Espanha

Onde se hospedar em Barcelona: um guia bairro a bairro

Espanha | 12/10/18 | Atualizado em 19/10/18 | Deixe um comentário

Tá planejando uma viagem pra capital catalã e não sabe onde ficar? Depois de duas visitas à cidade e muitas conversas com amigos que moram lá, reuni dicas de onde se hospedar em Barcelona considerando o perfil de cada um dos principais bairros.

Antes de mais nada, vale observar que Barcelona é uma cidade relativamente pequena e tem bom transporte público, então se você ficar perto de uma estação de metrô ou de paradas de ônibus, é difícil ter problemas pra se deslocar.

Já publiquei aqui uma série de roteiros dia a dia pra quem vai pra lá pela primeira vez. Neles, você vai ver que dá pra conhecer muita coisa a pé, explorando um “núcleo geográfico” por dia. Depois de ler esse post aqui, recomendo que você dê uma olhadinha na minha sugestão de roteiro pra 4 ou 5 dias em Barcelona e nos itinerários detalhados do dia 1, do dia 2 e do dia 3. :)

Fiz um mapa marcando pontos nos bairros que vou abordar a seguir, pra você ter uma ideia da distribuição geográfica. Continue lendo pra saber mais sobre onde se hospedar em Barcelona, tendo essas localizações como referência.

Onde se hospedar em Barcelona

Dreta de l’Eixample

O nome é esquisito, mas pode confiar: essa é uma das áreas mais legais pra se hospedar em Barcelona. O bairro Dreta de L’Eixample faz parte do distrito Eixample, assim como o Sant Antoni e o Sagrada Familia, que vou mencionar logo mais.

Como você pode ter imaginado, “Dreta” significa que esse é “o pedaço da direita” de Eixample (colado nele, fica o bairro chamado L’Esquerra de l’Eixample, ou seja, a parte da esquerda).

Esse bairro abriga vários pontos de interesse, como a Casa Battló e La Pedrera, ambas de Gaudí, e é uma parte mais luxuosa e moderna da cidade. Ali você encontra avenidas largas, quarteirões planejados e lojas de grandes marcas. A avenida mais famosa dessa área é a Passeig de Gràcia, que é tipo a Champs-Élysées de Barcelona.

passeig de gràcia

eixample

Mesmo que você não ligue pra luxo, uma vantagem dessa zona é que ela é central e dá fácil acesso a praticamente qualquer lugar, já que muitas linhas de metrô de ônibus passam por lá.

Como é considerada uma área nobre e oferece muitas vantagens pra o turista, a maior parte de Dreta de l’Eixample é bastante valorizada, então as hospedagens podem ser mais caras. Mas não faltam opções de albergue por lá, então não deixe de dar uma chance a essa área.

Entre as opções de hospedagem na Dreta de l’Eixample com boa reputação, alguns exemplos são o Sweet BCN Hostel, o Hostal Argo, o Primavera Hostel, o Praktik Garden, o Forget me Not Plus e, pra quem tem o orçamento mais folgado, o Gallery Hotel.

Bairro Gótico

Um dos bairros mais famosos da cidade, o Bairro Gótico é uma boa opção pra se hospedar em Barcelona porque é muito charmoso, cheio de ruas medievais bem preservadas e construções históricas, além de ficar no miolinho entre vários bairros legais.

Além de visitar as atrações do próprio Bairro Gótico, como a Catedral de Barcelona, dá pra você ir andando de lá tranquilamente pra lugares como Las Ramblas, o Port Vell, a praia Barceloneta etc. Ir pra outras partes da cidade também não é problema, já que o Bairro Gótico é servido por três linhas de metrô.

Outra vantagem de buscar algo por lá é a quantidade de opções, já que é uma região super turística e cheia de hotéis e albergues de todo tipo e preço. Oferta é que não falta!

bairro gótico

bairro gótico

O lado ruim, em minha opinião, é justamente isso: o Bairro Gótico é um dos mais lotados de turistas, e andar por lá me dá um pouco de aflição. Não é a melhor opção pra quem quer uma experiência mais “local”, ou pra quem tem problema com barulho ou quer ver um pouco do dia a dia dos moradores da cidade.

Também é bom dar uma boa olhada mais atenta nas fotos dos hotéis de lá, porque o bairro tem muitos prédios antigos e nem todos são bem preservados.

