Alagoas

Maceió: a praia de Ponta Verde e as delícias da barraca Lopana

Alagoas | 30/03/16 | Atualizado em 29/11/18 | 19 comentários

Sei que em Maceió e arredores deve ter mais coisas interessantes pra conhecer do que as praias e as comidas, mas se fosse só isso já seria mais do que suficiente, viu? Passei a Semana Santa lá e vai ser difícil resistir à tentação de ir novamente em todos os feriadões que hão de vir, porque ô terra abençoada pra quem gosta de mar e de gordice!

Nesse ponto vocês já tão sentindo que vem uma enxurrada de posts alagoanos por aí, né? Pra começar, vou falar de como invejei a orla urbana da cidade. Não só o mar é entrável – zero saudades, tubarões recifenses -, mas tem os tons mais lindos de azul piscina, com trechos de água mais agitada e outros calminhos do jeito que eu gosto. Sem falar na parte urbana de fato: o calçadão é agradável durante o dia e à noite, com barracas de tapioca e barzinhos. Os prédios da beira-mar não são altos e as partes mais ~chiques~ contam com barracas de praia de primeira.

Procurando hospedagem em Maceió? Clique no link e encontre as melhores opções de hotéis, pousadas e albergues

Fiquei hospedada em Jatiúca, bairro recomendadíssimo pra quem quer comer bem, mas não tanto pra ir à praia. O foco dos turistas durante o dia costuma ser a praia de Pajuçara, de onde saem barquinhos pra levar às piscinas naturais, mas o guru Ricardo Freire, do Viaje na Viagem, avisou: bom mesmo é ir um pouco mais pra o norte, chegando à praia de Ponta Verde.

Mais tranquilo e bonito, esse trecho também é mais endinheirado e abriga duas barracas que valem aquele momento ostentação, se você for liso que nem eu: a Lopana, que fica bem no fim da praia, e a Kanoa, um pouquinho mais ao sul. A primeira gerou até o verbo “lopanear”, e foi bem isso que eu fiz: descansei das quatro horas de estrada com o pé na areia aproveitando a estrutura do bar.

lopana1

Afinal, o que eu queria mesmo era ficar olhando pra aquele azulzinho tão lindo <3 Pra sentar numa das cadeiras ou espreguiçadeiras de plástico na areia, precisamos colocar o nome na lista de espera, mas meia caipifruta depois já estavam nos chamando pra sair da mesa em que nos instalamos, na parte elevada e coberta, e ir pra lá. Pra quem quer ainda mais conforto, a barraca oferece ainda um ambiente fechado, com ar condicionado.

Além da boa localização, bom atendimento e boa seleção musical do DJ que animava a tarde do feriado, o que mais me conquistou foram as gulodices, que não saem barato, mas fazem bonito. Pra começar, escolhi acerola como sabor da tal da caipifruta, o que foi inédito na minha vida e algo que pretendo repetir ;) E pra encher o bucho, começamos com uma porção de agulhas fritas. Veio bem servida e acompanhando uma gostosa maionese de limão, mas os peixinhos podiam estar mais carnudos.

lopana3

Já nosso pedido seguinte – que atende pelo nome de Camarão Charmoso – foi uma das melhores comidas da viagem. São 300g de camarão sem casca na manteiga com ervas, acompanhado de tomate seco e daquela maionese de limão, bem levinha. O resultado foi uma Luísa loka partindo cada camarão em mil pedaços pra fazê-los durar mais. Não preciso dizer mais nada, né? :P

lopana2

Pra fechar, o boy pediu ainda um sururu que parecia bem bom. Somando suco, refrigerantes e couvert artístico pagamos uns R$ 75 cada, o que é bem salgado pra meus orçamentos de viagem normais e torna o lugar elitizado. Ainda assim, achei que valeu a tarde de ryqueza, porque a gente merece de vez em quando, né?

Ah, tanto o Lopana quanto o Kanoa funcionam no happy hour, e o Lopana oferece ainda um passeio de catamarã com bar e música e com paradas pra banho perto da Pedra Virada, nas piscinas naturais e na enseada em frente ao bar. Pra conferir os horários dos próximos dias de passeio, que dependem da maré, acesse o site oficial.

lopana4

Contrate seu seguro viagem com desconto
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking
Alugue um carro nas melhores locadoras com a Rentcars e pague em até 12x
Procure a casa de câmbio com a melhor cotação da sua cidade 

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Quer receber conteúdo exclusivo e gratuito sobre viagens?

Inscreva-se na lista de e-mails do Janelas Abertas e receba um e-book de 60 páginas com dicas para viajar só + check-lists para sua viagem + dicas inéditas a cada 15 dias.

Posts Relacionados

19 Comentários

  1. Natália

    Que foto linda é essa do e Camarão Charmoso ,merece virar Wallpaper!
    Só de olhar me deu vontade de comer e repetir.

  2. Álvaro Luiz

    Viajei para Maceió,e tive a oportunidade de ir pra essa belíssima praia de Ponta Verde, foi ótimo e pretendo voltar. Recomendo a todos.

  3. Jandilson de Albuquerque Cordeiro

    Sinceramente e um assalto a orla de MACEIÓ, essa semana estive por lá, não vi nada de diferente de outras capitais Nordestinas, aliás, os produtos de artesanatos vem de,pernambuco, Paraiba, ceará etc, agora uma tapioca por 25, oo é melhor colocar um revolver, vergonha, nunca vi um desrespeito de magnitude. ou Sr. Prefeito Mandar dar uma verificada lá, senão vai ficar brabo ir a essa terra bonita,,

    • Oi, Jandilson! Visitei Natal e Fortaleza recentemente e moro no Recife e pessoalmente achei a orla de Maceió mais bonita, mas acho que é uma questão pessoal, né? A cor do mar é incrível <3 Só fui nessa barraca, que já sabia que praticava preços altos, mas imaginei que em outras partes da orla haveria produtos mais acessíveis... É uma pena! Em relação ao artesanato, confesso que nem fui ver nada, justamente por imaginar que seriam bem parecidos com o que temos aqui hehe. Um abraço!

  4. Leide

    Já fui três vezes à Maceió durante as férias. Já passei muitos dias nessa terra linda. Confesso que sempre tenho saudades.

  5. Camila Moniz Breves

    Achei todos os comentários válidos.Irei pela primeira vez neste domingo e depois passo aqui para dar minha humilde opinião.

    • Oi, Camila! Passa mesmo ;) Opiniões são muito bem-vindas por aqui :D Um abraço!

  6. Ana Paula

    Vou na semana do dia 22, irei sozinha.
    Gostaria de saber de que já foi, se há alguma recomendação especial e se as pessoas de lá são receptivas.
    Obrigada!

    *depois volto aqui para relatar minha experiência.

    • Oi, Ana Paula! :) As pessoas são receptivas, sim. Se quiser conhecer gente, recomendo se hospedar num albergue. Espero que você curta a viagem e que volte mesmo pra contar como foi! Um abraço e obrigada por comentar

  7. Ana Paula

    Luísa, a viagem foi incrível. O lugar é incrível, as praias belíssimas, as pessoas extremamente acolhedoras. Conheci pessoas todos os dias e em todos os passeios. Em Ponta Verde, não tem muita badalação a noite, mas nem por isso deixa a desejar. A feirinha da praia de Pajussara é ótima é os preços são melhores ainda!
    Enfim, super recomendo!! ;)

    • Oi, Ana Paula! Que ótimo saber! Maceió é uma delícia mesmo <3 Fico feliz que sua experiência tenha sido tão boa! Obrigada pelo comentário :)

  8. Juliana Aparecida almeida

    Eu vou dia 30 de maio eu e meu esposo queria Dica de um lugar bacana pra gente aproveita obrigada

    • Oi, Juliana! A que tipo de lugar você se refere? Restaurante, passeio, hospedagem? Um abraço

  9. Géh

    Amei seu blog! Muitas informações boas, vou para Maceió em Abril/2019 com minha filhinha e vamos ficar na praia de Ponta Verde, com os passeios nas Praias de Guga, Maragogi e Frances, vou seguir todas as dicas! Obrigada!!!

    • Oi, Geh! Que ótimo, é um ótimo passeio pra crianças! Fico muito feliz por saber que as dicas foram úteis. Um abraço e boa viagem :)

  10. Agnaldo Aparecido Ferreira do Amaral

    Boa tarde vou para ponta verde mas vi que as vezes a praia é impropria em alguns meses do ano e tem muita alga?

Deixe o seu comentário

Inscreva-se na newsletter do Janelas Abertas

Receba dicas e recursos de viagem de graça!

  • E-book de 60 páginas com dicas para viajar só
  • Check-list para viagens internacionais
  • Check-list para arrumar a mala
  • Newsletter quinzenal com conteúdo exclusivo

É só se inscrever na lista: