- Destaque Slide 1 -

Onde ficar na Ilha do Marajó: guia completo

Escolher onde ficar na Ilha do Marajó, no Pará, pode parecer difícil quando você sabe que essa é a maior ilha marítimo-fluvial do mundo, com mais de 40 mil km² – o tamanho de países como Holanda e Suíça ou estados como o Rio de Janeiro. No entanto, a imensa maioria dos viajantes fica em Soure ou Salvaterra, os principais destinos turísticos de lá.

Por isso, a grande questão para decidir onde se hospedar no Marajó é a dúvida entre ficar em Soure ou Salvaterra. O mais comum é ficar em Soure, que é considerada a capital turística da ilha, mas Salvaterra também tem suas vantagens.

As duas cidades ficam separadas pelo rio Paracauari, e para ir de uma à outra é preciso pegar um barco. O percurso dura pouco mais de 10 minutos.

Aqui neste artigo, vou trazer os principais prós e contras de cada opção, além de sugestões de pousadas e albergues com bom custo-benefício nas duas.

Vale ressaltar que não existem grandes hotéis por lá; apenas pousadas, sendo algumas bem simples e outras mais charmosas. Esse é um destino para quem curte simplicidade, então não espere grandes luxos.

Qualquer que seja sua escolha, espero que você curta a Ilha do Marajó tanto quanto eu! Passei três dias e três noites por lá e desejei ficar mais. Acho três dias um tempo mínimo, mas se puder, fique uns cinco.

Leia também:
O que fazer em Belém do Pará
Onde se hospedar em Belém
Todos os posts sobre o Pará

hospedagem no marajó

Onde ficar na Ilha do Marajó: Soure ou Salvaterra?

Antes de falar sobre as principais vantagens e desvantagens de ficar em Soure e em Salvaterra, na Ilha do Marajó, acho importante explicar brevemente como se chega lá e como se deslocar internamente. Afinal, isso pode impactar sua escolha.

Existem diferentes formas de chegar no Marajó a partir de Belém, se você não estiver indo de carro. Algumas delas têm como ponto de chegada o Porto de Camará, em Salvaterra. É o caso da balsa para veículos, que sai do Porto de Icoaraci, a 20km do centro de Belém, e o trecho dura cerca de 2h30.

Para chegar diretamente em Soure, você tem que pegar a lancha rápida da Master Motors, que sai do Terminal Hidroviário de Belém. A viagem tem duração de cerca de 2 horas e dois ou três horários por dia, de segunda a sábado.

Se você desembarcar no Porto do Camará em Salvaterra e se hospedar em Soure, terá que pegar um ônibus, táxi ou van até o porto de onde sai a balsa para Soure, e o percurso total leva cerca de 1 hora.

lancha para a ilha do marajó

Nas épocas de alta temporada (julho, dezembro e janeiro) e feriados prolongados, é recomendável comprar a passagem com antecedência e confirmar os horários dos barcos nas redes sociais das empresas responsáveis pelas embarcações.

Uma vez no Marajó, o jeito mais fácil de se deslocar entre os atrativos é de carro. Mas eu fui sozinha e sem carro, e muita gente que conheço também. A solução, nesse caso, é alugar uma bicicleta (eu fiz isso num dos dias, para trajetos mais curtos) ou andar de mototáxi.

Nos horários de chegada dos barcos sempre ficam vários mototaxistas esperando no porto de Soure, e eu aproveitei e peguei o contato do rapaz que me levou para minha hospedagem. Foi com ele que fiz os deslocamentos dos dias seguintes e foi ótimo. Ele me levou em lugares que eu provavelmente não conheceria sozinha.

mototáxi

Vantagens de se hospedar em Soure

Vamos, então, às vantagens de escolher Soure para se hospedar na Ilha do Marajó? Como comentei, essa cidade é considerada a capital turística da ilha, e lá você encontra mais infraestrutura. Tem mais opções de hospedagem, restaurantes, bares, bancos, comércios etc.

Além disso, a maioria dos atrativos turísticos do Marajó fica em Soure: as praias e Barra Velha e do Pesqueiro, que são as mais famosas, e as fazendas São Jerônimo, Bom Jesus e Araruna, que oferecem passeios. Para chegar nas praias e fazendas você provavelmente vai ter que ir de carro ou táxi/mototáxi.

Lá você também pode conhecer a produção de cerâmicas marajoaras nos ateliês de artistas locais e assistir aos ensaios e apresentações de carimbó do Grupo Cruzeirinho (foto abaixo).

Para quem vai sem carro e opta pela lancha rápida que para em Soure, eu acho essa a melhor opção de onde ficar na Ilha do Marajó.

Desvantagens de ficar em Soure

Se você for chegar pelo porto do Camará, em Salvaterra, a opção por se hospedar em Soure não é a mais conveniente, já que você vai ter que pegar a balsa para cruzar o rio e, se não estiver de carro, pegar outro transporte do porto à balsa e da balsa à pousada. No entanto, como isso é só na chegada e na saída, não é um grande problema.

Outra possível desvantagem é se você tiver mais interesse nos atrativos que ficam em Salvaterra. Os mais famosos são as ruínas Jesuítas e a praia de Joanes.

