Amazonas

Onde se hospedar em Manaus: como é o albergue Local Hostel

Quando comecei a pesquisar onde se hospedar em Manaus, já tinha ouvido falar muito do Local Hostel. Quase todo mundo que conheci que foi à cidade ficou lá e muitos seguidores do Instagram também me recomendaram esse albergue. Depois de quatro noites hospedada lá, primeiro num quarto privativo e depois num coletivo, reforço o coro: o Local Hostel tem um custo-benefício excelente.

Neste post, você encontra uma avaliação do albergue em relação a critérios como localização, áreas comuns, quartos, banheiros e café da manhã. Antes de mais nada, já adianto: se você está procurando uma opção com bom custo-benefício pra se hospedar em Manaus, pode fazer a reserva numa boa.

onde se hospedar em manaus

Onde se hospedar em Manaus: avaliação do Local Hostel

Localização

Começo por esse que é um dos pontos mais fortes do Local Hostel. Ele fica, afinal, a menos de 5 minutos de caminhada do Largo São Sebastião. Caso você não tenha pesquisado nada sobre Manaus ainda (única razão possível pra não ter ouvido falar nesse largo), eu explico: o Largo São Sebastião é onde fica o Teatro Amazonas, provavelmente a principal atração turística da cidade.

E, além dele, vários outros lugares que merecem muito a visita, como o restaurante Tambaqui de Banda, o Bar do Armando, a Galeria Amazônica e o Tacacá da Gisela. A poucos minutos dali você encontra padarias, agências de viagem, galerias de arte e outros bares.

E a uns 15 minutos de caminhada fica o Mercado Municipal Adolpho Lisboa, outro ponto turístico legal, e o porto de onde saem barcos pra alguns dos passeios que você provavelmente vai fazer por lá.

Ficar hospedada nessa localização foi muito maravilhoso. Cheguei em dois minutos no ponto de partida do walking tour da Uika, pude ir de última hora conferir uma apresentação gratuita no Teatro Amazonas e gastei só R$ 5 de Uber quando não quis ir caminhando até o porto.

Como viajei pra Manaus acompanhada e fiquei doente no final da viagem, acabei usando bastante Uber, mas outros hóspedes comentaram que também era fácil ir de ônibus de lá pra as principais atrações da cidade.

onde se hospedar em manaus

Áreas comuns

O Local Hostel tem uma área externa relativamente grande, com uma pequena piscina (que foi inaugurada no dia seguinte à minha partida, #chateada), mesa de sinuca, tela pra projeção de filmes, sofás, TV e um pseudobar na recepção. Também tem uma cozinha compartilhada que eu não cheguei a usar, mas me pareceu bem equipada.

cozinha do local hostel em manaus

Achei massa que logo ao chegar você vê um painel gigante onde a equipe anota o calendário de eventos daquele mês, com várias dicas do que fazer pela cidade. Além disso, o próprio hostel oferece eventos como noite de filmes (com pipoca grátis, hehe) e happy hour com clone de caipirinha. O que é ótimo pra quem viaja só e quer conhecer gente, né?

Eles também vendem comidinhas e objetos úteis na recepção (tipo cadeado, sabonete, pasta de dentes) e têm serviço de lavanderia. E o wi-fi, fator importante pra quem trabalha viajando como eu, funcionou bastante bem nos meus dias por lá.

Também curti que dá pra guardar a bagagem num armário (onde só quem tem acesso à chave é o pessoal da recepção) caso você chegue antes ou saia depois do check-in ou, como acontece muito por lá, se for passar uns dias na selva e voltar. Eles cobram hoje uma taxa simbólica de R$ 1 por esse serviço.

onde se hospedar em manaus

Quarto privativo

Na minha primeira noite no Local Hostel, fiquei num quarto privativo com duas camas de solteiro. Achei o quarto bem confortável, com mesinha de cabeceira, luz individual, tomadas junto às camas, espelho grande e lugares pra colocar a mala/mochila e pra pendurar roupas.

A melhor parte, no entanto, é o ar condiciona com o controle à sua total disposição. ;) Eu normalmente não curto AC, mas no calor úmido de Manaus faz muita diferença.

quarto privativo no local hostel em manaus

local hostel em manaus

Quarto compartilhado

Nas minhas últimas noites lá no albergue, fiquei num quarto coletivo feminino com seis camas (três beliches) e também gostei bastante. Eles capricharam nos detalhes que fazem toda a diferença. Todas as camas tinham tomada e luz individuais, além de cortininhas pra mais privacidade.

Eles também disponibilizam lockers grandes pra cada hóspede, mas lembre-se de levar seu cadeado (ou você pode comprar lá). Só dois detalhes: toalhas de banho precisam ser alugadas e o ar condicionado só é ligado às 18h (mas você vai passar o dia na rua de todo jeito, né?).

cama do quarto coletivo do local hostel em manaus

Banheiro compartilhado

Nenhum dos dois quartos tinha banheiro, mas isso não foi um problema porque o banheiro coletivo deles é bem bom. Ao menos no feminino eram duas cabines com privada e três cabines com chuveiro, sendo um deles quente.

Geralmente me incomoda tomar banho frio, mas mais uma vez preciso ressaltar que o calor e a umidade de Manaus não tão pra brincadeira (mesmo pra uma recifense como eu!), então só vi gente esperando pra usar a água quente numa noite de muita chuva.

Os chuveiros eram bons e no box tinha vários ganchos pra pendurar as roupas, além de espaço pra colocar os itens de higiene. Junto da pia tinha sabonete e papel toalha, coisas simples que não encontro em vários hostels por aí. Pra tomar banho depois do check-out é preciso pagar uma taxa de uns R$ 10.

banheiro no local hostel em manaus

Café da manhã

O café da manhã lá do Local Hostel não tá incluído na diária e custa hoje R$ 12 pra hóspedes (e R$ 17 pra não hóspedes). Mas achei que vale a pena pagar, a não ser que você esteja planejando comer em algum lugar especial na cidade.

As opções eram mais variadas que na maioria dos albergues onde já fiquei, incluindo várias frutas, diferentes tipos de pães, queijo, presunto, ovo, salsicha, banana frita, dois ou mais tipos de bolos, geleias, granola, tapioca, sucos, café e chás. Dá pra encher bem a barriga e pular até o almoço!

café da manhã no local hostel em manaus

café da manhã no local hostel em manaus

Também achei o atendimento muito bom; todo mundo sempre se prontificou pra dar dicas do que fazer na cidade e acomodar nossas necessidades (tipo quando meu amigo quis mudar de tipo de quarto).

Não posso julgar o serviço de forma 100% isenta porque fui pra lá a convite, mas meu amigo chegou de forma independente e também adorou o tratamento do staff – e, sendo ele gringo, ficou feliz porque todo mundo falava inglês.

Outra coisa legal é que o Local Hostel abriu recentemente uma unidade em Presidente Figueiredo, cidade a 1h30 de Manaus que é conhecida como “a terra das cachoeiras”. Muita gente vai pra PF num esquema de bate-volta, mas todo mundo com quem conversei disse que ficou com vontade de passar no mínimo uma noite lá pra curtir as cachoeiras com mais calma. Não consegui encaixar Presidente Figueiredo no meu roteiro dessa vez, mas espero poder ir em breve.

Você já ficou no Local Hostel, tem alguma dúvida sobre o albergue ou tem outras dicas de onde se hospedar em Manaus? Conta nos comentários!

Ah, e aproveite: se você escolher o Local Hostel como sua opção de hospedagem em Manaus, pode ganhar 10% de desconto usando o código janelasabertas ao fazer a reserva pelo site do albergue até 31/12/2019.

Me hospedei no Local Hostel em junho de 2019 a convite do albergue, mas as opiniões expressas aqui são minhas e não sofreram nenhuma interferência da empresa. O Janelas Abertas preza pela transparência e sempre sinaliza eventuais parcerias e patrocínios. Saiba mais sobre as políticas de monetização do blog.

Quer receber conteúdo exclusivo e gratuito sobre viagens?

Inscreva-se na lista de e-mails do Janelas Abertas e receba um e-book de 60 páginas com dicas para viajar só + check-lists para sua viagem + dicas inéditas a cada 15 dias.

Posts Relacionados

0 Comentários

Deixe o seu comentário

Inscreva-se na newsletter do Janelas Abertas

Receba dicas e recursos de viagem de graça!

  • E-book de 60 páginas com dicas para viajar só
  • Check-list para viagens internacionais
  • Check-list para arrumar a mala
  • Newsletter quinzenal com conteúdo exclusivo

É só se inscrever na lista: