Aprendizado e trabalho

Ferramentas para blogs: SEO, produtividade, edição de imagens e muito mais

Aprendizado e trabalho | 19/07/19 | Atualizado em 12/08/19 | Deixe um comentário

Atenção, atenção: foram encontradas as ferramentas para blogs que vão fazer você ir de zero a 500 mil visitas e conquistar R$ 1 milhão em apenas uma semana!

É claro que isso é mentira, né? Não existe recurso digital nenhum que garanta um super crescimento bloguístico da noite pra o dia, nem um software mágico que traga o lucro sonhado sem esforço. Ainda é preciso trabalhar, com qualidade e consistência, pra ter um blog realmente bem sucedido.

Mas isso não significa que não existem vários recursos digitais muito úteis. Tanto pra facilitar as tarefas do dia a dia quanto pra levar sua estratégia pra outro nível, essas ferramentas para blogs podem fazer uma boa diferença. São sites, aplicativos, plug-ins e extensões de navegador que você certamente vai amar.

Existem outras listas desse tipo na internet e existem também muitos aplicativos, sites e softwares sendo lançados o tempo inteiro, mas nem tudo é realmente útil. A seguir, vou indicar apenas os recursos que uso ou já usei por um tempo e acho que valem mesmo a pena.

Leia também:
Como criar um blog de viagens e ganhar dinheiro com ele

42 ferramentas para blogs que vão facilitar sua vida

Pra facilitar, vou listar as ferramentas para blogs que acho mais úteis separando-as por finalidade. Incluí itens que ajudam a ter inspiração pra posts, melhorar o SEO, avaliar a performance do seu blog e concorrentes, se manter organizado e produtivo, encontrar imagens com direitos de uso liberado e editar imagens e peças gráficas, entre outros usos.

Ideias pra posts

Feedly: leitor de RSS, como o finado Google Reader, que torna mais fácil acompanhar outros blogs e sites (seja da sua área ou de outros assuntos). Você cadastra nele as URLs dos blogs que lhe interessam e o serviço mostra os posts mais recentes de cada um. Afinal, consumir referências é muito importante pra quem quer ter um blog relevante.

Pocket: aplicativo pra salvar textos da internet pra ler depois, inclusive off-line. É só instalar uma extensão no navegador e clicar nela pra salvar aquela página, e instalar o app no celular pra acessar aquele conteúdo de qualquer lugar. Também dá pra fazer isso com o Evernote, que vou mencionar lá no item “organização”, mas o Pocket tem algumas funções extra.

BuzzSumo: plataforma que mostra os textos que mais viralizaram a partir de uma palavra-chave. É uma boa ferramenta para encontrar ângulos específicos pra uma ideia mais ampla e também pra observar quais artigos dentro daquele tema estão performando bem. Funciona melhor em inglês, mas você pode fazer buscas nesse idioma pra ter insights pra seus textos.

como criar um blog de viagens

SEO e performance

Google Analytics: essa é uma das principais ferramentas para blogs. O Analytics oferece muitas métricas importantes sobre sua audiência, como origem geográfica, o navegador e o dispositivo que as pessoas usam pra acessar seu blog, quais são as páginas mais visitadas e muito mais. Acompanhar essas estatísticas é a melhor forma de saber se você precisa ajustar suas estratégias de conteúdo.

SemRush: ao inserir na busca uma palavra-chave, você encontra o volume de buscas mensal, número de resultados e evolução do interesse em relação a esse assunto a cada mês. A plataforma também permite analisar a URL do seu próprio site e de outros blogs e ver informações relativas a tráfego e pesquisa orgânica, por exemplo. A versão gratuita tem limitações, mas você pode testar a opção “completa” de graça por uma semana.

Google Trends: ajuda a descobrir, a partir de um termo, qual o volume de buscas em um período de tempo e quais as pesquisas relacionadas que os usuários têm feito. Os resultados podem ser filtrados por país, estado, período de tempo etc. Por ser uma ferramenta do próprio Google, tende a ser mais confiável que outros recursos similares.

Keyword Tool.io: quando você insere uma palavra-chave, esse site mostra dezenas de variações “long tails”. É uma ótima fonte pra ter ideias de abordagens específicas pra um assunto e pra determinar palavras-chave secundárias pra escrita de um texto.

UberSuggest: ferramenta gratuita que mostra o volume de busca da palavra-chave que você inseriu, estima a dificuldade pra ranquear e também sugere variações do termo. Se você clicar em “ideias de palavras-chave” no menu da esquerda, ele mostra quais são os primeiros resultados para aquele termo na SERP (página de resultados do Google). Além de palavras-chave, você também pode usá-lo pra analisar uma URL e ver indicadores sobre a sua performance e de outros sites.

Yoast SEO: plug-in pra WordPress que ajuda muito na otimização dos seus textos para mecanismos de busca. É praticamente uma unanimidade entre blogueiros de várias áreas e facilita muito o trabalho de SEO. Vale ressaltar, no entanto, que o recurso serve só como um indicador e não dá pra depender 100% dele.

Google Search Console: ferramenta que ajuda a medir a “saúde” e performance do seu blog aos olhos do Google. Ele informa se existem problemas com a indexação das páginas pelo Google, se o site tem erros ou falhas de segurança, sugere melhorias no código e mostra como é o tráfego do site de forma geral.

Google PageSpeed Insights: ferramenta do próprio Google que avalia o tempo de carregamento de um site e sugere mudanças que você pode fazer pra melhorar o desempenho.

O tempo de carregamento é um fator muito importante, tanto do ponto de vista do usuário, que tem pressa e é cada vez mais exigente, quanto do buscador, que entende essa necessidade do usuário e busca promover a melhor experiência pra ele, privilegiando páginas que carregam rápido.

MozBar: a empresa Moz criou a extensão MozBar, que você instala de graça no seu navegador. Através dela, dá pra identificar dois indicadores que se referem à relevância de um site e de uma página específica em comparação com outras na internet: Domain Authority e Page Authority.

O DA e o PA ficaram tão populares que muitos começaram a acreditar que eles eram dados oficiais do Google. Essas métricas são calculadas pela Moz de forma independente, mas o mercado geralmente as considera como boas referências.

lista de ferramentas para blogs

Organização e produtividade

Evernote: aplicativo pra fazer anotações e sincroniza-las entre diferentes dispositivos. Ele oferece recursos muito práticos, como a organização com etiquetas e cadernos, lembretes e captura de artigos da internet para ler depois (através de uma extensão no seu navegador, similar ao Pocket). Eu uso MUITO o Evernote pra mil coisas no meu dia a dia, inclusive pra anotar ideias e rascunhar posts.

Google Calendar: pode ser usado como agenda ou como calendário editorial pra o seu blog. Boa opção pra quem vive viajando e quer ter acesso a todos seus compromissos e programação de conteúdo em qualquer dispositivo.

Trello: ferramenta de gerenciamento de projetos que permite ordenar suas tarefas através de murais com anotações ou listas. Pode ser usado pra as tarefas gerais relacionadas ao blog ou pra e projetinhos especiais, com um e-book, ou mesmo pra organizar suas pautas de redes sociais, por exemplo.

Leia também:
Dicas de organização e produtividade pra blogueiros

Todoist: aplicativo de gerenciamento de projetos com interface simples onde é possível determinar o prazo e prioridade de cada tarefa.

Dropbox: serviço de armazenamento de arquivos na nuvem (online). Muito útil pra fazer back-up, economizando espaço no computador e celular e permitindo acesso remoto e compartilhamento dos arquivos. Recomendo muito fazer back-up físico E digital dos seus arquivos do blog.

PostGrain: software pra agendamento de posts no feed e stories do Instagram. Permite responder às mensagens privadas e comentários pelo computador e também dá acesso a estatísticas do seu perfil. É pago, mas baratinho. Uso há anos pra o Instagram do blog e pra clientes que atendia como freelancer e acho um bom investimento.