Entre as opções de nível mais alto no Bairro Gótico se destacam o Catalonia Magdalenes, o H10 Cubik e o The Serras. Se você procura um albergue, o Kabul Party Hostel e o Itaca Hostel têm boa reputação. Pra algo intermediário (quartos privativos com preços razoáveis), confira o Hotel El Call, o Guesthouse Barcelona Gotic e o Benidorm. Veja mais opções de hospedagem no Bairro Gótico.

Vila de Gràcia

Se sua pegada é mais jovem e você busca uma vida noturna animada, com muitos barzinhos pra ir pulando de um ao outro, vale a pena escolher Vila de Gràcia pra se hospedar em Barcelona.

Parte do distrito de Gràcia, esse bairro fica na parte alta da cidade, mais longe da praia e mais perto do Parque Güell, de Gaudí, e dos Bunkers del Carmel, que tem uma das vistas mais bonitas da cidade.

Gosto muito da atmosfera do bairro e adorei caminhar pelas ruas de lá, onde vi mais moradores do que turistas. Isso se deve, no entanto, ao fato de que o bairro fica meio longe do centro, o que pode ser ruim pra quem quer fazer muita coisa a pé.

Além disso, se você ficar perto de bares ou da Praça do Sol, onde os jovens se encontram pra beber, pode ser meio barulhento à noite. Também é bom checar se a hospedagem fica perto do metrô, porque não tem muitas estações por lá.

gràcia

gràcia

Ah, e fique ligado quando for ver a localização dos hotéis ou albergues: apesar do nome, a Avenida Passeig de Gràcia não fica em Gràcia, e sim no Eixample, aquele outro distrito que mencionei acima. É perto, mas a Vila de Gràcia é um pouco mais pra cima.

Em termos de hostels, o Casa Gràcia e o Generator têm localização legal em Vila de Gràcia (esse último faz parte de uma rede presente em vários países). Entre os hotéis e apês, vale olhar o Barcelona Apartment Milà e o lindão Casa Fuster, por exemplo. Encontre mais hotéis e albergues em Gràcia.

Sagrada Família

A famosa igreja assinada por Gaudí, Sagrada Família, dá nome ao bairro onde fica localizada. Um pouco mais afastado do centro, mas com duas estações de metrô, esse bairro faz parte do distrito de Eixample e é relativamente tranquilo, mas nos arredores da igreja sempre fica apinhado de turistas. Também é uma área relativamente cara.

O Gaudí’s Nest Apartments tem uma super vista pra essa que é uma das igrejas mais famosas do mundo, enquanto o Sant Jordi Hostel Sagrada Familia é uma alternativa legal pra quem procura um albergue. Veja mais opções de hospedagem em Barcelona no bairro Sagrada Família.

Born

O El Born é pequenino e nem compõe um bairro oficialmente, mas é um dos meus pedaços preferidos de Barcelona. Ele é cheio de ruelas charmosas e tem uma carinha meio antiga, só que é menos turístico que o Gótico.

A região tá na moda e também atrai muita gente de fora, mas ainda é bastante frequentada por moradores. É um bom lugar pra quem quer explorar bares, cafés e restaurantes legais e ficar perto da praia e do centro.

el born em barcelona

el born em barcelona

onde se hospedar em barcelona

Hotel del Mar e o Hotel Ciutadella são alguns dos estabelecimentos com boas avaliações por lá. Veja mais opções de hospedagem no bairro El Born.

Sant Antoni

Outra região interessante e ainda mais residencial, mas com muitas opções de bares e restaurantes interessantes, é o bairro de Sant Antoni. Ele tem se tornado um “point” entre os jovens, com vários lugares com uma pegada meio hipster. Também é mais perto do centro do que Vila de Gràcia, por exemplo, sendo outra boa opção pra quem quer ficar próximo a lugares legais pra tomar uma cervejinha.

bar em sant antoni

Em Sant Antoni, vale dar uma olhada nos albergues TOC hostel e Bird House e nos hotéis Centric, HCC LuganoRooms in Home Paradise. Confira outras opções de hospedagem em Sant Antoni.

Raval

Entre Sant Antoni e o Bairro Gótico você encontra o Raval, um bairro que já foi considerado muito perigoso, mas tá “renascendo”. Assim como o Gótico, ele fica na área da Cidade Velha e muito perto de vários pontos turísticos.

