Dicas Práticas

Dicas para evitar perrengues em viagens

Dicas Práticas | 06/08/12 | Atualizado em 31/01/15 | Deixe um comentário

Viajar é uma delícia, mas passar por perrengues também é comum quando estamos fora de casa. Tem coisas que fogem ao nosso controle, mas é sempre bom evitar possíveis roubadas, né? Por mais que os problemas virem histórias engraçadas depois, o ideal é se precaver pra evitar broncas mais sérias. Baseada na minha própria experiência (hehe) e em conversas com agentes de turismo (as queridas Carol Ferraz, da Experimento, Marina Motta, da STB, e Fátima Bezerra, da WM Tours), fiz uma compilação de dicas pra aquela matéria que escrevi pra o caderno de Turismo do Jornal do Commercio, em 26 de julho. Pode parecer muita coisa, mas é importante ficar atento pra evitar situações chatas como as vividas por mim e pelos personagens cujas histórias contei na tal matéria.

Em grandes cidades como o Recife, estamos acostumados à cartilha da insegurança: não sair sozinhos depois de certa hora, fechar as janelas do carro ao parar no semáforo, manter bolsas e carteiras sempre à vista e por aí vai. Mas quando chega a hora de cruzar as fronteiras pra um país estrangeiro -– principalmente quando se trata de uma nação dita de “”primeiro mundo” -”–, muitos adotam o comportamento contrário e relaxam até demais (Como eu fiz! Não leu? Leia aqui). Essa falsa sensação de segurança pode ser traiçoeira, ainda mais porque o simples fato de sermos turistas – evidenciado pelos mapas e câmeras fotográficas na mão – já chama atenção de pessoas mal-intencionadas.

Seguem algumas dicas pra evitar problemas e pra resolvê-los com mais tranquilidade:

Antes de viajar:

  • Tire uma cópia do passaporte, pra levá-la consigo quando não precisar do original (é bom estar com o passaporte em lugares de entrada e saída, como estações de trem e aeroportos, mesmo que você não vá viajar. Também costumam pedir o documento em casas de câmbio etc. Mas é bem difícil alguém lhe abordar no meio da rua pedindo pra ver seu passaporte, então melhor deixá-lo quietinho em casa!)
  • Escaneie e mande para seu e-mail os principais documentos (passaporte, RG, CPF, comprovantes de hospedagem e passagens aéreas, seguro de viagem)
  • Faça cópias autenticadas das páginas de identificação do seu passaporte (páginas 1, 2 e 3) e guarde-as em local diferente do original (isso vai ser útil se você precisar tirar outra via)
  • Planeje-se para levar dinheiro em mais de uma forma (em espécie, cartão de débito pré-pago, cartão de crédito…)
  • Ao fazer cartão de débito pré-pago, solicite uma segunda via, pra o caso de o original ser roubado ou perdido (quando fui roubada no comecinho da viagem, foi essa segunda via que me salvou!)
  • Leve um cartão de crédito internacional pra emergências e informe-se sobre condições para pagamentos e saques no exterior. Pergunte também o número pra ligar pra o banco desde o exterior, caso o cartão não funcione (não é raro)
  • Avise a sua operadora de cartão de crédito e ao seu banco sobre a viagem pra evitar bloqueio dos cartões
  • Leve consigo os telefones dos consulados brasileiros nas cidades por onde vai passar (você encontra eles aqui www.portalconsular.mre.gov.br)
  • Informe-se sobre condições de segurança e costumes dos lugares que vai visitar
  • Escolha hotéis e albergues com cofres ou lockers onde possa guardar objetos de valor
  • Etiquete as malas, inclusive bagagens de mão, com suas informações de contato

No aeroporto:

  • Fique sempre atento às bagagens, inclusive durante o check-in (tem gente que se aproveita da sua distração nessa hora…)
  • Se for passar muito tempo esperando um voo, evite cochilar (uma opção é fazer revezamento de dormida com os amigos. Da linha “Faça o que eu digo, não faça o que eu faço”: Já dormi e deixei um romeno que tinha acabado de conhecer – e que estava morando no aeroporto, estilo O Terminal, porque levou um pé na bunda da namorada e não tinha grana pra voltar pra casa – tomando conta das minhas coisas… Onde eu estava com a cabeça, não sei, mas felizmente meu anjo da guarda me protegeu)
  • Fique atento aos seus pertences quando estiverem passando pelo raio x (Fátima, da WM Tours, já presenciou o caso de um passageiro que teve as coisas roubadas enquanto calçava os sapatos)
  • Não dê muitos detalhes sobre sua viagem a desconhecidos (sabe aquele bate-papo de sala de embarque e de avião? Tente manter os assuntos mais “neutros”, por precaução)
  • Assegure-se de que pegou todos seus pertences antes de sair do avião (assim como do trem, ônibus, navio, táxi…)

Durante a viagem:

  • Guarde objetos de valor em cofres ou na mala, fechada com cadeado
  • Quando estiver no quarto do hotel, deixe a porta trancada e não abra pra estranhos
  • Guarde o dinheiro em vários lugares diferentes (na mala, no cofre, na doleira…). Assim, se acontecer alguma coisa, o prejuízo é menor
  • Saia sempre com a carteira de assistência médica internacional
  • Deixe a bolsa sempre fechada e à vista. Usar mochila nas costas, por exemplo, não é recomendado, principalmente em lugares com muita gente (confesso que sempre viajo de mochila, porque carrego muita trabalha e se não for assim, minhas costas reclamam. Mas sempre coloco ela pra frente quando tou no meio de uma multidão, ou no metrô, por exemplo)
  • Não saia com muito dinheiro em espécie e evite usar notas altas
  • Evite contar dinheiro na presença de estranhos e em locais movimentados
  • Use os guarda-volumes nos outlets
  • Não deixe todas as compras para o mesmo dia
  • Prefira táxis de cooperativas
  • Evite aglomerações e lugares desertos
  • Leve sempre consigo um cartão com o endereço do hotel
  • Quando precisar transportar grandes quantias de dinheiro e o passaporte, guarde-os sempre em doleiras, também chamadas de porta-dólar: aquela bolsa de tecido usada por dentro da roupa, presa com elástico em volta da cintura
  • Não guarde a carteira no bolso de trás da calça
  • Evite sair com documentos importantes que não são usados no exterior, como carteira profissional e CPF
  • Se alugar um carro, não deixe bagagem visível dentro do veículo
  • Evite usar joias
  • Fique sempre atento se alguém for carregar sua bagagem para colocá-la em um ônibus ou táxi
  • Se possível, evite usar máquinas fotográficas ou outros gadgets muito chamativos
  • Descarregue o cartão de memória da câmera todas as noites, para evitar perder as fotos caso algo aconteça com a máquina

Em caso de perda de documentos:

  • Se seu passaporte for roubado ou perdido, procure uma delegacia de polícia pra solicitar a expedição de um boletim de ocorrência. De posse desse documento, vá ao consulado brasileiro para solicitar a expedição de um novo passaporte, mediante pagamento de uma taxa. A ocorrência será comunicada à Polícia Federal e retransmitida à Interpol para divulgação em todos os países. Se você estiver perto do fim da viagem, pode solicitar uma Autorização de Retorno ao Brasil (ARB), que é gratuita e permite voltar ao país (mas não dá direito a entrar em outros)
  • Outros documentos, como carteira de identidade, carteira de motorista, CPF e título eleitoral poderão ser obtidos somente no Brasil
  • Quando o passaporte perdido tiver um visto de estudante ou de trabalho, procure as autoridades migratórias do país que o emitiu pra saber o que fazer (eu, por exemplo, perdi o passaporte com meu visto de estudante da Espanha. Tive que entrar em contato com o consulado da Espanha no Brasil, pra me mandarem uma carta que dizia que eu tinha recebido o visto)
  • Mais informações: www.portalconsular.mre.gov.br

Vai viajar pra o exterior? Não deixe de fazer um seguro viagem! Clique no banner e contrate o seguro que eu sempre uso e confio :) Com este link, você não gasta nada a mais e ainda ajuda o blog a se manter vivo.

600x80

Quer receber conteúdo exclusivo e gratuito sobre viagens?

Inscreva-se na lista de e-mails do Janelas Abertas e receba um e-book de 60 páginas com dicas para viajar só + check-lists para sua viagem + dicas inéditas a cada 15 dias.

Posts Relacionados

0 Comentários

Deixe o seu comentário

Inscreva-se na newsletter do Janelas Abertas

Receba dicas e recursos de viagem de graça!

  • E-book de 60 páginas com dicas para viajar só
  • Check-list para viagens internacionais
  • Check-list para arrumar a mala
  • Newsletter quinzenal com conteúdo exclusivo

É só se inscrever na lista: