Dicas Práticas

15 dicas de segurança para quem viaja só

Dicas Práticas | 08/01/19 | Atualizado em 05/05/19 | Deixe um comentário

“Viajar só é perigoso?” é uma pergunta que escuto muito por aí. Há quem pense que ficamos mais vulneráveis sem companhia, especialmente sendo mulheres. Vou compilar aqui algumas dicas de segurança para quem viaja só, mas antes de mais nada queria ressaltar: na maior parte do mundo o risco real é muito menor que nossa paranoia, especialmente se comparado à realidade de grandes cidades brasileiras.

Coisas ruins podem acontecer a qualquer um, em qualquer lugar. Pra mulheres, então, nem se fala. Afinal, a maior parte dos casos de violência acontece na própria casa da vítima.

Além disso, quem viaja em grupo nem sempre tá mais seguro, já que a tendência é relaxarmos e nos distrairmos mais. Sozinha, geralmente fico muito mais atenta.

Mas é claro que em um lugar desconhecido podemos, sim, nos expor a riscos diferentes dos habituais. E é verdade também que alguns problemas são mais complicados de solucionar quando estamos longe de casa e sem amigos ou família pra ajudar. Por isso, tento ser prudente.

Cada um sabe o que é melhor pra si, é claro. Mas essas aqui são as dicas de segurança para quem viaja só que eu costumo colocar em prática – e felizmente têm dado certo! :)

Leia também:
Guia completo para viajantes solo
15 dicas para começar a viajar só

15 dicas de segurança para quem viaja só

1. Pesquise bastante

Pesquisa é a resposta pra quase tudo no que diz respeito a viagens. Pra economizar, pra ser um viajante mais responsável, pra descobrir coisas legais pra fazer e também pra entender pra entender a cultura local e saber se há lugares ou hábitos a evitar.

Veja alguns exemplos de perguntas relevantes, especialmente em lugares com a cultura muito diferente da nossa: como as pessoas/mulheres costumam se vestir? O consumo de álcool é permitido e comum? É seguro andar pelas ruas à noite em tal bairro? Como as mulheres são tratadas nesse destino? É perigoso usar transporte público em certos horários?

dicas de segurança para quem viaja só

2. Siga seus instintos

Todos os viajantes frequentes e mochileiros de longo prazo que já conheci são unânimes em dizer que existe MUITO mais gente boa do que ruim por aí. Infelizmente, notícia ruim vende muito mais do que boa, e por isso somos bombardeados por desgraças todos os dias. Mas apesar de todos os seus defeitos, o ser humano geralmente é solidário com pessoas que viajam sozinhas.

Por isso, tente não ter medo de qualquer pessoa que se aproximar e se manter aberto(a) a novas amizades na estrada. O que não quer dizer, no entanto, que você deve confiar plenamente em qualquer um que aparecer, né?

Quando o instinto disser que alguma coisa tá errada ali, não pense duas vezes, nem tenha medo de ser chato(a). Tá desconfortável? Diga não educadamente, levante-se e vá embora. Não adiantou? Vale gritar, ser grosseira ou chamar a atenção de outras pessoas se achar necessário.

Isso vale especialmente pra mulheres, já além de sermos alvo de assédio em muitos ambientes, somos ensinadas a ser sempre simpáticas e “boazinhas”. Confie no seu instinto e lembre-se: seu bem-estar vem em primeiro lugar.

3. Fique sempre ligado(a)

Como falei lá em cima, pra mim essa parte é mais fácil quando viajo só do que acompanhada. Sem me distrair conversando com quem tá comigo, tenho mais facilidade de prestar atenção aos meus arredores.

Sou bem desorientada e desatenta, mas quando estou sozinha e não tenho de quem “depender”, tenho mais facilidade pra procurar pontos de referência, prestar atenção no caminho e ficar ligada na movimentação do meu entorno.

Se você for uma pessoa naturalmente desligada ou perdida, vale redobrar o esforço de atenção. E é claro: é especialmente importante se ligar no que tá ao redor quando for usar equipamentos de valor, como câmeras.

4. Informe à família ou amigos aonde vai

Antes de viajar, sempre mando pra meus familiares o meu roteiro geral, com as datas em que vou estar em cada destino, números de voos e nomes dos lugares onde vou me hospedar. Nos casos em que saio sem roteiro pré-definido, tento dar notícias durante a viagem pra que alguém saiba mais ou menos onde tou.

Isso não é nem um hábito meu, e sim uma prática que preciso adotar pra garantir a tranquilidade materna, haha. Mas acho realmente prudente, porque caso aconteça alguma coisa (deusolivre), você não tá perdidão no mundo.

5. Compre um chip de dados local

Assim que chego a um novo país, uma das minhas primeiras providências é comprar um sim card local pra o meu telefone, com no mínimo um pacote de dados.

Isso é essencial pra mim hoje em dia porque trabalho usando a internet, mas também torna a vida viajante muito mais fácil e segura. Com internet, posso ver como me locomover, fazer pesquisas online, usar apps de viagem e pedir ajuda se necessário.

Já houve momentos em que me senti meio insegura sozinha num ônibus ou bairro esquisito à noite e me localizar pelo GPS foi muito útil, por exemplo.

Leia também:
30 sites e aplicativos úteis para viagens

No entanto, confesso que estar sempre conectada em viagens já virou um vício que gostaria de evitar. Afinal, acabo passando mais tempo do que deveria grudada na tela do smartphone e deixo menos espaço pra aqueles imprevistos que acontecem quando a gente se perde, pergunta informação na rua, coisa e tal.

De qualquer forma, caso você fique off-line na viagem enquanto tá pela rua, seja por escolha ou necessidade, uma boa dica de segurança é buscar as informações mais importantes antes de sair.

Não deixe, por exemplo, de pesquisar direitinho como voltar pra sua hospedagem. Tipo até que horas funciona o transporte público, se é seguro pegar táxi na rua etc.

dicas de segurança para quem viaja só

6. Mande documentos importantes pra nuvem⠀

Como falei no post com meu check-list para viagens internacionais, antes de viajar é importantíssimo mandar pra “nuvem” (ou seja, salvar na internet) seus principais documentos. Isso vai facilitar muito sua vida caso você perca algum documento ou tenha um imprevisto, tipo cartão de crédito clonado.

guia para viajar só

7. Guarde dinheiro e cartão extra separados⠀

Falando em cartão clonado, outra das principais dicas de segurança para quem viaja só é redobrar a precaução em relação à grana.

Já me aconteceu uma vez de ter minha bolsa roubada com tudo dentro e outra vez de ter meu cartão bloqueado viajando, mas em ambos os casos eu estava acompanhada e pude pegar dinheiro emprestado, então foi relativamente fácil de resolver.

Em outro caso, no entanto, viajei com um só cartão e ele não funcionou, e acabei passando vários dias em Viena sozinha com apenas 10 euros. Sobrevivi, mas não foi tão agradável. :P

Desde então, adotei a prática de guardar parte do meu dinheiro e um cartão internacional extra, pra emergências, num lugar separado da minha bolsa do dia a dia.

Deixar toda a grana no mesmo lugar é vacilo, já que em caso de roubo ou perda da carteira/bolsa, vai tudo embora junto. Além disso, vale ficar atento ao lugar onde você guarda a carteira e especialmente o passaporte.

Principalmente ao usar transporte público ou andar por ruas lotadas e atrações turísticas, evite deixar a carteira no bolso da mochila ou da calça. Eu costumo usar mochilas em viagens, mas deixo câmera e carteira numa pochete. Se você não for fã das ditas-cujas, pode usar uma bolsinha lateral ou tipo carteiro, ou pelo menos um bolso com zíper.

E no caso do passaporte ou de grandes quantias de dinheiro, o ideal é deixar guardado em lugar seguro a não ser que realmente precise usá-los ou que você esteja indo de uma cidade pra outra. Se for o caso, recomendo usar numa doleira (aquela bolsinha que fica por dentro da calça)

8. Chegue em novos destinos durante o dia⠀ ⠀

Nem sempre dá pra fazer isso, porque às vezes os horários de voos, trens e ônibus não colaboram. Mas quando possível, o ideal é chegar numa cidade que você não conhece durante o dia.

Nas primeiras horas num destino desconhecido, é normal ficar um pouco desorientado(a), e à noite é muito mais fácil se perder – além de ser mais arriscado caso isso aconteça.

Chegando à luz do dia, você não só conta com mais opções de transporte pra ir até sua hospedagem como tem mais facilidade pra fazer o reconhecimento do “terreno” e resolver eventuais problemas que possam acontecer na chegada, tipo alguma bronca com o hotel.

dicas de segurança para quem viaja só

9. Procure hospedagens em áreas seguras

Na linha da dica anterior, uma das melhores dicas de segurança para quem viaja só tem a ver com a localização da hospedagem. Mesmo que você queira economizar e não se incomode de fazer longos trajetos pra chegar às atrações que quer visitar, é importante procurar um hostel, hotel ou apê num lugar seguro.

Mas como saber se aquela localização é segura ou não? Os comentários de outros hóspedes em sites de reserva de hospedagem como o Booking.com ajudam muito. Quando fico em dúvida, costumo perguntar a pessoas que conhecem a cidade e às vezes até dou uma olhada na rua no Google Street View pra ver como são os arredores.

Leia também:
Como reservar hospedagem pela internet com segurança

10. Evite beber demais

Confesso que nem sempre sigo essa dica e às vezes me passo nas cervejinhas. Mas se não tiver confiança de conseguir voltar à hospedagem com segurança, o ideal é manter a sobriedade. E se for beber, fique bem atento(a) ao seu copo – aquele conselho que pai e mãe dão pra gente quando estamos começando a ir pra as baladas tem sua relevância!

Se for sair pra beber, vale a pena levar pelo menos um cartãozinho da hospedagem e se assegurar de que o celular está carregado. Também não aconselho usar drogas ilícitas sem a companhia de alguém confiável, especialmente se não estiver acostumado.

11. Pegue leve na bagagem

Viajar com pouca bagagem é mais prático e mais barato, já que você evita pagar pra despachar mala e pode usar transportes públicos, entre outras vantagens. Mas já pensou que a leveza malística também contribui pra segurança?

Quando você tá com mil malas, bolsas e sacolas, chama muito mais atenção e tem mais dificuldade de tomar conta de tudo. Ir no banheiro com muita bagagem, por exemplo, pode ser um grande desafio, e é bem capaz de você acabar esquecendo algum item pelo caminho.

dicas de segurança para quem viaja só

12. Tenha atenção com táxis

Infelizmente, parece que motoristas de táxi têm uma tendência a serem enrolões em quase todo lugar do mundo. Por isso e por questões financeiras, raramente uso esse tipo de transporte.

Mas caso seja necessário, é bom se informar sobre quais são as empresas confiáveis e evitar pegar um carro aleatório na rua. Também é bom procurar saber o tempo e o valor estimados até o lugar de destino e checar se o taxímetro tá funcionando normalmente – ou negociar o preço antes, em lugares com valor tabelado.

Outras dicas são acompanhar o trajeto no Google Maps e fingir que tá falando com alguém por telefone e dizer que tá no táxi e que chega ao destino em breve, pra dar a impressão de que tem alguém esperando você.

Em cidades onde o Uber e serviços similares funcionam, tendo a preferir esses apps. Não só pelos custos reduzidos, mas também por poder ver o perfil do motorista, colocar o destino no GPS, checar o percurso no aplicativo, saber o valor da corrida antecipadamente, pagar por cartão de crédito e até, se necessário, compartilhar a localização em tempo real com alguém de confiança.

13. Se ligue também com outros meios de transporte

Sou fãzona de transporte público, mas metrôs e ônibus na hora do rush são ótimos lugares pra batedores de carteira. Por isso, é bom aplicar aquelas dicas lá de cima sobre dinheiro e documentos.

Seja em transportes na mesma cidade ou entre mais de um destino, uma dica pra quem viaja só (principalmente mulheres) é tentar não se sentar num lugar muito isolado, preferindo ficar perto de outros passageiros.

Por fim, tem um hábito meu que pouca gente coloca em prática, mas me deixa mais tranquila: prender a bagagem nos trens com uma espécie de cadeado com haste longa ou mesmo uma trava de bicicleta. Nesse tipo de veículo, geralmente guardamos a mala ou mochila longe do nosso assento. E apesar de raros, existem casos de roubo de bagagens.

Leia também:
Como economizar com transporte em viagens

jovem descendo escada rolante

14. Evite fazer trilhas só

Conheço muita gente que já ignorou essa “regra” dezenas de vezes e tá vivinho pra contar história, mas é preciso bom senso ao decidir fazer uma trilha por conta própria.

Se você não conhece o lugar, se não tem experiência em trilhas, se o percurso tiver uma dificuldade elevada, se for uma região com histórico de assaltos ou se estiver perto de anoitecer, por exemplo, acho irresponsável pegar trilha sozinha.

Eu só me sinto segura pra me meter no meio do mato sem companhia se for uma trilha movimentada e bem sinalizada em que a maioria das pessoas não contratam guias, e mesmo assim só se encontrar outros grupos de pessoas indo na mesma direção.

Afinal, mil coisas podem acontecer no meio da natureza em lugares mais isolados, desde problemas provocados por pessoas má intencionadas a acidentes.

viajante numa trilha nos alpes

15. Faça um seguro viagem

Se você estiver viajando pra o exterior, recomendo muito fazer um seguro viagem internacional, caso o cartão de crédito usado pra comprar a passagem não ofereça esse benefício.

Ficar doente ou sofrer acidentes é uma das coisas mais chatas que podem acontecer com quem viaja só, mas é MUITO pior quando você não tem uma seguradora confiável a que recorrer.

Nas minhas últimas viagens, contratei a AssistCard através da Seguros Promo, site que compara as coberturas de várias empresas de boa reputação. Precisei acionar o seguro em alguns países e foi tudo bem tranquilo! Pra saber como contratar o seu e ganhar um cupom de desconto, clique aqui.

Lembrando que não basta fazer o seguro: tenha com você, seja impressas ou na nuvem (costumo fazer os dois), as informações de contato da seguradora e o número da apólice. Assim, você pode acionar a empresa facilmente se necessário.

Você tem outras dicas de segurança para quem viaja só? Conta nos comentários!

Crédito das fotos do post: Pexels – licença Creative Commons Zero (CC0)

Contrate seu seguro viagem com desconto
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Posts Relacionados

0 Comentários

Deixe o seu comentário