Gostei da vibe do Raval porque é um bairro de imigrantes, então me pareceu mais diverso do que outras partes da cidade; vi muitos restaurantes africanos e asiáticos, por exemplo. E como ele tá em revitalização (ou será gentrificação?), tem um bocado de lojas e bares descolados.

raval

Vale a pena ficar lá se você tem “a cabeça mais aberta” e procura hospedagem barata pertinho do centro sem ficar no meio de turistas o tempo todo. No entanto, nesse caso é bom dar uma atenção redobrada às avaliações de hóspedes, porque algumas partes menos movimentadas do bairro ainda são consideradas um pouco inseguras.

Por ali, vale a pena dar uma olhada no Hostal Ramos e no BCN Home Guest House se você tá com orçamento mais apertado, ou então no Casa Camper, Midmost ou Andante se quer mais conforto. O Operaramblas é uma opção intermediária. Veja mais opções de hospedagem na região do Raval.

Poble Sec

O bairro Poble Sec fica entre a Avenida del Parallel, que é uma das principais de Barcelona, e o Montjuic, pequena montanha que abriga várias atrações, com destaque pra o castelo de mesmo nome. Não gamei tanto nessa região, mas ela fica relativamente perto do porto e do centro, entre Sant Antoni e Montjuic, e também é mais residencial.

Se escolher esse bairro, o ideal é ficar mais pra perto da Avenida Parallel ou da Carrer Blai, uma das principais ruas de bares de tapas da cidade (que aparece na foto abaixo). Por ali você encontra o albergue Hipstel Parallel e hotéis como o La França e o Paral-lel. Veja mais opções de hospedagem em Poble Sec.

carrer blai

Barceloneta

Barceloneta é a praia mais próxima ao centro de Barcelona, e a princípio pode parecer tentador ficar perto do mar né? Só que esse pode ser um belo caso de “expectativa versus realidade”.

Ela não é uma praia tão legal (tem outras muito melhores a poucos minutos de trem), fica lotadíssima no verão e costuma atrair bêbados e barulho em qualquer época do ano. Também não é muito fácil ir de lá pra partes mais distantes do centro, porque só tem uma linha de metrô por ali.

Não recomendo muito ficar em Barceloneta, mas se quiser dar uma olhada, algumas opções de hospedagem ali são o hotel 5 estrelas W Barcelona e o albergue Safestay Barcelona Sea.

Ramblas

Deixei pra o final do post a parte mais turística de Barcelona: Las Ramblas, rua com calçadão pra pedestres no meio que tá sempre lotada de gente. É aquele típico lugar onde você encontra mil artistas de rua fazendo estátuas vivas, camelôs vendendo souvenirs, restaurantes caros e ruins…

las ramblas

Ela não é um bairro em si, mas é um bom ponto de referência: a rua tem quase 1km e divide o Bairro Gótico e o El Raval, além de ligar a região do porto à Praça da Catalunha, lá em Eixample. Não curto essa praça porque acho muito muvucada, mas ela é a mais importante da cidade e abriga lojas como El Corte Inglés, o Hard Rock Café e a Apple.

A região das Ramblas tem uma localização excelente em termos de deslocamento, mas falei dela por último porque não acho um lugar agradável pra ficar. Me hospedei por lá na minha primeira visita à cidade e não curti muito.

Se você quer paz, fuja dessa área, mas se quiser mesmo ficar no meio do furdunço, veja aqui opções de hospedagem pelas Ramblas.

Outras opções de hospedagem em Barcelona

Pra procurar hospedagem em Barcelona nesses ou em outros bairros e fazer sua reserva sem custo, acesse o Booking e escolha as datas da sua estadia e número de pessoas que vão viajar. Se tiver alguma dúvida sobre esse processo, veja também esse post sobre como escolher e reservar hospedagem pela internet.

E se quiser saber mais sobre algum bairro ou tiver dicas de onde se hospedar em Barcelona, conta aí nos comentários!

Contrate seu seguro viagem com desconto
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking
Alugue um carro nas melhores locadoras com a Rentcars e pague em até 12x
Procure a casa de câmbio com a melhor cotação da sua cidade 

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

 

Posts Relacionados

0 Comentários

Deixe o seu comentário