Espanha

Granada: os encantos da Alhambra

Espanha | 22/09/14 | Atualizado em 15/05/18 | 5 comentários

“Não há na vida nada como a desgraça de ser cego em Granada”, disse certa feita o poeta mexicano Francisco Asís de Icaza. E não é pra menos ;) A cidade, que fica a cerca de 260 km de Sevilha, abriga um dos pontos turísticos mais visitados e mais deslumbrantes da Europa: a Alhambra.

O lugar, residência de reis árabes durante centenas de anos, abriga uma fortaleza e um complexo de palácios. Além disso, tem também um jardim bem lindinho, o Generalife, de onde se pode observar a Alhambra. Como tudo isso, o tempo parece andar mais rápido por lá: não é difícil passar mais de três horas entretido com os menores detalhes ^^

SDC15675

Vai pra Europa? Não se esqueça que o seguro viagem é obrigatório pra entrar lá!
Clique aqui e saiba como contratar o seu com desconto.

A maior parte do complexo foi construída entre 1248 e 1354, nos reinados de Maomé I (o primeiro rei de Granada e fundador da dinastia dos nasridas) e dos seus sucessores. Assim, sua base é a arquitetura islâmica, maaaas o domínio muçulmano de Granada chegou ao fim em 1492. Nesse ano, os nasridas foram derrotados pelos Reis Católicos, que resolvem transformar a Alhambra num palácio real. Várias pinturas foram destruídas, móveis levados embora e muita coisa reconstruída com outros estilos, como o renascentista. Você encontra mais detalhes sobre a história do espaço neste link.

~100_2867

Ao comprar o ingresso pra Alhambra, você tem que escolher um horário para visitar os Palacios Nazaríes, já que há um limite de visitantes a cada hora. O ideal é garantir as entradas com antecedência, pela internet: paga-se mais, mas ganha-se tranquilidade, já que chegando lá de mãos abanando dificilmente se consegue comprar ingresso para o mesmo dia com direito a visitar todas as partes do complexo. Outra dica é agendar a visita aos palácios para o meio da tarde, para ter o gostinho de ver o pôr do sol do Generalife.

Eu comprei o ingresso da “visita diurna”, que inclui Alcazaba, Palacio de Carlos V, Palacios Nazaríes, Generalife, Baño de la Mezquita e os Jardins. Também existem visitas noturnas e a “visita jardines”, que inclui todos os espaços exceto os Palacios Nazaríes. Você encontra preços e mais detalhes aqui e aqui.

Quer entrar na Alhambra sem fila e com audioguia? Compre aqui seu ingresso.

~100_2857

~100_2988

Outro atrativo da Alhambra é a vista pra o Albaicín, bairro árabe de atmosfera bem peculiar, com ruas estreitas que espremem dezenas de casinhas brancas. Ali, rola uma vibe quase mil e uma noites, com lojas de doces árabes, casas de chá (teterías), coisa e tal. E no topo do bairro, o Mirador de San Nicolás oferece uma vista da Alhambra digna de cartão postal <3

Procurando hospedagem em Granada? Clique aqui e encontre os melhores hotéis e albergues para sua viagem

100_2848

~100_3052

100_3042

Não bastasse tudo isso, a cidade é uma graça e seus bares e ruazinhas provavelmente vão lhe conquistar. Aqui neste post do blog Tá indo pra onde? você encontra outros 14 motivos pra visitá-la! E a apenas 30 quilômetros de Granada fica a cadeia montanhosa Sierra Nevada, lar de estações de esqui. E saindo da neve pra o mar, a 80 quilômetros da cidade você encontra as praias da Costa Tropical. Tá bom ou quer mais?

Contrate seu seguro viagem com desconto na Mondial Assistance
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking
Alugue um carro nas melhores locadoras com a Rentcars e pague em até 12x
Procure a casa de câmbio com a melhor cotação da sua cidade 

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Posts Relacionados

5 Comentários

  1. Natasha

    Ô, que delícia ler esse post! Morei em Granada por 10 meses, e a cidade é uma coisa linda nesse mundo! Uma vibe bem hippie, com muitos artistas de rua. E acho importantíssimo destacar as tapas grátis da cidade! Praticamente qualquer bar oferece tapas pra quem paga pela bebida e elas são giga e deliciosas! Recomendo demais! :)

    • Luísa Ferreira

      Que delícia, Natasha! Queria ter passado pelo menos mais um fim de semana lá quando morava em Sevilha, gostei muito da vibe da cidade :) Tapas grátis = <3

    • Luísa Ferreira

      Oi, Fernanda! Joia :) Eu fui lá há bastante tempo (cinco anos, meu deus, tou velha. hehehe), então não lembro com detalhes dos outros passeios que fiz, mas lembro sim que gostei muito da cidade! Bati muita perna e comi bastante :D Acrescentei um link pra esse teu post no final do meu! Um abraço

  2. Patrícia malta ferrian

    Adorei as dicas, e espero que apesar de 5 anos atras espero que ainda estejam valendo

Deixe o seu comentário