não tem tanto perigo de arrastões como infelizmente ocorrem muitas veses em nossas praias da zona sul. Eu sempre morei na zona sul mais precisamente na Barão de Ipanema, mas quando parei de trabalhar optei por trabalhar com eventos e nada melhor do que ter uma casa grande para guardar tudo que é necessário ter para esse trabalho, no entanto uma transferência do marido para Brasilia me forçaram a parar com tudo e segui-lo, foi bom mas Brasilia para eventos é bem complicado. Voltei para o RJ após ter morado em Brasilia 08 anos e resolvi criar um hostel na minha casa e desde então amo o que faço, tenho hóspedes moradores e diaristas, pessoas que vem para visitar nossa Cidade, pessoas que vem para fazer curso, pessoas que vem para fazerem algum tipo de trabalho no RJ, recebo muitos médicos que vem para trabalhar algum tempo eno hospital Naval que é bem próximo do Meier, recebo artistas e fãs que vem para shows no Centro Cultural João Nogueira e shows no Engenhão.
    Nossos hóspedes adoram visitar o Pavilhão de São Cristovão com suas comidas típicas e um excelente foró que os divertem muito. Adoram passear na Floresta da Tijuca além é claro de irem ao Cristo Redentor, Pão de Acúcar e na linda Pedra da Gávea.
    Como vc pode ver, nosso RJ é rico de beleza e lazer em muitos bairros.
    Gostaria muito que conhecesse meu hostel sua opinião é importante para mim.
    Abraço
    Maria Amélia Basilio da Silva

    ,

    • Oi, Maria Amélia! Que legal! :) Acho ótimo explorar bairros menos turísticos, sim. Em 2017, passei um mês alugando um quarto na casa de amigos em Vila Isabel e adorei. Quando for ao Rio vou tentar me lembrar de falar com você! Um abraço e sucesso por aí :)

Deixe o seu comentário

Inscreva-se na newsletter do Janelas Abertas

Receba dicas e recursos de viagem de graça!

  • E-book de 60 páginas com dicas para viajar só
  • Check-list para viagens internacionais
  • Check-list para arrumar a mala
  • Newsletter quinzenal com conteúdo exclusivo

É só se inscrever na lista: