Hungria

Os melhores bares de Budapeste: parte 2

Hungria | 08/10/13 | Atualizado em 15/05/18 | 5 comentários

Depois de uma pausa pra fingir que sou séria e falar de bolsa de estudos, volto pra o que interessa: vida noturna ;) Se você não leu a primeira e a terceira partes da minha lista de bares de Budapeste, corre lá e confere também! Você logo vai entender por que ir de bar em bar é uma das minhas atividades preferidas na capital húngara – especialmente no verão, quando você encontra muitos espaços legais ao ar livre.

Grandió

Assim como vários dos outros lugares que apareceram e aparecerão aqui, o Grandió Jungle Bar & Grill também fica num casarão antigo, na modinha de “ruin pubs”. A diferença desse é que em vez de permanecer abandonado ou ser incorporado ao bar, o espaço em volta do pátio central serve como albergue. Eu percebi isso quando vi uns caras passando de pijama e fiquei confusa, hehe. O mais legal de lá é que é um “beer garden” BEM “beer garden” :P Ou seja: as mesas tão espalhadas no meio das árvores, numa vibe superagradável. Não sei como é ficar hospedado lá (imagino que não seja fácil dormir), mas como bar o ambiente é massa ;)

Endereço: Nagy Diofa Utca 8 (7º distrito).

Leia mais:

Todos os posts sobre Budapeste

Grandió à noite ;)

A “selva” do Grandió Jungle & Grill à noite

Grandió durante o dia

Grandió durante o dia ;)

Mika Kert e Kőleves Kert

O badaladinho Mika Tivadar Mulató vira um “beer garden” (kert = jardim, ou seja, garden. hehe) no verão e rendeu algumas piadinhas internas por causa da placa que diz “Psszt Shhh” na entrada (e pensávamos ser esse o nome do bar :P). Sempre passava na frente e achava uma delícia o ambiente, mas demorei um tempão pra entrar e descobrir que alguns dos bancos são barcos ^^ e que as paredes têm umas pinturas meio toscas de uma floresta tropical :P Ele fica bem pertinho de outros bares como o Szimpla (ver a Parte 1), sendo perfeito pra incluir no seu “ruinpubcrawl” :) Aproveite pra passar também no Kőleves Kert, que fica quase do lado, tem ótima reputação como restaurante e no jardim tem até cadeiras-rede pra você curtir uma cerveja no maior conforto.

Endereço: Kazinsky utca 47 e 37-39, respectivamente (7º distrito).

Que tal usar um barco como banco?

Mika Kert: Por que não usar um barco como banco?

Koleves Kert

Kőleves Kert

Morrisson’s 2

O legal do Morrisson’s 2 é que existem vários ambientes bem diferentes, agradando a vários gostos ou servindo pra vários momentos da noite. Um deles, o pátio central, serve uma variedade enorme de drinques, abrindo às 17h pro happy hour (com desconto nas bebidas – confira os detalhes no site). Lá, o pessoal senta pra bater papo ou observar as meninas fazendo a Shakira na pista de dança :P Do lado, tem a tal pista de dança, ou melhor, uma das (acho que são cinco ao todo). Se você explorar o lugar, vai encontrar a minha preferida: a sala retrô, onde tocam músicas antigonas e o pessoal costuma dançar engraçado :D No primeiro andar tem mais mesas, sendo uns ambientes mais fechados e “intimistas”.

Endereço: Szent István krt. 11 (5º distrito).

Procurando hospedagem em Budapeste? Clique aqui e encontre as melhores opções de hotéis e albergues na cidade

Happy hour no Morrisson's 2

Happy hour no Morrisson’s 2

Püder 

O Püder tem um lugar especial no meu coração, porque era o “nosso bar” (meu e dos meus flatmates). Ele fica na Ráday Utca, uma rua logo atrás do meu primeiro apartamento, famosa por ser cheia de bares e restaurantes interessantes. Recomendo as limonadas, o tagliatelle com rúcula e camarão e o “chocolate volcano with raspberry marrow” (petit gateau sem sorvete, mas com calda de framboesa: um negócio DOS DEUSES). A decoração criada por artistas locais também é um charme, um pouco mais “sofisticado” que os outros, mas com as tradicionais tralhas aleatórias penduradas nas paredes, tão familiares em Budapeste <3

Endereço: Ráday u. 8 (9º distrito).
"Hey, we're Püdering"

“Hey, we’re Püdering”

Fröccsterasz

Esse tem cara de praia: é um bar meio que “no meio do nada”, sendo composto por um balcão com mesas e cadeiras em volta num lugar totalmente aberto, com luzinhas coloridas que são acesas à noite e dão todo o charme ao espaço. Ele só funciona no verão, junto à praça Erzsébet tér, e é um ótimo lugar pra tomar uma limonada ou um fröccs (aguarde cenas dos próximos capítulos pra saber mais sobre essa bebida icônica do verão húngaro). Rola também música ao vivo por lá.

Endereço: Erzsébet tér (5º distrito).

Vai um fröccs?

Vai um fröccs?

Leia mais:

Budapeste: Bares – Parte 1

Budapeste: Saudades antecipadas

Budapeste: Transporte público e endereços

Budapeste: “Aprendendo” húngaro

Budapeste: Minha primeira visita

Posts Relacionados

5 Comentários

  1. elisete teresinha greis

    Oi. Adorei ler sobre a Hungria. Estive recentemente na Hungria e adorei. Tenho 58 anos, estou aposentada e adoro viajar. Mas concordo com vc, se eu soubesse falar Ingles tudo seria mais facil. Gostaria que vc me desse uma dica de onde fazer aulas de Ingles. Obrigada.

  2. Thiago Varzé

    Oi Luísa, achei muito legal teu blog, com dicas super interessantes sobre bares!!!. Sou músico de MPB e estou indo a Budapeste a lazer, agora entre os dias 27-30 de junho/16 mas sabe, né? músico sempre quer mostrar seu trabalho, por a caso você teria alguma dica pra mim sobre algum lugar que dá pra chegar e fazer um som? Bjs.

    • Oi, Thiago! Que massa :) Adoro músicos de rua. Meu primo é baterista e sempre tento dar uma ajudinha quando vejo bons músicos mostrando o trabalho por aí :) Infelizmente não tenho dicas específicas porque não pensei nessa perspectiva quando tava lá e não sei como é a lei e fiscalização nesse sentido, mas em lugares turísticos e centrais como a Vörösmarty tér eu costumava ver artistas se apresentando. :) O pessoal do blog Pequenos Monstros acabou de voltar de Budapeste e talvez possa te dar umas dicas, dá uma olhada no blog deles também! Um abraço

Deixe o seu comentário