Alemanha

O que fazer em Stuttgart

Alemanha | 27/03/15 | Atualizado em 06/06/17 | 2 comentários

Minha a ida a Stuttgart, na Alemanha, não teve objetivos turísticos, digamos assim. Mas a cidade se revelou uma grata surpresa :) O grande motivo da visita foi aproveitar que eu tava pertinho, em Strasbourg, e encontrar um grupo de amigas dos tempos de Valladolid – três delas vindas de outros países e uma da própria Stuttgart.

Pesquisei pouca coisa antes de ir, sabendo apenas que a cidade é conhecida pela indústria automobilística e que mistura arquitetura moderna com construções antigas, tipo as casinhas de enxaimel tão comuns também na Alsácia (região da França ali do ladinho, que foi disputada entre os alemães e franceses por muitos anos, e que tem Strasbourg como capital).

10477540_10203026945620798_1473018055374756758_o

Meus quatro dias lá foram marcados por muita preguiça, conversa, comida e cerveja alemã (amor eterno, amor verdadeiro) com azamigas, mas também visitei alguns dos pontos de interesse da cidade. Vamos a eles? :)

Vai pra Europa? Não se esqueça que o seguro viagem é obrigatório pra entrar lá!
Clique aqui e saiba como contratar o seu com desconto.

Procurando hospedagem em Stuttgart? Clique aqui e encontre hotéis e albergues com os melhores preços.

subir2

Ok, peraí, Luísa. Primeiro uma introdução mais “oficial”: Stuttgart é a capital do estado de Baden-Württemberg e sexta maior cidade do país e fica às margens do rio Neckar (destinos com rios conquistam meu coração, como vocês já devem saber). A cidade não é das mais turísticas, mas guarda atrações renomadas como o Teatro do Estado (Staatstheater), que obriga a ópera estatal, e a Galeria do Estado (Staatsgalerie), um museu bem conceituado. E minha parte preferida: mais de 50% da área da cidade é composta por bosques <3

10499573_10203026946420818_9054851144267998868_o

Com as meninas na frente da Staatsgalerie

Pra quem gosta de carros, a cidade é mesmo um prato cheio: nela, foi inventado o primeiro motor a gasolina leve e rápido, em 1885. E pra conhecer a história da indústria automobilística em detalhe, você pode visitar o Museu da Mercedes Benz, que parece bem legal. Outra meca dos apaixonados por autos é o Museu da Porsche, cheio de clássicos. Não fui em nenhum dos dois por motivos de “o único carro que sei reconhecer é fusca”, mas ouvi falar muito bem ;)

Leia também:

Berlim: Como visitar o Parlamento

Berlim: DDR Museum, uma imersão na Alemanha Oriental

Tá, mas o que foi que eu fiz, no fim das contas? Na maior parte do tempo fiquei pelo centro, onde dá pra ver tudo a pé. Depois da Staatsgalerie, que não me atraiu tanto como museu – mas adorei a lojinha -, fomos até a Schlossplatz (Praça do Castelo), onde fica um conjunto arquitetônico de respeito, com destaque pra o Neues Schloss (Novo Castelo).

Por ali, você encontra ainda o Kuntsmuseum (museu de arte moderna), que tem uma vista legal, e o Teatro Nacional (Staatstheater) que mencionei acima, onde rolam grandes espetáculos de balé, teatro e ópera. Pra compras, passeie pela Königstraße, rua de pedestres ali juntinho, onde você encontra desde lojas de departamento populares a marcas sofisticadas.

10710247_10203026947180837_1524214215239468900_o

1795950_10203026947460844_4861517818724152460_o

E não deixe de passar pela Marktplatz, onde fica a Rathaus (prefeitura), que tem uma atração bem divertida: um elevador aberto, que fica subindo e descendo sem parar – ou seja, você tem que pular pra dentro e fora dele no momento em que ele ficar nivelado com o chão do andar aonde você quer ir. Amei, haha.