Bancos de imagens

Unsplash, Pexels, Pixabay, PicJumbo e Freepik: exemplos de bancos de imagens gratuitos. Observe a licença de cada foto e cheque se é preciso atribuir crédito ao fotógrafo.

Noun Project e Flaticon: reúnem ícones/vetores que podem ser usados no layout do seu blog ou em peças gráficas que você produzir.

Flickr: use as opções de filtros pra ver apenas as fotos com algum tipo de licença sem restrições de direitos autorais ou com uso comercial permitido.

Edição de imagens

Pixlr: editor de imagens gratuito disponível online. Muito simples e fácil de usar, é uma boa solução pra fazer pequenos ajustes em fotos. Mesmo que você use os programas da Adobe, por exemplo, ele pode ser útil quando você tá trabalhando de outro computador e não tem acesso aos seus softwares.

Photoshop Fix: aplicativo gratuito pra celular (Android e iOS) que permite fazer retoques em fotos (como eliminar uma pessoa do fundo da imagem ou “apagar” uma espinha do seu rosto) de forma fácil e rápida. Ótimo pra leigos (como euzinha, que fiz curso de Photoshop e esqueci tudo).

VSCO: aplicativo gratuito pra celular com boas opções de filtros e ajustes pra imagens. Uso mais pra as fotos do Instagram, mas também pode ser útil pra algumas edições pra o blog.

Lightroom mobile: aplicativo da Adobe gratuito pra celular que permite fazer edições mais avançadas em fotos, como corrigir uma cor específica, de forma fácil e intuitiva. É uma boa opção caso você não queira ou possa pagar pelo Lightroom pra desktop.

Canva: site SUPER útil pra quem não tem habilidades de design, nem pode contratar um pra fazer as coisinhas do dia a dia. Ele permite criar peças gráficas de forma super intuitiva, oferecendo templates pré-prontos com tamanhos já customizados pra diferentes usos e várias possibilidades de customização. Também é possível criar peças “do zero” usando diversas fontes, ícones e fotos. A utilização é gratuita, mas alguns recursos são pagos.

Smush: plug-in pra WordPress que comprime as imagens que você envia pra o seu blog. Muito útil porque ele reduz o tamanho inclusive das fotos que você já subiu pra página antes de instalá-lo. Lembrando que usar imagens leves ajuda muito a reduzir a velocidade de carregamento do seu blog, o que é bom tanto pra os leitores quanto pra o SEO.

Tinypng: site pra reduzir o peso de fotos em PNG e JPG sem perder a qualidade.

Outras ferramentas para blogs

MailChimp: um dos serviços de gerenciamento de newsletters mais usados. É gratuito até 2000 assinantes e permite configurar campanhas automatizadas. Existem outros serviços do tipo, como ConvertKit e Aweber, mas a que eu uso é a MailChimp e gosto muito.

Themeforest: site para compra de temas (templates) pra WordPress com milhares de opções customizáveis. Usar um desses templates é uma boa opção caso você não possa ou queira contratar um webdesigner pra fazer seu layout do zero, nem queira usar um tema gratuito (que vai ser igual ao de um monte de gente e provavelmente não vai atender a todas suas necessidades).

Bit.ly: encurtador de links usado pra personalizar uma URL longa ou complicada; muito útil pra divulgar uma página em redes sociais, por exemplo. Permite rastrear a quantidade de cliques que foram feitos em um link específico, o que ajuda a identificar quais partes do seu blog estão gerando uma maior quantidade de cliques.

Google Forms: ferramenta gratuita do Google pra criação de formulários (questionários) online. Muito útil para fazer pesquisas com leitores, por exemplo. Typeform e SurveyMonkey são outras opções.

Eduzz, E-junkie e Hotmart: plataformas pra venda de produtos digitais, como e-books e cursos online. Úteis pra quem cria um produto próprio e também pra quem quer se afiliar e ganhar comissão sobre a venda de produtos de terceiros.

E você, tem outras dicas de ferramentas para blogs? Já usa algumas dessas que mencionei? Conta aí nos comentários!

Posts Relacionados

0 Comentários

Deixe o seu comentário