República Tcheca

Onde se hospedar em Praga: dicas bairro a bairro

República Tcheca | 26/12/18 | Atualizado em 25/03/19 | Deixe um comentário

Decidir onde se hospedar em Praga não é das tarefas mais difíceis. Isso porque boa parte dos atrativos da cidade ficam numa região relativamente compacta, onde não faltam opções de hotéis, albergues e apartamentos. E nos arredores do centro histórico, com fácil acesso por transporte público, você encontra mais um punhado de hospedagens com custo-benefício ainda melhor.

Mas dependendo da atmosfera que você procura, do seu orçamento e das suas prioridades, algumas regiões podem ser mais vantajosas que outras. Neste post, vou explicar como a charmosa capital tcheca está dividida e qual o perfil dos principais bairros, além de dar dicas de lugares específicos pra se hospedar em Praga.

Leia também:
O que fazer em Praga em 3 ou 4 dias: dia 1 e roteiro
O que fazer em Praga em 3 ou 4 dias: dia 2
O que fazer em Praga em 3 ou 4 dias: dia 3

Onde se hospedar em Praga

Entendendo a cidade

Antes de mais nada, uma introdução: assim como Budapeste, Praga é dividida em distritos. São 22 ao todo, como mostra o mapa abaixo (da Wikimedia Commons). Turistas costumam se concentrar nos distritos 1 e 2, onde fica a maioria das atrações da cidade, ou nas áreas vizinhas a eles.distritos de praga - ilustração do wikimedia commons

Se você não tiver tempo ou paciência pra analisar a localização específica na hora de decidir onde se hospedar em Praga, dá pra simplificar a história escolhendo um hotel com boas avaliações em um desses dois distritos.

Veja opções pra se hospedar em Praga no distrito 1 e no distrito 2

No entanto, cada um deles é composto por mais de um bairro, muitas vezes com características bem diferentes, e existem bairros que fazem parte de mais de um distrito.

Em Praga 1, por exemplo, você encontra tanto regiões muvucadas e hotéis caros quanto áreas mais tranquilas e com opções de hospedagem mais em conta. Praga 10, por outro lado, pode parecer distante, mas tem áreas com localização legal e atmosfera muito agradável. Por isso, o ideal mesmo é escolher onde se hospedar em Praga com base nos bairros.

Não se esqueça que o seguro viagem é obrigatório para a entrada em quase todos os países da Europa, incluindo a República Tcheca. Veja como contratar o seu com desconto.

Os melhores bairros para se hospedar em Praga

Cidade Velha (Staré Město)

É provável que a grande maioria das fotos que você já viu de Praga retrate partes de Staré Město, ou Cidade Velha/Antiga em bom português. O coração do bairro é a Praça da Cidade Velha (bem criativo, né?), que é ponto de encontro de vários passeios guiados e sempre tá cheia de turistas.

Por ali você encontra o famoso relógio astronômico, a Torre da Pólvora (com uma vista linda) e o bairro judeu Josefov, entre outras atrações turísticas, restaurantes, bares, baladas e lojas.

É um ótimo lugar pra quem quer ficar perto de tudo, mas não é o ideal pra quem tem aflição de multidões ou quer conhecer um lado mais “autêntico” de Praga. Existem muitas opções de hospedagem por ali e algumas ficam em ruazinhas mais calmas, mas por razões óbvias a maioria tem preços mais salgados.

Algumas opções pra quem busca muito conforto na Cidade Velha são o Residence Agnes, o Unitas Hotel e, pra quem tem o bolso mais folgado, o Four Seasons. Pra alternativas mais em conta, confira o Old Prague Hotel, o Hotel Melantrich e o U Stare Pani, ou os albergues The Republic Garden, Ahoy! Hostel e Hostel Downtown.

Veja outras opções de hospedagem em Praga na Cidade Velha, incluindo vários apês com bom custo-benefício.

turistas caminhando por rua na cidade antiga de praga

praça da cidade antiga de praga

Cidade Nova (Nové Město)

Coladinha na Cidade Velha fica a Cidade Nova (Nové Město), que na verdade não é nada nova: ela foi criada nos anos 1300. Um bom ponto de referência nesse bairro, que fica entre os distritos 1 e 2, é a Praça da República (náměstí Republiky).

Por ali você encontra a principal estação de trens da cidade, Hlavní nádraží, além da Praça Venceslau e da famosa Casa Dançante. Também tem muitas lojas e restaurantes por ali, incluindo unidades de redes internacionais.

Opções confortáveis de hospedagem na Cidade Nova são o Motel One Prague, o Elite Hotel, o Majestic Plaza e o 987 Design. Se você procura um albergue, confira o Hostel Mingle, o Safestay Prague, o Cosmopole e o Ahoy! New Town.

Veja outras opções de hospedagem em Praga próximas à Praça Venceslau, na Cidade Nova.

praça venceslau na cidade nova de praga

Malá Strana

Localizado entre dois dos pontos turísticos mais visitados da cidade, a Ponte Carlos e o Castelo de Praga, Malá Strana provavelmente é meu bairro preferido pra se hospedar em Praga. Ele fica do outro lado do rio e é igualmente bonito, mas muito mais tranquilo que a Cidade Velha.

Ao escolher se hospedar em Malá Strana você vai ficar perto da Catedral de São Vitu, do Parque Petrín, do Muro de John Lennon, de bons bares e restaurantes e de várias ruas bem fofas.