10636546_10203026944620773_3080856246512241624_o

10658674_10203026943900755_1108249122731078099_o

10697437_10203026944140761_4657704662159973570_o

Outra dica (que eu não segui porque tava dormindo, bebendo ou comendo, hehe) é visitar o Wilhelma,  considerado um dos zoológicos e jardins botânicos mais bonitos e diversificados do mundo, com cerca de 8 mil animais e 6 mil espécies de plantas.

Ah, e pra quem gosta de vistas feito eu, vale a pena explorar as colinas da cidade e subir até o albergue da HI, onde tem tipo uma plataforma que permite ter uma visão macro da cidade. No caminho, você encontra também uma pequena praça/mirante onde tava essa menina aí embaixo bem de boas curtindo a passagem :)

10714341_10203026948940881_7189018216095653354_o

10688108_10203026948540871_2427197237806068759_o

Por último, mas não menos importante, a comilança: tratando-se de Alemanha isso pode ser óbvio, mas a gastronomia de lá não é nada mal ;) Provei um monte de coisinhas pela rua, mas tava embriagada de gordice e infelizmente só sei nomear o clássico bretzel (pão tradicional em forma de nó, que a gente conhece por pretzel e você encontra nas padarias, supermercados e em barraquinhas na rua). Recomendo dar especial atenção aos quitutes maravilhosos de padaria, mas também fui em alguns restaurantes e bares “não típicos” que curti muito.

10714405_10203026942140711_2598919624957257109_o

1048524_10203026948260864_8410766179019501796_o

Um dos meus preferidos foi o Kap Tormentoso, que tem uma decoração maravilhosa pra quem ama viajar (meio náutica e com globos pendurados etc) e pratos bem gostosos por uns 7 euros, incluindo boas opções vegetarianas/veganas, pra quem quer fugir das linguiças, joelhos de porco etc. Também super recomendo tomar café da manhã no Academie der Schönsten Künste, um bistrô super charmoso com tema artístico ;)

1890642_10203026944940781_6561353610936830546_o

subir1

 

Ah, e dependendo da época em que você estiver por lá, talvez role de conhecer alguns dos eventos famosos de Stuttgart: no final de agosto, ela abriga o festival Weindorf, que celebra a produção local de vinhos. Entre setembro e outubro, é a vez da versão local da Oktoberfest, a Cannstatter Wasen, que tem brinquedos de parque de diversões e, é claro, muita cerveja. E não para por aí: do fim de novembro até 23 de dezembro, um dos maiores mercados de Natal da Europa toma conta da Marktplatz, Schillerplatz, Schlossplatz, Hirschstraße e Kirchstraße (saiba mais aqui). Quem for/já tiver ido me conta! :)

Vai viajar pra o exterior? Não deixe de fazer um seguro viagem! Contrate o seguro que eu sempre uso e confio :) Aqui neste link, você descobre como pedir o seu com 15% de desconto e ainda ajuda o blog a se manter.

600x80

Quer receber conteúdo exclusivo e gratuito sobre viagens?

Inscreva-se na lista de e-mails do Janelas Abertas e receba um e-book de 60 páginas com dicas para viajar só + check-lists para sua viagem + dicas inéditas a cada 15 dias.

Posts Relacionados

2 Comentários

  1. Max Brito

    Voce deveria ter ido ao museu da Porsche já que você conhece o fusca, o carro foi desenvolvido por Ferdinand Porsche a pedido de Adolf Hitler para ser literalmente um Volks Wagen.

    • Oi, Max! Carros realmente não são minha praia, mas imagino que o museu seja muito interessante pra quem curte! :D Valeu pelo comentário!

Deixe o seu comentário

Inscreva-se na newsletter do Janelas Abertas

Receba dicas e recursos de viagem de graça!

  • E-book de 60 páginas com dicas para viajar só
  • Check-list para viagens internacionais
  • Check-list para arrumar a mala
  • Newsletter quinzenal com conteúdo exclusivo

É só se inscrever na lista: