Áustria

Albergue em Viena: Wombat’s City Hostel no Naschmarkt

Áustria | 25/12/13 | Atualizado em 16/12/17 | Deixe um comentário

Viena não é exatamente uma cidade barata, mas flexibilizando um pouco o orçamento foi bem mais fácil achar um hostel legal por lá do que em Estocolmo, por exemplo. Na verdade, minha maior dificuldade foi escolher entre várias opções que pareciam boas, entre elas as três unidades do Wombat’s City Hostel: The Lounge, The Base e The Naschmarkt. Acabei escolhendo esse último e achei ótimo.

Fui pra capital austríaca sozinha e fiquei num quarto feminino pra 4 pessoas. Os preços não são lá muito amigos em termos de hostel, mas por duas noites achei ok: paguei 25 euros pela diária. O pessoal da recepção foi supersimpático o tempo todo, mesmo quando chegou um ônibus cheeeio de australianos (descobri que tem um “mochilão de ônibus” que é muito popular entre a galera da terra dos cangurus) e tudo poderia ter virado um caos.

A impressão positiva que começou nos primeiros minutos continuou todos os dias, tanto que eu nem vou dividir esse post entre pontos positivos e negativos como de costume, simplesmente porque fora o preço meio alto, não consigo pensar em nada negativo.

Recepção do hostel

Recepção do hostel

O quarto era legal, com um locker seguro (não cabe uma mala, mas mochila e afins sim, e ele só abre com seu cartão-chave), pufes, mesinha, banheiro bom, luz de leitura individual (puro amor) e cama confortável. Vi gente reclamando porque é desses albergues em que você tem que forrar e desforrar sua cama, o que é meio chato com aquelas capas de edredom que se usa na Europa, mas vamos lembrar que não estamos no Ritz, né?

Meu quarto (com a baguncinha da galera que chegou antes de mim)

Meu quarto e o locker aberto ali atrás

O café da manhã é pago por fora – ok, ponto negativo -, mas o preço é razoável (uns 3,50 euros) e olha, vale muito a pena. Tudo é gostosinho, dá pra comer até se empanturrar e o lugar onde é servido é agradável. Também tem cozinha coletiva e lavanderia, mas não usei nenhuma das duas.

Sala do café da manhã. O bufê fica do outro lado

Sala do café da manhã. O bufê fica do outro lado

O wi-fi funcionava bem no meu quarto (que era num dos andares mais altos) e deu pra trabalhar de boa à noite. E como ninguém é de ferro, tem um bar bem legal no térreo, com mesa de sinuca e um drink grátis pra todo mundo que faz check-in o/

O bar :)

O bar :)

Tem também dois supermercados coladinhos com ele – mas se ligue porque fecham cedo, então nunca consegui ir neles quando tava voltando da rua à noite – e uma estação de metrô a dois minutinhos (Kettenbrueckengasse). A região pareceu segura, o lugar é limpo, tudo certinho! E, txaram, tem o Naschmarkt bem na frente :) Pra quem ainda não leu o último post sobre o que fazer em Viena, esse é o mercado mais popular da cidade, onde você pode comprar frutas, verduras, quitutes de vários lugares do mundo ou sentar pra comer num restaurante.

O Naschmarkt

O Naschmarkt

Também dá pra ir andando pra muitas atrações que eu mencionei nos posts anteriores e na maioria dos lugares daquele percurso de Jesse e Celine em Antes do Amanhecer, mas eu acabei comprando um passe de metrô de 72 horas porque tava chovendo pacas e minha sapatilha tava quase se desintegrando, hehe. Resumindo: não sei dizer se os outros Wombat’s são melhores, mas recomendo muito esse ;) Faça sua reserva aqui.

Contrate seu seguro viagem com desconto na Mondial Assistance
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking
Alugue um carro nas melhores locadoras com a Rentcars e pague em até 12x
Procure a casa de câmbio com a melhor cotação da sua cidade 

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Posts Relacionados

0 Comentários

Deixe o seu comentário