Além disso, por ser uma área mais turística, as hospedagens em Soure costumam ser mais caras e mais concorridas. Em alta temporada, pode ser que você ache melhor custo-benefício em Salvaterra.

carimbó em soure

Vantagens de se hospedar em Salvaterra

Se você prefere lugares menos turísticos, Salvaterra pode ser uma boa opção de onde ficar na Ilha do Marajó. Essa cidade é bonita e tem uma infraestrutura razoável, mas é menos procurada que Soure, com uma atmosfera ainda mais tranquila.

Lá você também encontra alguns atrativos turísticos, como as ruínas jesuíticas, as praias de Joanes e Praia Grande, outras menos conhecidas como Água Boa, Jubim e Pescador.

Salvaterra também é uma boa escolha, como já disse antes, se você for chegar ao Marajó pelo porto do Camará e quiser chegar mais rápido à sua hospedagem. Se estiver de carro (e, consequentemente, for pegar a balsa de veículos), pode ser uma opção interessante.

Desvantagens de ficar em Salvaterra

Em comparação com Soure, Salvaterra tem menos opções de hospedagem, restaurantes e lazer. É uma cidade mais simples e rural e as praias de lá não são tão bonitas quanto as de Soure. Se ficar lá, você vai ter que pegar a balsa sempre que for visitar uma das atrações da cidade vizinha.

onde ficar na ilha do marajó

Onde ficar na Ilha de Marajó em Soure

Decidiu se hospedar em Soure? Confira então as melhores pousadas por lá:

Pousada Solar Encanto do Marajó: com nota média 9 no site de reservas Booking, essa pousada é confortável, organizada e bem cuidada, e os funcionários são muito prestativos. Não tem café da manhã, mas os hóspedes podem usar a cozinha. A localização é muito conveniente, bem pertinho do porto de Soure. Perto da pousada tem ponto de táxi e mototáxi e restaurantes.

Pousada Aruanã: com nota média 8,7, essa pousada também tem localização excelente, bem no centrinho, em frente à prefeitura e perto de restaurantes. O café da manhã é simples, mas muito elogiado. Os funcionários são simpáticos e os quartos são considerados confortáveis e espaçosos. A pousada tem piscina.

Hotel Marajó: esse hotel fica perto do centro da cidade, mas o acesso sem carro não é tão simples. As instalações são boas e limpas, incluindo uma boa piscina e um restaurante. O café da manhã é variado e o atendimento é super elogiado.

Pousada O Canto do Francês: com nota média 8, essa é uma das pousadas mais conhecidas na Ilha do Marajó. O ambiente é bem charmoso, com piscina e jardim, e o café da manhã é considerado bom. O ponto negativo para quem está sem carro é a localização, que é um pouco mais afastada.

Habitat Marajó Hostel: esse é um dos poucos albergues da Ilha do Marajó, com a opção de quartos privativos e camas em dormitório feminino ou misto. É uma boa escolha para quem viaja só ou quer conhecer pessoas. A nota média é 9 e os hóspedes elogiam a área externa, a cozinha equipada, o atendimento, a internet e a limpeza do local.

A minha escolha de hospedagem na Ilha do Marajó foi o Tucupi Hostel, em Soure. Gostei muito e recomendei para amigos, que ficaram lá e curtiram também. No entanto, infelizmente eles parecem ter fechado, porque não encontrei mais páginas de reserva nem o perfil deles no Instagram.

praia em soure

Onde ficar na Ilha do Marajó em Salvaterra

Escolheu Salvaterra para sua hospedagem no Marajó? Confira as melhores pousadas:

Pousada Reloday: Essa é uma pousada mais nova e tem boas avaliações, com nota média acima de 9.5 no Booking. O proprietário recebe os hóspedes de forma muito atenciosa e o café da manhã é extremamente elogiado. Tem piscina e os quartos são novinhos e confortáveis. É uma excelente escolha de hospedagem na Ilha do Marajó.

Casa da Mata Marajó: Esses quartos tipo chalés no meio da mata oferecem uma experiência bem especial. Os hóspedes elogiam muito o atendimento e os passeios oferecidos pela equipe, além do café da manhã. É uma boa opção para quem quer conhecer mais sobre a cultura marajoara e estar em contato com a natureza.

Pousada dos Corações: Com avaliação média 8.2, essa pousada fica perto da Praia Grande e tem café da manhã, jardim e funcionários atenciosos. A estrutura é simples e alguns hóspedes reclamam da qualidade do wi-fi e da falta de chuveiro elétrico.

Onde ficar no Marajó: Joanes

Em vez de ficar no centro de Salvaterra você também pode se hospedar na vila de Joanes, pertinho da Praia de Joanes e das ruínas Jesuíticas. Existem poucas pousadas por lá, mas a Pousada das Estrelas e a Pousada Ventania do Rio-Mar são muito bem avaliadas.

Ambas ficam bem perto da praia, com restaurantes e lojas no entorno, e são simples, mas bem cuidadas. Considero essas ótimas opções para quem busca hospedagem na Ilha do Marajó com muita tranquilidade e não se importa de estar numa localização mais afastada.

Ainda não escolheu onde ficar na Ilha do Marajó? Confira aqui todas as opções disponíveis por lá e faça sua reserva online.

búfalo e pássaros

Posts Relacionados

0 Comentários

Deixe o seu comentário