Finlândia

Sisu: o conceito que define a personalidade finlandesa

Finlândia | 02/07/19 | Atualizado em 09/07/19 | Deixe um comentário

Se você quiser mergulhar na cultura da Finlândia, com certeza vai se deparar com uma palavra considerada intraduzível que, ao mesmo tempo, traduz um elemento central da personalidade finlandesa. O termo “sisu” se refere a uma determinação acima do normal pra lidar com as adversidades.

Etimologicamente, a origem de sisu é uma palavra que significa algo como “de dentro de si”. A ideia, então, é que os finlandeses têm uma “força interior” que se materializa numa mentalidade orientada pra ação e pra superação de obstáculos.

Tem a ver com força de vontade, determinação, perseverança ou resiliência. Não se trata de um momento temporário de coragem, e sim uma forma de ver a vida muito presente na personalidade finlandesa.

Historiadores consideram que o sisu foi importante pra gerar uma sensação de coesão social e pertencimento quando a Finlândia se tornou independente do Império Russo em 1917. “Era preciso encontrar algum tipo de caracterização como uma nação independente, então o sisu foi muito positivo. (…) Isso fortaleceu a ideia de que havia algo especial nos finlandeses”, diz o historiador Rauno Lahtinen, da Universidade Turku, nesta matéria da BBC.

Quem fala sobre o assunto quase sempre menciona também um artigo publicado no jornal New York Times em 1940, intitulado “Sisu: uma palavra que explica a Finlândia”, que teria popularizado o termo. Nessa época, um fato histórico importante marcou a Finlândia: em novembro de 1939, a União Soviética declarou guerra ao país vizinho, no que ficou conhecido com a Guerra de Inverno.

Os soviéticos tinham um exército muito maior, além de mais armamentos. No entanto, a Finlândia resistiu e, depois de meses de conflito, foi firmado um tratado de paz. A bravura pra vender os soviéticos, dizem, veio nada mais nada menos que do sisu.

Mas o sisu se refere tanto a grandes feitos em situações desafiadoras, como alguém que escala uma grande montanha ou vence uma guerra, quanto a uma atitude diária de tentar ir um pouco além dos seus limites e não fugir das coisas quando elas parecem difíceis ou desconfortáveis.

sisu é um elemento definidor da personalidade finlandesa

“Existem exemplos extremos, mas as pessoas têm sisu em sua vida cotidiana. Alguns exemplos são os hábitos de mergulhar em lagos congelados ou andar de bicicleta quando faz -20 graus Celsius. Ninguém deixa de viver durante os duros meses de inverno, por exemplo. Isso tem a ver com não procurar uma saída fácil pra as situações”, explicou Katja Pantzar, autora do livro Finding Sisu, num bate-papo que tivemos em Helsinque durante o Foreign Correspondents’ Programme.

Ela observou que essa visão de mundo é muito diferente da que impera nos Estados Unidos, onde ela cresceu, em que a cultura é voltada pra conveniência, ou seja, pra tornar tudo fácil no dia a dia.

sisu é um elemento definidor da personalidade finlandesa

Leia também:
Como não se tornar finlandesa em dois dias: uma crônica
O que podemos aprender com a Finlândia, país mais feliz do mundo
10 curiosidades sobre a Finlândia
O que fazer em Helsinque e onde se hospedar

Além de Katja, outros autores já escreveram livros sobre o assunto, que foram traduzidos pra dezenas de idiomas. Um exemplo é Sisu: the Finnish art of courage.

Em várias partes do mundo existe gente fascinada por esse conceito, que pode ser usado como filosofia de vida, além de ser fundamental pra entender boa parte do modo de pensar e do estilo de vida finlandês.

“Caso alguém queira imitar o amor finlandês pela natureza, estudar o famoso sistema de educação finlandês, admirar a capacidade finlandesa de aproveitar ao máximo as condições climáticas extremas (e divertir-se durante estes períodos) ou encontrar a inspiração finlandesa para lidar com uma crise de vida grande ou pequena – ou se você for apenas um curioso sobre os finlandeses – em tudo isso, o sisu desempenha um papel”, define o This is Finland.

sisu é um elemento definidor da personalidade finlandesa

Passei um mês em Helsinque e arredores fazendo uma imersão na cultura e personalidade finlandesa na companhia de jovens jornalistas de vários cantos do mundo. Sempre que alguém estava receoso sobre enfrentar um pequeno desafio (como essa mania deles de alternar entre a sauna abafada e o lago gelado, ou o fim de semana em cabanas sem eletricidade e água corrente), a gente dizia: “sisu it up”.

O comentário era brincadeira, mas tinha um fundo de verdade. Não é que esse tal de sisu é mesmo inspirador?

As fotos que mostram a Finlândia no inverno são do Unsplash e têm direitos de uso liberado. As demais imagens que ilustram o post são de minha autoria.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Posts Relacionados

0 Comentários

Deixe o seu comentário