Um hotel elogiadíssimo e com excelente custo-benefício em Malá Strana é o Vintage Design Hotel Sax. Outras opções numa faixa de preço similar são o Red Lion, o Hotel William, o Hotel U Kříže e o Residence U Černého Orla. Pra quem quer ficar em albergue, o Little Quarter Hostel é uma boa pedida.

Veja outras opções de hospedagem em Praga em Malá Strana.

rua simpática em malá strana

rua de malá strana

Hradčany

Juntinho de Malá Strana fica Hradčany, bairro do Castelo de Praga. A região é tranquila, mas tem boa infraestrutura turística e fica perto das principais atrações. Vale considerar, no entanto, que esse bairro fica no alto de um morro, então provavelmente será preciso encarar umas ladeiras pra ir e vir. A não ser, é claro, que tenha um ponto de tramway (bonde) perto da sua hospedagem e você prefira usá-lo.

O Lindner Hotel Prague Castle, o U Krále Karla, o Questenberk e o Monastery Hotel têm ótima reputação e quartos duplos por cerca de R$ 350 por noite, enquanto o Loreta Hotel sai um pouco mais em conta e o Hotel Savoy tem um nível mais elevado (e preços também).

Veja outras opções de hospedagem em Praga em Hradčany.

vista desde o castelo de praga

Karlín

Esse bairro e os seguintes ficam fora do centro histórico, mas são relativamente bem localizados e bastante agradáveis. Karlín em especial tá bem “na moda”. A região foi uma das mais destruídas na grande enchente que aconteceu na cidade em 2002 e passou por uma grande revitalização.

Hoje, o bairro abriga cafés, bares e restaurantes com uma vibe mais descolada. Ao mesmo tempo, essa ainda não se tornou uma área tão explorada pelos turistas, então é uma boa opção pra quem quer curtir uma atmosfera mais local ao se hospedar em Praga. O ideal, por lá, é ficar perto da Praça Karlín (Karlínské náměstí), coração do bairro.

Algumas opções de hotéis confortáveis com preços justos em Karlín são o Jurys Inn, o Royal Prague e o PentaHotel Prague. Pra economizar mais, confira o Hotel Karlin e o Adeba Hotel. No time dos albergues, uma opção com boa reputação é o New Hostel.

Veja outras opções de hospedagem em Praga em Karlín.

Smíchov

Próximo a Malá Strana, Smíchov é outro bairro legal pra quem não faz questão de estar dentro do miolinho do centro histórico. Ele abriga uma estação de ônibus de onde dá pra fazer bate-voltas a outras partes do país e é bem conectado por tramway e metrô.

O ideal, por lá, é ficar mais pra perto de Malá Strana. Você pode usar como referência os arredores da estação de metrô Anděl.

Entre as opções de hotéis em Smíchov, vale conferir o Bohem Prague Hotel, que tem excelente custo-benefício, o Lidicka Apartment, apartamento muito bem avaliado pelos hóspedes, o Hotel Julian, o Angelis, o Remember Residence e o Andel’s by Vienna House. O Ibis Malá Strana também fica lá (apesar do nome) e o Mamaison Hotel Riverside é uma boa opção pra quem busca algo mais luxuoso.

Veja outras opções de hospedagem em Praga em Smíchov.

Vinohrady

Outro bairro residencial bonito e bem conectado é Vinohrady, que tem como principal praça a Náměstí Míru. Você encontra ali o parque Riegrovy Sady, que é uma graça e tem belas vistas, além de muitos cafés charmosos.

Nessa região, a Ping House tem quartos privativos ou compartilhados com bom custo-benefício e uma decoração peculiar com muito rosa, enquanto o La Fenice é uma opção em conta pra quem procura um pouco mais de conforto. Vale a pena conferir também os apartamentos disponíveis por lá, que são muitos.

Veja outras opções de hospedagem em Praga em Vinohrady, incluindo apartamentos pra aluguel por temporada.

Vinohrady em praga

bar em Vinohrady

Vrsovce

Foi nesse bairro que me hospedei na minha segunda visita a Praga, quando fui passar 10 dias e queria experimentar a cidade numa vibe mais de “moradora”.

Vrsovce é bem residencial e, dentre os bairros abordados nesse post, é o mais afastado das atrações turísticas. Mas ele fica grudadinho em Vinohrady (mais pra o sul) e bem comunicado ao resto da cidade por tramway, além de ter uma boa oferta de cafés e restaurantes.

O único hotel/hostel com boa reputação que conheço por lá é o Czech Inn, que tem quartos privativos e compartilhados, mas também existem muitos apês pra aluguel por temporada nessa região.

Fiquei num quarto nesse Airbnb e achei o custo-benefício excelente. Outras dicas por lá pra quem procura apês inteiros são o Downtown Suites Kodanska e o Apartment Ukrajinska 12.

Vai fazer sua primeira reserva no Airbnb? Cadastre-se por este link e ganhe R$ 130 de desconto!

Clique aqui para conferir mais opções de hotéis, albergues e apartamentos em todas as regiões de Praga.

quarto em airbnb em praga

E você, tem dicas de onde se hospedar em Praga? Compartilha nos comentários!

onde se hospedar em praga

Quando você os links do post pra fazer sua reserva, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Posts Relacionados

0 Comentários

Deixe o seu comentário