Bahia

Chapada Diamantina: visitando o Poço Encantado e o Poço Azul

Bahia | 15/02/18 | Atualizado em 03/04/18 | 3 comentários

Você já deve ter visto fotos delas em algum Instagram por aí. Cavernas antiquíssimas com um poço de água azulada e supertransparente, muitas vezes com um raio de luz atravessando a água e dando à cena um tom quase fantástico. O passeio para o Poço Azul e Poço Encantado está entre os mais populares da Chapada Diamantina, na Bahia, e não é para menos: esses lugares têm fácil acesso e são deslumbrantes.

Cerca de uma hora separa as duas grutas. Elas ficam nos municípios de Nova Redenção e Itaetê, a pouco mais de 80 km de Lençóis, principal cidade da Chapada, e ainda mais perto de Mucugê e Andaraí, outras possíveis bases por lá. O ideal é separar um dia inteiro pra visitar os dois com calma – especialmente em alta temporada, quando podem se formar longas filas.

Procurando hospedagem em Lençóis, na Chapada Diamantina? Clique aqui e encontre os melhores preços.

Dá pra chegar nelas de carro e sem guia, mas caso você esteja desmotorizado é preciso contratar uma agência pra fazer um passeio guiado, que costuma combinar as duas atrações. Eu fechei o tour com a Chapada Adventure Daniel, como parte de um pacote com três dias de passeios durante o feriadão de São João. Saí da pousada às 8h30 e voltei umas 17h, e o almoço estava incluído no pacote. Pra quem viaja só, como eu, o tour com agência tem também a vantagem de permitir conhecer gente. Meu grupo era superanimado e saímos juntos à noite também. :)

chapada adventure daniel

Leia mais:

Roteiro de 7 dias entre Capão e Lençóis sem carro
Onde se hospedar no Vale do Capão
Poço do Diabo e Cachoeira do Mosquito
Poço da Angélica e Cachoeira da Purificação
Quanto custa passar uma semana na Chapada Diamantina
Todos os posts sobre a Bahia

Quando ir para o Poço Azul e Poço Encantado

Pra ver os raios solares incidindo nas cavernas do Poço Azul e Poço Encantado a melhor época é de abril a setembro, e especialmente em junho e julho. Normalmente, a iluminação acontece no Poço Azul das 12h30 às 14h30 e no Poço Encantado das 9h30 às 13h30, mas pra saber os horários mais específicos pra o mês em que você for o ideal é consultar um guia local.

Isso quer dizer que não vale a pena ir nessas atrações no resto do ano ou em outros horários do dia? Que nada! Mesmo que você não veja o raio, os lugares são bem bonitos. E a vantagem do verão, especialmente entre novembro e janeiro, é que a iluminação costuma ser maior, deixando a água ainda mais azul e transparente, além de durar mais tempo, das 10h às 16h.

O único empecilho pra aproveitar o visual dos poços é o céu muito nublado ou com chuva, que impeça a passagem da luz. Felizmente (pra os visitantes) isso é bem difícil de acontecer, já que os atrativos ficam numa região de semiárido, onde faz sol o ano quase todo. Só recomendo evitar alta temporada, feriados e finais de semana, porque como a entrada nas duas atrações é limitada a pequenos grupos podem se formar filas com horas de duração.

Poço Azul

Meu passeio começou pelo Poço Azul, porque nessa época (final de junho) o melhor horário pra ver o raio no Poço Encantado era perto das 12h. Depois de cerca de 1h30 de carro (uma van bem confortável) chegamos na entrada do Poço Azul. Lá você econtra uma pequena lanchonete com pastéis, beiju e caldo de cana, uma lojinha e banheiros.

Pra esse trecho o ideal é usar chinelo, porque você vai se molhar. Ao chegar, todos os visitantes devem ir tomar banho num chuveirão (gelado!) pra tirar do corpo e dos cabelos quaisquer cremes, hidratantes, protetor solar etc. (lembre-se de não passar nenhum produto antes de sair da hospedagem nesse dia). Depois, basta andar uns dois minutinhos pra chegar nas escadas que dão acesso à gruta.

entrada do poço azul

poço azul e poço encantado

Cada grupo tem 20 minutos pra fazer a flutuação, usando coletes salva-vidas e snorkel oferecidos por eles. É proibido fazer movimentos bruscos pra evitar provocar a erosão das pedras, mas felizmente é possível tomar banho lá sem deixar a água turva porque ela é corrente. Ah, e a temperatura é estável e agradável: gira em torno dos 24 graus o ano todo.

poço azul

Mesmo com outros turistas ao redor e hora marcada pra sair, achei uma delícia o passeio. Todo mundo ficava meio silencioso, concentrado na observação das rochas, na transparência absurda da água e nos diversos tons de azul que se formam com a luz. :)

Poço Encantado

Depois de cerca de uma hora de estrada, passando pelo rio Paraguaçu e por plantações de tomate e cebola, chegamos ao Poço Encantado. Esse é o único atrativo da Chapada Diamantina onde não é permitida a entrada de crianças com menos de 12 anos, então se viajar em família se ligue nisso.

Ao contrário do Poço Azul, no Encantado achei melhor usar tênis do que chinelos, porque as escadas são meio chatinhas. Ao chegar, ficamos sentados num restaurante na entrada esperando a saída dos grupos anteriores. Fomos chamados em 40 minutos, e pelo que ouvi dizer esse tempo foi até curto.

Colocamos touca e capacetes equipados com pequenas lanternas e descemos as escadas de pedra, com uma corda servindo de corrimão. Depois é preciso fazer uma pequena trilha dentro da caverna, e nessa parte a única iluminação vem das lanternas de cabeça dos guias e visitantes.

poço azul e poço encantado

Estar na caverna, descobrindo aquele impressionante mundo subterrâneo, já é incrível. Mas fica melhor ainda quando o guia direciona os visitantes até uma parte das pedras com visão privilegiada pra o poço. Passamos 20 minutos lá embaixo e confesso que levei uns 5 pra entender onde terminava a pedra e começava a água: de início, tive a impressão de que era só um buraco, de tão transparente que é a água. Dá pra ver, inclusive, troncos que tão lá no fundo, a 48 metros de profundidade. Ah, e o ponto mais fundo chega a 61 metros. A foto não dá a dimensão de como é surreal. <3

Descoberto em 1940, o poço foi liberado pra banho até os anos 1990, mas suor e protetor solar estavam ficando na superfície e deixando a água turva, pois diferentemente do Poço Azul ela se renova pouco (apenas pelo lençol freático).

Enquanto estávamos lá dentro o guia deu várias informações sobre o lugar, mas meu momento preferido foi quando todos desligamos as lanternas e ficamos em silêncio. Impossível não pensar nos mistérios desse mundo lindo. :)

Fim do passeio

O passeio com a Chapada Adventure contemplava o almoço, que foi lá no restaurante do Poço Encantado. Encheram nossa mesa de comidas, incluindo frango guisado, bode, dois tipos de feijão, macaxeira frita, arroz, salada, jerimum e palma, tudo bem gostoso. As bebidas foram cobradas por fora: água de coco e refrigerante custavam R$ 4 cada.

restaurante do poço encantado

Saímos de lá às 14h15, paramos em Andaraí pra tomar sorvete e chegamos de volta em Lençóis no final da tarde. O guia que nos acompanhou, Cleiton, era super gente boa e engraçado. Achei o passeio ótimo, mas o preço é salgado: contratando só esse dia de tour, em 2017 o preço era R$ 280 por pessoa (em grupo). Paguei R$ 640 por três dias de passeios.

Indo por conta própria, caso você esteja de carro, só é preciso pagar as taxas de visitação, que são cerca de R$ 30 em cada poço. É um passeio de nível leve, exigindo só um pouco de atenção ao subir e descer as escadas, e não é preciso contratar guia.

Contrate seu seguro viagem com desconto
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking
Alugue um carro nas melhores locadoras com a Rentcars e pague em até 12x
Procure a casa de câmbio com a melhor cotação da sua cidade 

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Posts Relacionados

3 Comentários

  1. Paulo

    Oi Luísa, tudo bem?

    Eu de novo :))

    Fiquei em dúvida se o colete salva vidas, snorkel e capacete com lanterna foram fornecidos pela agência de turismo ou se foram fornecidos na entrada das cachoeiras. Minha dúvida é porque estou em dúvida se vou de busão ou de carro alugado (de Salvador). Indo de busão, farei os passeios com as agências, mas indo de carro, farei os passeios por conta própria :)

    Muito obrigado!! Abs!

    • Oi, Paulo! Foram fornecidos na entrada dos Poços, porque são equipamentos de uso obrigatório :) Um abraço!

  2. Paulo

    Obrigado!!! :)))

Deixe o seu comentário