França

Museus em Lyon: arte antiga e contemporânea, cinema, miniaturas, marionetes e murais

França | 14/11/12 | Atualizado em 15/05/18 | 1 comentário

Roteiro turístico que se preze tem que incluir alguns museus, né? Ainda que, se a estadia for breve, eu prefira curtir a cidade ao ar livre. Mas nesse quesito museográfico, até que a linda Lyon, na França, oferece boas e variadas opções. :)

Já comentei num post anterior que a Place des Terreaux abriga o Museu de Belas Artes, com uma coleção de respeito, com esculturas e pinturas dos séculos 19 e 20, artefatos egípcios e medievais, entre outras peças. O jardim é uma graça e ele também tem, é claro, uma lojinha legal (e um café do qual falam bastante bem!).

Jardim do Musée des Beaux-Arts

Outro bem importante é o Museu de Arte Contemporânea, localizado no moderno complexo da Cité Internationale, perto do Parque de la Tête D’Or (que eu amo!). Acabei não indo lá, porque na época a exposição que tava rolando não me interessava, mas vale ficar de olho :)

Vai pra Europa? Não se esqueça que o seguro viagem é obrigatório pra entrar lá!
Clique aqui e saiba como contratar o seu com desconto.


Pra os cinéfilos, a dica é o Instituto Lumière, instalado na casa onde cresceram os irmão considerados criadores da sétima arte. Dá pra ver os primeiros equipamentos, desde a invenção do cinematógrafo, e conhecer um pouco da história dos irmãos. Além disso, a casa em si é bonitona e tem um cinema anexo, com vários títulos “de arte” e uns mini festivais bem legais. A grande falha do espaço, no entanto, é que todos os textos explicativos estão apenas em francês… Bora ver isso aí, né, galera? 


Ainda falando em cinema, no Vieux Lyon fica o Musée Miniature et Cinéma, que junta no mesmo espaço uma coleção enorme de miniaturas de todos os tipos, superrealistas e bem-feitas, e uma exposição com objetos e cenários usados em filmes famosos (como a máscara original do Duende Verde, de Homem Aranha, e algumas partes do set de O Perfume, por exemplo). Tem também uma sala onde falam de como são criados alguns efeitos especiais. Não achei a visita imperdível (acho que quem realmente curte cinema não vai ver nenhuma novidade ali), mas se você tiver tempo sobrando, vale a pena.

Um fofíssimo ateliê em miniatura

Também é no Vieux Lyon que ficam os Musées Gadagne, que são dois no mesmo espaço físico: Museu da História de Lyon e Museu das Marionetes do Mundo. O primeiro é enorme, com muuuitos andares que fazem um percurso cronológico pela história da cidade. É bem interessante pra quem quer saber mais sobre a importância de Lyon no contexto da França e da Europa, mas achei um pouco cansativo, porque é muita informação. No segundo, tem bonecos da Europa, Ásia e África, alguns dos quais super lindos (e outros bem bizarros).  


Ah, e não se esqueça do Museu Galo-Romano, do qual já falei neste post ;)

Mas não é só entre quatro paredes que os lyoneses fazem arte. Além dos traboules, outra grande marca de Lyon são os muros pintados, que transformam a cidade em um museu a céu aberto. No bairro chamado États-Unis fica o Musée Urbain Tony Garnier, onde estão reunidos 25 desses muros, mas também há vários espalhados pela cidade. Um dos mais interessantes é o Fresque des Lyonnais, enorme desenho de um prédio em que 30 personalidades locais de diferentes épocas aparecem nas janelas e varandas. 

Procurando hospedagem em Lyon? Clique aqui e veja as melhores opções para as datas da sua viagem

Muros do Musée Urbain Tony Garnier ilustram a Torre de Babel
Entre as personalidades da Fresque des Lyonnais estão os irmãos Lumière, Saint-Éxupery com o Pequeno Príncipe e o chef Paul Bocuse :)

E você, visitou museus em Lyon? Do que gostou ou não gostou? Conta aí nos comentários!

Contrate seu seguro viagem com desconto na Mondial Assistance
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking
Alugue um carro nas melhores locadoras com a Rentcars e pague em até 12x
Procure a casa de câmbio com a melhor cotação da sua cidade 

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Posts Relacionados

1 Comentário

  1. […] Chegando lá, estacionamos na Grand Place (a praça central da cidade), onde fica o escritório de informações turísticas – que tava fechado, mas tinha mapinhas do lado de fora e agarrei o meu.  Logo nessa praça fica uma das atrações da cidade, um museu sobre as origens da fotografia (Musée Suisse de l’Appareil Photographique). Não entrei, mas li que seus cinco andares são muito interessantes, só que infelizmente as informações tão só em francês (vacilo que nem o do Institut Lumière, em  Lyon, do qual falei aqui). […]

Deixe o seu comentário